Mensagens Religiosas

Naquela quinta-feira um dos seus te deu um beijo Não um beijo de amor... Mas de pura traição Entregando-te aos soldados do desamor Aqueles que te prenderam... Açoitaram-te Ao invés de sentir por ti compaixão Machucaram-te até fazer a tua carne sangrar O que tu passaste naquela noite só tu o sabes E aqueles que lá junto a ti se encontravam E naquela sexta-feira... Fizeram-te carregar uma cruz pela Via Sacra Deixando teu corpo transfigurado pela dor Caia... Levantava-se e lá caminhava O povo simplesmente olhava nada fazia Com os olhos amedrontados apenas te viam Quando chegou ao teu destino já quase desfalecia Ainda tinha a pior parte... Aquela que tu temias... Chegaram os soldados para que te pregassem Naquela cruz que pelo caminho carregavas E quando os cravos começaram a serem fincados A dor quase já não existia, já havia transpassado Pelo tamanho do sofrimento que já havia passado Quando terminaram nem sequer se preocuparam Com teus gritos abafados pelo da multidão descarada Assim a cruz com o teu corpo desfalecido foram içados Eles não se conformaram que ainda estavas acordado Levantaram a lança e teu coração foi perfurado Ó quanta covardia... Mesmo assim, ainda os perdoaste. Ó Jesus como pode ter sido tão injustiçado Esqueceram que ali jazia o corpo do Pai amado E também que sua glória mais forte que a... Humanidade

Às vezes nos perguntamos: "O que eu fiz pra merecer isso?" ou..."Por que Deus tinha que fazer isso justo comigo?"... Aqui vai uma belíssima explicação.
A filha dizia à mãe como tudo ia errado. Ela não se saíra bem na prova de Matemática, o namorado resolveu terminar com ela e a sua melhor amiga estava de mudança para outra cidade. Em horas de amargura, a mãe sabia que poderia agradar a filha preparando-lhe um bolo. Naquele momento não foi diferente. Abraçou a filha e levou-a à cozinha, conseguindo arrancar da moça um sorriso sincero.
Logo que a mãe separou os utensílios e ingredientes que usaria e os colocou na mesa, perguntou à filha:
-Querida, quer um pedaço de bolo?
– Mas já, mamãe? É claro que quero. Seus bolos são deliciosos...
-Então está bem, respondeu a mãe. Tome um pouco desse óleo de cozinha!
Assustada, a moça respondeu: – Credo, mãe!
– Que tal então comer uns ovos crus, filha?
– Que nojo, Mãe!
– Quer então um pouquinho de Farinha de Trigo ou Bicarbonato de Sódio?
– Mãe, isso não presta!
A Mãe então respondeu: – É verdade, todas essas coisas parecem ruins sozinhas, mas quando as colocamos juntas, na medida certa... Elas fazem um bolo delicioso! Deus trabalha do mesmo jeito. Às vezes a gente se pergunta por que Ele quis que nós passássemos por momentos difíceis, mas Deus sabe que quando Ele põe todas essas coisas na ordem exata, elas sempre nos farão bem. A gente só precisa confiar n'Ele e todas essas coisas ruins se tornarão algo fantástico!
Deus é louco por você. Ele te manda flores em todas as Primaveras...O nascer o Sol todas as manhãs... E sempre que você quiser conversar, Ele vai te ouvir! Ele pode viver em qualquer lugar do universo, e ele escolheu o seu coração!

