Mensagens Religiosas

Perdido em sua amargura, um homem resolveu "matar" Deus e para tanto arquitetou um plano terrível, desenvolveu uma fórmula através da qual apagaria sua lembrança da memória da humanidade. Deste modo, pensava ele, seríamos realmente livres.
Seguiu seu plano minuciosamente, até alcançar seu intento. Deus fora deletado, nada restara para lembra-lo.
Passaram-se os dias, o mundo mergulhado no caos, as pessoas girando em torno de si mesmas acabavam por destruir-se umas as outras. Era preciso reinventar Deus.
Mas, ele esquecera a fórmula, em vão a procurou sem obter resultados. Até que, desesperado, arrependido, ensopado em lágrimas, naufragado em sua dor, já prestes a tirar sua vida, ou o que dela restou, atirou-se ao chão enquanto os lábios suplicavam o perdão daquele que ele mesmo "apagou".
Foi quando, ouviu uma voz, a princípio um sussurro distante, mas que aos poucos foi ficando mais clara e próxima...
- Filho, levanta-te. Crês realmente que alcançastes teu intento? Mas como poderias apagar-me da memória da humanidade se minha morada é em seu coração?

De quando em vez ouço o seguinte desabafo: Tudo vai mal. Ninguém me compreende e Deus se esqueceu de mim.
A esse respeito Jesus contou a história da ovelha perdida.
Após um dia de penoso trabalho, um pastor voltava do campo conduzindo as ovelhas para o curral, quando sentiu falta de uma delas. Fechou a porta do curral deixando as 99 em segurança e saiu a procura da ovelha perdida.
Após diligente busca, encontrou-a prestes a cair no precipício. Ajoelhou-se, tomando-a em seus braços fortes e levou-a de volta para junto das outras.
Esse é o retrato de Jesus, o nosso Bom Pastor. Se você lhe permitir, Ele o tomará em Seus braços porque Ele o ama, e jamais se esquece de você.

Recentemente, eu visitei a casa de minha infância. Com quase 70 anos, a casa tinha problemas que exigiam que muitas das paredes interiores fossem derrubadas para fazer reparos. Olhando para aquela casa que já tinha sido tão bonita, hoje cheia de entulho de construção e grandes buracos nas paredes e pisos, fiquei imaginando:
- Quem iria querer uma propriedade com aparência tão feia?
A nova compradora chegou e começou a nos mostrar todas as coisas que ela planejava fazer em nossa velha casa. Pelo fato de ela restaurar casas como profissão, o que nos pareciam problemas caros eram simples reparos para ela.
Além disso, como a casa viria a ser o seu lar, tinha-se tornado um projeto especial para ela – ao qual dedicaria todo o seu carinho e conhecimento. O que enxergávamos como um fardo, ela recebia como uma aventura e um desafio.
Ao refletir sobre isso, comecei a fazer um paralelo espiritual. Nossas vidas podem estar em mau estado, mas Deus, o especialista em restaurações, o Empreiteiro, trabalha pacientemente para nos restaurar para o serviço e honra no Reino.
Talvez pensemos que nunca poderemos ser recuperados enquanto, o tempo todo, Deus está apenas esperando pelo convite para nos restaurar, curar e abençoar.

Normalmente nós pedimos pelos que sofrem, pelos que choram, pelos que passam fome, oramos pelos doentes e rogamos pelos infelizes.
Hoje vamos inverter a ordem e vamos dizer:
Senhor, não te suplicamos pelos desesperados, nós te pedimos por aqueles que promovem o desespero.
Não te rogamos pelos que choram, mas pelos infelizes que são responsáveis pelas lágrimas.
Não te rogamos ajuda aos que passam fome, mas pelos abastados que são fomentadores da miséria socioeconômica.
Não pedimos em favor dos enfermos, mas nós intercedemos pelos que jogam fora a saúde e os que são impiedosos para com os doentes.
Não estamos aqui pedindo pelos perseguidos, pelos caluniados, mas estamos interferindo pelos perseguidores, pelos caluniadores, pelos impiedosos.
Eles sim, são verdadeiramente os infelizes por que perderam o endereço de Deus e o contato com a consciência.
Apieda-te Senhor, dos fomentadores da discórdia e consola os que estão chorando no teu regaço, procurando a Tua paz, e em Teu próprio nome de Amor, abençoa esta casa e os que aqui habitam, os que aqui buscam auxilio, os que pretendem ir adiante, os que se entregam em regime de silêncio e abnegação, para que nas suas vozes caladas, possamos todos nós ouvir a Tua voz, ao invés dos que fazem tumulto para apagar a mensagem da Tua palavra.
Senhor fica conosco e dá-nos a Tua paz.

Você é uma benção.
Um dia você irá olhar por todas as dificuldades
que enfrentou e verá que elas foram essenciais,
pois a fizeram chegar ao topo.
Não se esqueça você nasceu para ser grande de maneira que ninguém irá acreditar.
Deus tem muitas promessas em sua vida e tem pressa para que seja cumpridas.
Deus é o mais interessado em sua vitória.
Creia e confie.
Ainda que você não possa ver,
há uma mão forte te segurando...
Há um olhar de alguém superior que te ama...
Há anjos poderosos te protegendo,
Há seres celestiais recolhendo as tuas lágrimas...
Há um DEUS TODO PODEROSO aplainando teu caminho.
Um pouco + a frente você irá sorrir, a alegria do sabor da vitória...
A tua grande vitória;
Aquela que você + espera está chegando...
oh Glória! Deus é Fiel!
Deus te abençoe
Persevere em oração!

