Mensagens Religiosas

Quando você levantou pela manhã EU já havia preparado o sol para aquecer o seu dia, e o alimento para sua nutrição. Sim, EU providenciei tudo isso enquanto vigiava o seu sono, a sua família e a sua casa.
Esperei pelo seu Bom Dia, mas você se esqueceu. Bem, você
parecia ter tanta pressa que EU lhe perdoei.
O sol apareceu, as flores deram o seu perfume, a brisa da manhã o acompanhou e você nem pensou que EU é quem havia preparado tudo isso.
Seus familiares sorriam, seus colegas o saudaram, você
trabalhou, estudou, viajou, realizou negócios, alcançou vitórias, mas... você não percebeu que EU estava cooperando com você. E mais... teria ajudado se você me tivesse dado uma chance...
EU sei, você corre tanto... EU o perdoei.
Você leu tanto, ouviu muita coisa, viu mais ainda, e não teve tempo de ler ou ouvir a MINHA PALAVRA. Eu quis falar, mas você não parou para ouvir. EU quis até aconselhá-lo, mas você nem pensou nessa possibilidade. Seus olhos, seus pensamentos, seus lábios seriam melhores. O mal seria menor e o bem, muito maior em sua vida.
Você trabalhou, ganhou dinheiro, não fez mais porquê não me deixou ajudá-lo. Mais uma vez você se esqueceu de mim.
Esqueceu-se de que EU desejo uma participação no meu reino com a sua vida e o seu talento.
Findou o seu dia. Você voltou para casa. Mandei a lua e as estrelas tornarem o cenário mais bonito para lembrar-lhe do meu amor por você.
Certamente, vai agradecer-me e me dar uma Boa Noite... Já
dormiu! Que Pena!
Boa Noite, durma bem. Eu ficarei velando por você.
JESUS

É impossível para quaisquer palavras expressarem o pleno significado desta agradável sentença: "DEUS É POR MIM". Ele era por nos antes que o mundo existisse. Deus era por nos, pois se assim não fora, Ele não nos teria dado o seu Filho amada.
Deus era por nos, quando feriu o Unigênito e lançou sobre ele todo o vigor da sua ira. Deus era por nos, embora tenha sido contra o Senhor Jesus. Deus era por nos, quando estávamos arruinados pela queda-Ele nos amou apesar disso. Deus era por nos, pois do contrario Ele nos teria trazido ao ponto de buscarmos humildemente sua face!
Deus tem sido por nos em muitas lutas. Temos nos deparado com hostis de perigos. Temos sido assaltados por tentações em nosso intimo e em nosso exterior. Como poderíamos ter permanecido intactos ate agora, se Deus não houvesse sido por nos?
Deus é por nos com toda a infinitude de seu ser, com a onipotência de seu amor, com toda a infinitabilidade de sua sabedoria. Revestido de todos os seus atributos divinos, Ele é eterna e inevitavelmente por nos. Visto que Deus é por nos, a voz de nossa oração haverá de assegurar-nos sempre o auxílio dele. "Quando eu a Ti clamar, voltarão para trás meu inimigos.
Esta não é uma esperança incerta, e sim uma segurança bem fundamentada-"Isto sei eu". Apresentarei minha oração a Deus e esperarei na resposta, certo de que ela virá. Meus inimigos serão desbaratados, porque Deus é por mim. Oh crente, quão feliz você é com o Rei dos reis ao seu lado! Quão seguro você esta com esse Protetor! Quão garantido é o seu caso, pleiteado com tão sublime advogado! Se Deus é por você, quem poderá prevalecer contra você?
Deus abençoá!

Fato ocorrido em 1892, verdadeiro e integrante de biografia.

Um senhor de 70 anos viajava de trem tendo ao seu lado um jovem universitário, que lia o seu livro de ciências. O senhor, por sua vez, lia um livro de capa preta.

Foi quando o jovem percebeu que se tratava da Bíblia e estava aberta no livro de Marcos.

Sem muita cerimônia o jovem interrompeu a leitura do velho e perguntou:
- O senhor ainda acredita neste livro cheio de fábulas e crendices?
- Sim, mas não é um livro de crendices. É a Palavra de Deus.
Estou errado?
- Mas é claro que está! Creio que o senhor deveria estudar a História Universal.Veria que a Revolução Francesa, ocorrida há mais de 100 anos, mostrou a miopia da religião.

Somente pessoas sem cultura ainda creem que Deus tenha criado o mundo em seis dias. O senhor deveria conhecer um pouco mais sobre o que os nossos cientistas pensam e dizem sobre tudo isso.

- É mesmo? E o que pensam e dizem os nossos cientistas sobre a Bíblia?

- Bem, respondeu o universitário, como vou descer na próxima estação, falta-me tempo agora, mas deixe o seu cartão que eu lhe enviarei o material pelo correio com a máxima urgência.

O velho então, cuidadosamente, abriu o bolso interno do paletó e deu o seu cartão ao universitário. Quando o jovem leu o que estava escrito, saiu cabisbaixo sentindo-se pior que uma ameba.

No cartão estava escrito: Professor Doutor Louis Pasteur, Diretor Geral do Instituto de Pesquisas Científicas da Universidade Nacional da França. 'Um pouco de ciência nos afasta de Deus. Muito, nos aproxima.'

Certa noite eu quis falar com Jesus, mas Ele me disse: - Agora estou muito ocupado. - É urgente!, eu disse, trata-se de minha mãe! - Calma... agora não posso, respondeu Ele suavemente.
Entre chocado e desapontado eu bradei: - Está bem ! Com quem posso falar então?!? - Comigo, mas não agora que estou tão ocupado.
Eu, doente e febril, tive que me conformar e aguardar o momento "certo" para falar com Ele.
Sozinho, naquela cidade estranha, tudo que eu queria era o abraço de minha mãe, naquele momento tão distante de mim.
A febre deve ter se elevado tanto, que adormeci. Tive sonhos confusos e agitados, onde eu me via sendo envolvido pelos braços amorosos de minha mãe.
Quando acordei, ensopado de suor, eu me sentia maravilhosamente bem. Tinha desaparecido a febre e toda aquela sensação de abandono.
Lembrei-me que havia chamado por Jesus, mas não sabia exatamente se fora um delírio ou se Ele falara comigo realmente.
Arrisquei, sentindo-me patético, a chamá-Lo de novo: - Senhor! Agora é possível só responder-me a uma pergunta?
Para minha surpresa, eu ouvi: - Sim. O que você quer? - Era só para saber se realmente falei com o Senhor. Agora não quero mais nada. Já estou bem. Quando O chamei, eu ia pedir-Lhe que me trouxesse minha mãe, mas o Senhor estava muito ocupado para atender ao meu chamado. Sonhei com ela e isso foi o bastante para curar-me.
- Sim, eu estava muito ocupado, atendendo alguém que tinha mais urgência do que você: Eu estava escutando sua Mãe que me pedia para levá-la até aí.