Quero estar na sua vida, Mas nem amigo, nem amante Nem tão perto, nem distante.
Quero na sua vida ser somente importante!
Não interessa por que porta eu entre Quero entrar na sua vida docemente Me instalar delicadamente.
Quero estar na sua vida Esteja ela alegre ou conflitante Tranquila ou angustiante.
Quero ficar na sua vida por um longo tempo Estar presente em todo momento.
Quero te guiar sempre que você achar Que está difícil de enxergar.
E toda vez que as lágrimas quiserem brotar E que você não conseguir secar Quero estar na sua vida de um jeito diferente.
Nem de costas e nem de frente Caminhando lado a lado, Num silencio acomodado Aberto para ser pra você Seu sol e seu entardecer Sua noite e seu amanhecer.
Quero estar na sua vida, discreta Mas sempre com a porta aberta Sempre pronto pra lhe receber Faça chuva ou faça sol dentro de você.
Quero ser na sua vida, eterna Mas nunca lhe prender, nem lhe pertencer Nem lhe escravizar, nem lhe fazer sofrer.
Quero estar na sua vida daquela maneira Que sonhamos ser possível a vida inteira Sem cobranças, sem vinganças Sem grandes metas Viajando apenas numa reta Somente presente... eternamente!
Assinado: Deus!

Dino era um menino cuja família era extremamente pobre.
Nas festividades do Natal ele não ganhou nenhum presente, mas costumava olhar nas vitrines das lojas tudo aquilo que outros meninos de sua idade costumavam receber e isso lhe trazia grande excitação.
Logo no início do ano ele foi atropelado por um carro e levado a um hospital.
Uma das enfermeiras, levou-lhe alguns brinquedos para que ficasse um pouco mais alegre. Ao tocá-los, com grande regozijo ele exclamou: "Não existe nenhum vidro entre mim e os brinquedos!"
Muitas vezes não podemos tomar posse de tantas bênçãos que Deus tem nos oferecido porque ainda existe um vidro de separação entre nós e o Senhor.
Esse vidro pode ser motivado por rebeldia, desobediência, indiferença às coisas celestiais, etc. É o vidro do pecado.
Quando deixamos que nossos interesses pessoais, o desamor, a cobiça, a avareza e tantos outras atitudes pequenas tomem lugar em nosso coração, acabamos construindo um vidro que não permite que cheguemos à presença de Deus, mas ao abrir mão de tudo isso em favor do amor, da fé, da esperança e certeza de que apenas em Cristo podemos alcançar a verdadeira felicidade, então todos os vidros são quebrados e a nossa ligação com o Pai se torna real e verdadeira.

Se ainda existe um vidro separando você do Senhor Jesus, quebre-o agora e deixe o Senhor ocupar o lugar que lhe pertence!

Cuidado com o coração hostil! Este tem sido o alerta do médico norte americano, Dr. Redford Williams do Centro de Pesquisas do Comportamento Humano na Universidade de Duke. Há vários anos ele tem pesquisado os perigos que acompanham um coração hostil.
Este tipo de coração pode matar tanto por problemas cardíacos como por ferimentos e acidentes. A ira acelera o batimento cardíaco, aumento a pressão sanguínea e pode afetar as artérias.
Alguns dos sinais de um coração hostil são impaciência com demoras, violência no trânsito, falta de confiança em colegas de trabalho, irritação com amigos e membros da família, insistência em ter sempre a última palavra em discussões e a necessidade de vingar-se daqueles que lhe fizeram algum mal.
Na Bíblia, livro de Provérbios: "Tenha cuidado com o que você pensa, pois a sua vida é dirigida pelos seus pensamentos."
Nosso Pai Celeste é sábio o suficiente para saber que só conseguiremos viver uma vida de qualidade quando permitirmos que ele transforme o nosso coração hostil através da leitura e meditação na sua palavra. Você tem uma Bíblia? Você tem gasto alguns minutos regularmente lendo a Bíblia?
Deixe-me "receitar" inicialmente a leitura diária de 10 versículos do livro de Tiago seguida de uma prece como o "melhor remédio" para curar um coração hostil.

Vários séculos atrás, numa aldeia da Europa, um fazendeiro perguntou-se o que poderia ele fazer para ajudar mais aos que de ajuda precisavam. Tomou uma boa decisão. Decidiu erguer uma construção, uma casa, onde os mais afortunados da região poderiam se encontrar e deixar, cada um deles, mantimentos, roupas e outros gêneros que seriam distribuídos entre os menos afortunados.
Espalhou a ideia, no que foi prontamente apoiado.
Não permitiu a ninguém que visse as plantas e o interior da construção até que estivesse pronta.
No dia da inauguração, um sábado, cinco horas da tarde, muitas pessoas que podiam e estavam dispostas a ajudar à população mais pobre, se reuniram e ficaram maravilhadas com o cuidado com que tudo foi feito. Tudo tinha sido bem pensado e bem planejado.
Mas então alguém disse, – Espere um minuto! Onde estão as lâmpadas da casa? Está ficando bastante escuro aqui dentro. Como a casa será iluminada?
O fazendeiro apontou para alguns suportes nas paredes, e então ele deu uma lâmpada para cada família, que eles teriam que trazer com eles cada vez que viessem às reuniões e disse, - Cada vez que vocês estiverem aqui, o lugar onde estiverem estará bem iluminado. Cada vez que vocês não puderem estar aqui, um ponto estará escuro. Isto é para lembra-los que sempre que você deixa de fazer um trabalho em benefício do próximo, alguma parte da casa de Deus estará escura.
Como bem disse Edward Everett: Sou apenas um, mas ainda sou pelo menos um. Eu não posso fazer tudo, mas ainda posso fazer algo. E só porque não posso fazer tudo, não recusarei fazer o que posso fazer.

Que nenhuma família comece em qualquer de repente. Que nenhuma família termine por falta de amor. Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente. E que nada no mundo separe um casal sonhador.
Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte. Que ninguém interfira no lar e na vida dos dois. Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte. Que eles vivam do ontem, do hoje e em função de um depois.
Que a família comece e termine sabendo onde vai. E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai. Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor. E que os filhos conheçam a força que brota do amor.
Abençoa, Senhor, as famílias! amem! abençoa, Senhor, a minha também.
Abençoa, Senhor, as famílias! amem! abençoa, Senhor, a minha também.
Que marido e mulher tenham força de amar sem medida. Que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão. Que as crianças aprendam no colo o sentido da vida. Que a família celebre a partilha do abraço e do pão.
Que marido e mulher não se traiam, nem traiam seus filhos. Que o ciúme não mate a certeza do amor entre os dois. Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho. Seja a firme esperança de um céu aqui mesmo e depois.
Que a família comece e termine sabendo onde vai. E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai. Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor. E que os filhos conheçam a força que brota do amor.
Abençoa, Senhor, as famílias! amem! abençoa, Senhor, a minha também.
Abençoa, Senhor, as famílias! amem! abençoa, Senhor, a minha também.

Há quanto tempo você não fala com seu Pai?
Atualmente no mundo em que vivemos ficou muito fácil se falar com alguém. O grande avanço da tecnologia nos proporcionou isso. Hoje você localiza pessoas com apenas uma combinação de números.
O celular está aí, e alguém fala contigo onde você estiver.
Pais dão celulares aos seus filhos para poder ter contato com eles e terem um pouco de segurança. Afinal, qual o pai que não se preocupa com seu filho. Quer saber onde você está, com quem está e que horas vai chegar. Isso é normal, afinal ele se preocupa com você.
Mas, com a correria da vida, às vezes, você se esquece Dele.
Ele se preocupa com você, mas aposto que você nunca ligou pra Ele para saber como está ou até mesmo para agradecer pelo que Ele fez e faz por você. Talvez não teve tempo, não é? Afinal no mundo de hoje é só festas, baladas e curtição.
Mas, não se esqueça, Ele não se esquece de você e está contigo a todo instante.
Ele esta tentando te ligar à todo instante.
Só que às vezes seu celular está ocupado, outra vez cai na caixa postal e outra pede para ligar mais tarde. Mas Ele não desiste e vai tentar até o último dia de sua vida.
Que tal você pegar o celular que está agora no seu bolso e dar uma ligadinha pra Ele.
Agradeça por tudo que Ele faz por você.
A ligação é gratuita, o número está no seu coração. Ligue, não custa nada e Ele ficará muito feliz.

Uma noite de verão um jovem que vivia na Escócia, em sua caminhada de volta para casa vindo do povoado onde trabalhava, decidiu pegar um atalho.
Aquela região era conhecida pelas abandonadas pedreiras de rocha calcária, que formavam enormes abismos. Ele sabia que passaria próximo de uma destas pedreiras, mas também sabia que seria tranquilo. A noite era negra, sem estrela nem luar para ajudar a visão, mas o jovem seguiu entre rochas e arbustos.
Repentinamente ouviu uma voz chamar com grande urgência, - Peter! Ele se assustou mas parou e respondeu, - Sim, quem é? O que quer?
Não houve resposta – somente a brisa suave.
Percebeu que tinha se equivocado e deu mais alguns passos. Então ouviu a voz outra vez, desta vez parecendo mais urgente que a primeira:
- Peter!
Ele parou morto de medo, curvou-se para a frente tentando perscrutar na escuridão e ajoelhou. Estendeu a mão para tatear o chão à sua frente, mas só encontrou o vazio. Era a pedreira! De fato, quando Peter cuidadosamente apalpou o terreno à sua volta, percebeu que estava parado na borda da pedreira abandonada, a um curto passo antes de um mergulho fatal no abismo. No meio da escuridão, naquela área desolada, alguém o conhecia e alguém se preocupou com ele.
Peter Marshall nunca se esqueceu do incidente. Dedicou sua vida a quem tinha lhe chamado pelo nome e se tornou um grande evangelizador. Você já percebeu que Deus também lhe conhece pelo nome – e sabe tudo sobre você?

Um homem estava preocupado em fazer um quarto a prova de som, já que ele tinha problemas com o filho que tocava uma bateria e ninguém aguentava a intensidade do barulho nas horas dos ensaios.
Contratou uma equipe para fazer a experiência de um quarto no fundo do quintal que fosse a prova de barulho.
Com o quarto quase pronto o homem pediu para que fosse feita uma experiência. Atendendo a solicitação o construtor pediu para um de seus empregados que lá estavam trabalhando que entrasse naquele cômodo e gritasse qualquer coisa, com toda a força que era capaz.
O empregado entrou no tal cômodo sem saber o que fazer. - Vou gritar o que?
Ficou alguns segundos pensativo. Não tinha a menor ideia do que gritar. De repente num impulso gritou três vezes: - JESUS ME SALVE...
O quarto construído no fundo do quintal estava na divisa de um terreno baldio, e ali havia chegado nessa mesma hora um senhor que desgostoso da vida, havia ido até ali para suicidar-se e quando levou o revolver até a altura da cabeça escutou muito longe aquele JESUS ME SALVE...
Lembrou-se de Jesus Cristo... jogou o revolver fora e foi procurar de onde tinha vindo aquele apelo... e chorando abraçou o autor dos gritos e agradeceu por ter-lhe salvo a vida.

Senhor.
Desacelere as batidas do meu coração, acalmando minha mente. Diminua meu ritmo apressado com uma visão da eternidade do tempo.
Em meio às confusões do dia a dia, dê-me a tranquilidade das montanhas. Retire a tensão dos meus músculos e nervos com a música tranquilizante dos rios de águas constantes que vivem em minhas lembranças.
Ajude-me a conhecer o poder mágico e reparador do sono. Ensina-me a arte de tirar pequenas férias: reduzir o meu ritmo para contemplar uma flor, papear com um amigo, afagar uma criança, ler um poema, ouvir uma música preferida.
Acalme meu passo, Senhor, para que eu possa perceber no meio do incessante labor cotidiano dos ruídos, lutas, alegrias, cansaços ou desalentos, a Tua presença constante no meu coração.
Acalme meu passo, Senhor, para que eu possa entoar o cântico da esperança, sorrir para o meu próximo e calar-me para escutar a Tua voz.
Acalme meu passo, Senhor, e inspire-me a enterrar minhas raízes no solo dos valores duradouros da vida, para que eu possa crescer até as estrelas do meu destino maior.
Obrigado Senhor, pelo dia de hoje, pela família que me deste, pelo meu trabalho e sobretudo pela Tua presença em minha vida.
ASSIM SEJA...

Na véspera da viagem marcada, o motorista esmerou-se em preparar o carro.
Conduziu-o à oficina para reparos diversos. Levou-o ao posto para que fosse bem lavado.
Exigiu que se fizesse limpeza da faixa branca dos pneus.
Dirigiu-se ao eletrotécnico, para revisão do rádio, garantindo notícias e música durante a viagem.
Buscou pessoal competente para polimento da pintura e dos metais.
Foi ao tapeceiro, adquirindo nova e bela capa para o estofamento.
Finalmente, comprou um adorno para o interior do automóvel e aproveitou a ocasião para trocar o chaveiro.
No dia seguinte, quando havia percorrido apenas alguns quilômetros, o carro parou, por falta de combustível.
Nas devidas proporções, fato semelhante ocorre conosco.
Passamos uma existência inteira reunindo valores superficiais.
Pontificamos na moda e na elegância.
Brilhamos nas rodas sociais.
Conquistamos a influência e poder.
Entretanto, somente quando viajamos para a vida espiritual, descobrimos que o mais importante foi esquecido.

Alexandre, governante grego, foi realmente grande naquilo que conquistou. O mundo antigo esteve aos seus pés. Só que viveu pouco. Alexandre nasceu em 356 A.C e morreu, aos 33 anos, em 323 A.C.
Recentemente produzi e gravei um estudo específico sobre ele para o programa ''Encontro com as Profecias'' (se você puder, vale a pena ouvir!). Depois do programa pronto lembrei de um velho texto anônimo escondido entre meus arquivos. Trata-se de uma curiosa comparação entre Alexandre e Jesus. Diz assim:
Existe uma interessante comparação entre Jesus e Alexandre, o Grande. Ambos morreram com a idade de 33 anos.
O grego viveu e morreu para si próprio, o hebreu por você e por mim.
O grego morreu sobre um trono, o judeu sobre uma cruz.
A vida de um pareceu um triunfo, a do outro, uma derrota.
Um foi chefe de exércitos, o outro avançou só.
Alexandre fez correr o sangue de uma geração inteira; Jesus derramou Seu próprio sangue.
Um ganhou o mundo inteiro em sua vida, mas perdeu tudo na morte; o outro perdeu Sua própria vida, mas ganhou a fé do mundo inteiro.
O grego fez todos os homens seus escravos; o hebreu deu a todos a liberdade.
Alexandre fundou seu trono no sangue; Jesus no amor.
Um nasceu na Terra, o outro veio do Céu.
Um conquistou toda a terra, mas perdeu finalmente o Céu e a Terra; o outro renunciou a tudo, para finalmente tudo ganhar.
Alexandre, o grego, morreu para sempre. Jesus, por outro lado, vive eternamente.
Outro pensamento interessante, para finalizar: Enquanto Roma estava muito ocupada fazendo história, Deus chegou. Ele armou a Sua tenda da encarnação na palha num estábulo sob uma estrela. O mundo nem notou nada. Sob a influência ainda dos sucessos de Alexandre, o Grande e Herodes, o Grande o mundo passou por alto o pequeno Cordeiro de Maria. E ainda o faz.

Amo o ar que respiro
O verde da relva, as flores, os rios...
Os mares, a brisa que passa,
O solo em que piso, o orvalho...
A chuva que cai, o sol...
O horizonte, a lua,
As estrelas, o universo...
E por não haver obra alguma,
Que não haja quem as crie,
Amo imensamente a Deus,
Que, num gesto de amor,
Sapiência e mistério,
A tudo criou e,
Em sua humildade,
Sob nada assinou.

O construtor de pontes, Charles Eliet, foi contratado para construir uma ponte suspensa sobre o rio Niagara.
O primeiro problema que ele enfrentou era descobrir uma forma para esticar o seu primeiro cabo através da larga extensão de águas. Se um barco tentasse cruzar o rio seria varrido sobre as quedas.
Eliet pensou em uma ideia muito simples. Se uma pipa pudesse voar até a margem oposta usando um leve cordão, um cordão mais forte poderia ser amarrado à este e poderia ser puxado para o outro lado, então um cordão mais forte seria puxado através deste e assim por diante até que o cabo de aço desejado pudesse ser unido e arrastado até o outro lado.
Eliet indicou uma competição de pipas e um jovem chamado Homan Walsh prosperou na sua segunda tentativa. O plano simples de Charles Eliet funcionou e a ponte foi construída.
Na nossa vida, muitas vezes nos sentimos como não tendo um papel muito importante à desempenhar. O que fazemos parece tão insignificante. Mas não é bem assim. Cada cristão tem uma parte importante no jogo da vida. O todo é uma soma das numerosas "pequenas coisas" que somos chamados a fazer todos os dias.
Jesus começou a espalhar o evangelho pelo mundo inteiro por simplesmente enviar seus discípulos de dois em dois! Então, nunca subestime a importância do que Deus lhe chamou a fazer. O importante é persistir – dia após dia!
E ao deitar-se à noite, agradeça: "Querido Deus, agradeço-Lhe por usar pessoas comuns como eu para fazer o Seu trabalho nesta terra. Ajude-me a compreender que minha parte – não importa quão pequena – é uma parte vital do quadro inteiro. Ajude-me a ser responsável e nunca decepcionar ao fazer minha parte. Obrigado por me ouvir e responder minha oração. Que assim seja".

15 de janeiro ? Descansei a semana toda. Meu dono me leu regularmente nas primeiras noites no início deste ano, mas penso que se esqueceu de mim agora.
2 de fevereiro ? Faxina na casa. Tiraram o pó de cima de mim, como de outros objetos, e me colocaram no lugar de costume.
8 de fevereiro ? Meu dono usou-me por uns momentos depois do jantar. Estava procurando alguns textos. Fui à igreja hoje!
2 de abril ? Eu estive bem ocupada hoje. Meu dono tinha de dirigir uma reunião de oração e me consultou buscando algumas passagens. Teve bastante dificuldade de encontrar uma, apesar de ela estar no mesmo lugar.
l de maio ? Gastei toda a tarde no colo da vovó. Ela está aqui de visita. Deixou cair algumas gotas de lágrima sobre Colossenses 2.5-7.
6 de maio ? Outra vez no colo da vovó esta tarde. Ela gastou a maior parte do tempo meditando em 1 Coríntios 13 e nos últimos versos do capítulo 15.
7, 8 e 9 de maio ? No colo da vovó todas as tardes. Que lugar confortável! As vezes ela fala comigo e de outras me lê.
10 de maio ? A vovó viajou para sua casa hoje. Ela me beijou e me disse "adeus"! Estou outra vez no meu lugar de costume.
10 de julho ? Fui colocada numa mala entre roupas e outros objetos. Penso que vamos passar alguns dias fora.
10 de julho ? Ainda na mala, apesar de quase todas as outras coisas terem sido colocadas noutro lugar no quarto.
15 de julho ? Em casa outra vez e no meu lugar costumeiro. Fiz uma longa viagem. Nem sei por que me levaram consigo... Não saí da mala...
1 de agosto ? Que calor! Duas revistas, uma novela e um chapéu, tudo em cima de mim. Oh. Se eles pelo menos tirassem estas coisas de sobre mim!
10 de setembro ? Limpeza. Tiraram o pó e fui colocada no meu lugar para um longo descanso...
Será este o diário da sua Bíblia?
Dt 11.18: "Ponde, pois, estas Minhas palavras no vosso coração e na vossa alma".
Dt. 32.47: "Porque esta palavra não é para vós outros coisa vã, antes é a vossa vida".

Era ano de 1494, a cidade era MILÃO, na ITÁLIA, Leonardo da Vinci deu uns passos para trás, contemplou o mural da Ultima Ceia que estava pintando, e suspirou.
Estava completo, com exceção das figuras de Cristo e de Judas. Onde encontrarei um semblante tão inocente e sublime que verdadeira-mente represente a Jesus? E onde encontrarei um rosto tão endurecido pelo pecado e engano, que possa representar a Judas Iscariotes? – refletiu ele.
Certa manhã, no coral de uma capelinha, Leonardo viu um jovem com um rosto tão inocente e sublime, que concluiu ter encontrado seu modelo para Jesus.
Durante vários dias o rapaz posou para o grande artista. Quando a figura de Jesus ficou concluída, o jovem olhou para a pintura. – Impressionante, não é? – disse o rapaz. – Como eu gostaria de ser mesmo semelhante a Ele! – Você pode – respondeu Leonardo – Simplesmente siga o seu exemplo.
Mas a obra de arte não estava concluída. Faltava ainda a figura de Judas. Leonardo caminhou pelas ruas da cidade à procura de uma face marcada pelas linhas da amargura e do remorso. Nenhum rosto era suficientemente depravado para servir de modelo a Judas.
Anos se passaram, e o mural continuava inacabado. Então, certa noite, no ano de 1498, Leonardo voltava para casa quando foi abordado por um pedinte.
Ao olhar para o rosto do homem maltrapilho, viu olhos inteligentes mas anuviados pelo remorso, e uma fronte marcada por anos de iniquidade. Acompanhe-me – disse Leonardo, com agitação. Vou dar-lhe alimento e cama por esta noite. Preciso pintar uma figura tendo-o como modelo. Pago bem.
Na manhã seguinte, o rude e maltrapilho mendigo sentou-se, enquanto Leonardo lhe pintava a face na forma de Judas. Terminado o trabalho, o mendigo contemplou a pintura pronta. Uma lágrima lhe rolou pelo rosto. Não me reconhece? – Chorou ele. – Sou a mesma pessoa que serviu de modelo para seu Cristo, anos atrás. Quem dera que eu tivesse seguido o seu conselho...

Em nossa vida existe um precipício entre duas montanhas esse precipício se chama vida.
Deus lhe da a corda na medida exata para você, lhe da a madeira, lhe da as ferramentas lhe da o manual de como construir uma ponte, basta você seguir as instruções e começar a fazer sua ponte e passar pela vida, lembre-se que Deus sempre estará lhe dando força para todos os momentos, se por descuido você cair nesse precipício, se lembre Deus lhe deu a corda na medida exata e quando você se der conta de si e voltar a lutar por sua própria vida a corda vai estar ali para você se agarrar a ela e voltar ao topo, não se preocupe, sua corda não ira estourar, a madeira não irá quebrar, Deus lhe deu o melhor material, Corda representa sua força, Madeira sua esperança e a vontade de acreditar, O manual, Sabedoria!
Ninguém lhe disse que a vida seria fácil, se fosse fácil Deus juntaria a duas montanhas entre o precipício para você passar, mas ele lhe da o melhor de tudo para realizar seus próprios feitos, e atingir seus próprio objetivos, ele lhe da força, confiança, sabedoria, e coragem e nunca irá te abandonar até você chegar ao outro lado do precipício. E no final se você seguir o manual que Deus lhe deu, acredite sua ponte será forte o suficientemente para aguentar 1.000 homens de uma única vez, e servira de exemplo para outros.

- Procuro Deus. Será que o encontrarei neste Centro Espírita? - Deus está em toda parte...
- Ledo engano. Frequentei muitas igrejas, percorri muitos caminhos e só vi mentira e hipocrisia. Se você quiser se esconder de Deus vá aos templos religiosos! Espero que aqui seja diferente. - Temo que não. Aqui também há a fragilidade humana.
- Gente fazendo propaganda contra Deus? - Gente fazendo força para encontrar Deus.
- Talvez Deus seja uma abstração, uma fantasia. Os próprios religiosos não o encontram... - Qualquer pessoa de bom senso sabe que se Deus não existisse seria preciso inventá-lo. Somente assim podemos justificar a origem do Universo e a nossa própria existência.
- Então, por que não o vemos? - Você já experimentou caminhar com óculos embaçados?
- Só se fosse tolo! - É esse o problema. Muita gente se perde na procura de Deus por falta de transparência nos visores da alma.
- Como torná-los transparentes? - Renove-se, combatendo mazelas e imperfeições.
- Quando estarei pronto? - Quando houver eliminado todo o mal de seu coração.
Bem-aventurados os que têm limpo o coração, porque verão a Deus. Mateus, 5:8

Nós temos sede de ser autênticos, e mesmo quando não conseguimos sê-lo, continuamos com o desejo de alcançar essa virtude. No entanto, com as nossas forças nem sempre ou quase nunca conseguimos.

Mas, graças a Deus, podemos e devemos contar com a força do Espírito Santo de Deus, que nos conhece e restaura em nós a nossa verdadeira identidade.

Invoquemos a ação do Paráclito sobre nós para que, em todos os momentos, vivamos nossa vida com originalidade e verdade.

Rezemos: Ó vinde, Espírito Criador, as nossas almas visitai, e enchei os nossos corações com vossos dons celestiais. A nossa mente iluminai, os corações enchei de amor, nossa fraqueza encorajai, qual força eterna e protetor.

Jesus, eu confio em Vós!

Escrevendo aos cristãos do Ponto, Galácia, Capadócia, Ásia, e Bitínia, o apóstolo Pedro trata de um assunto que tem tudo a ver com os cristãos do século 21.
Ele orienta os irmãos daquelas regiões a se humilharem diante de Deus, e a lançarem sobre Ele toda a ansiedade (I Pedro 5:6 e 7).
Em outras palavras o apóstolo diz que oração é a solução para se livrar dos "estresses" da vida.
Lançar a ansiedade é deixar de se preocupar. É arremessar com força, é atirar com ímpeto toda a ansiedade sobre Aquele que tem o poder de dar a paz, de solucionar os problemas.
Deus quer que vençamos a preocupação, que vivamos em perfeita paz interior, mesmo em circunstancias adversas. A preocupação estrangula, tira a tranquilidade, trás inquietação.
A paz de Cristo é maior que as lutas do dia a dia.
Precisamos ouvir esta sábia palavra do apóstolo Pedro. Possamos lançar sobre Ele (Jesus) toda a nossa ansiedade, sabendo com convicção que Ele realmente cuida de nós, assim como cuidou dos nossos irmãos que viveram no passado!

Certa vez, um rico perdeu uma bolsa com quatrocentas moedas de ouro. Então, anunciou nos jornais da cidade que daria uma boa gratificação a quem achasse a bolsa. Dias depois, apareceu um pobre, muito honesto, conhecido na cidade, trazendo-lhe a bolsa com as quatrocentas moedas.
O rico contou as moedas: quatrocentas certinho. mas, como era muito avarento, procurou um jeito de não dar a gratificação. Então, olhou para aquele homem humilde e bom e lhe disse:
- Faltam cem moedas. Tu não mereces gratificação nenhuma.
O pobre homem honesto foi expor o fato ao juiz. O juiz chamou o rico e perguntou-lhe:
- Quantas moedas havia na bolsa que perdeste?
- Quinhentas – respondeu-lhe o rico.
- E quantas há na bolsa que este homem trouxe?
- Quatrocentas – respondeu o rico.
Então o juiz disse ao rico:
- Então essa bolsa não é a tua. Devolve a este homem e vai embora. Quando aparecer o verdadeiro dono, ele a entregará.
Devemos ter atitudes de verdadeiros filhos de Deus, proceder com dignidade e ser testemunhas vivas da ação de Deus em nós. Por isso não retenha a si todas as coisas, mas compartilhe com quem precisa principalmente o amor de Jesus.