1. ACORDAR
Decida ter um bom dia. Esta sua atitude é uma escolha. "Este dia foi especialmente preparado pelo Senhor. vamos nos alegrar, vamos festejar por causa dele." (Sl 118.24).
2. VESTIR
O melhor modo de se vestir é colocar um sorriso no rosto. Não custa um centavo, mas vale mais que um milhão de reais – isto sem falar em como vai melhorar o seu visual! "O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor olha para o coração." (I Sm 16.7).
3. CALAR
Como eu preciso desta aqui! Profira palavras que edifiquem, não que destruam. Aprenda a ouvir. Deus nos deu dois ouvidos e uma boca, dando-nos a entender que deveríamos ouvir o dobro do que falamos. "Quem toma cuidado com o que diz está protegendo a sua própria vida..." (Pv 13.3).
4. DEFENDER
Defenda alguma coisa, caso contrário você cairá por qualquer coisa. "E não nos cansemos de fazer o bem, pois no tempo próprio colheremos, se não desanimarmos. Portanto, enquanto temos oportunidade, façamos o bem..." (Gl 6.9,10).
5. ENFRENTAR
Não espere estar estirado de costas para olhar para cima. Olhe para cima, para o Senhor, sempre. "Posso enfrentar qualquer coisa com a força que Cristo me dá." (Fl 4.13).
6. CONFIAR
Busque com ousadia e fé e assuma o risco. Deus é com você." Confie no Senhor de todo o teu coração. nunca pense que sua própria capacidade é suficiente para vencer os problemas. Em tudo quanto for fazer, lembre-se de colocar Deus em primeiro lugar. Ele guiará os seus passos e você andará pelo caminho do sucesso." (Pv 3.5,6).
7. ORAR
Fale frequentemente com Deus. "Não se inquietem com nada. Apresentem a Deus todas as necessidades de vocês através da oração e da súplica, em ação de graças." (Fl 4.6).

Dois anjos viajantes pararam para passar a noite na casa de uma família rica. A família era inóspita e recusou-se a deixá-los ficar no quarto de hóspedes da mansão. Em vez disso, os mandaram dormir num pequeno e frio espaço do porão. Quando estavam fazendo suas camas no chão duro, o anjo mais velho viu um buraco na parede e consertou-o. O anjo mais novo achou estranho o que viu e perguntou-lhe o porquê daquilo. O anjo mais velho respondeu-lhe: As coisas nem sempre são o que parecem ser. Na noite seguinte, os anjos foram descansar na casa de pessoas muito pobres, mas extremamente hospitaleiras: um fazendeiro e sua esposa. Depois de dividir o pouco de comida que tinham, o fazendeiro e sua mulher acomodaram os anjos na sua cama, onde poderiam ter uma boa noite de descanso. Quando o sol nasceu na manhã seguinte, os anjos encontraram o fazendeiro e sua esposa em lágrimas. Sua vaca, cujo leite era a única fonte de renda da família, estava morta no campo. O anjo mais novo estava furioso e perguntou ao outro anjo: Como pôde deixar isso acontecer? O primeiro homem tinha tudo e você o ajudou. A segunda família tinha pouco, dividia tudo com os necessitados e, no entanto, deixou que a vaca deles morresse. O anjo mais velho, então, respondeu-lhe: As coisas nem sempre são o que parecem ser. Quando ficamos no porão daquela mansão, vi que havia ouro guardado naquele buraco da parede. Sendo o dono totalmente obcecado por dinheiro e incapaz de dividir sua fortuna, tampei o buraco para que ele não achasse o ouro. E, na noite passada, quando estávamos dormindo na cama do fazendeiro, o anjo da morte veio buscar sua esposa, mas lhe dei a vaca no lugar dela. Como vê as coisas nem sempre são o que parecem ser. Algumas vezes é isso que acontece quando as coisas não se concretizam do jeito que pensamos. Se tiver fé, só precisa acreditar que tudo o que acontece é em seu favor.

Abandonemos o habito de dizer que tudo vai "mais ou menos"
Curioso verificar em nossos dias, como é frequente falar da alegria como algo ausente ou até mesmo raro. Comprovamos isso quando temos a oportunidade de conversar com as pessoas. grande maioria delas nos dá a impressão de estarem afogadas nos problemas, dificuldades ou seria simplesmente o hábito de dizer que as coisas estão indo no "mais ou menos"?
Isso parece com que a alegria fosse impossível ou irreal. considerando que é muito agradável estar próximos daqueles que "espelham" a alegria e que ninguém em sã consciência gosta da solidão, esforçamo-nos então a lutarmos ferozmente em não permitir os maus momentos e as tristezas, – que todos nós estamos sujeitos, roubem o brilho de nossa alegria.
Não entregues tua alma à tristeza, não atormentes a ti mesmo em teus pensamentos. A alegria do coração é a vida do homem e um tesouro inesgotável de santidade. A alegria do homem torna mais longa a sua vida

Era uma dessas bicicletas com dois assentos e meu novo companheiro ia no banco de trás me ajudando a pedalar. Não me lembro bem de quando foi que ele sugeriu que mudássemos de lugar mas, desde então, minha vida não foi mais a mesma.
Enquanto eu estava no controle, eu sabia o caminho. Era bastante chato, mas era sempre a previsível menor distância entre dois pontos. Mas quando ele tomou a iniciativa, ele passou por incríveis descidas, por vales, por cima de altas montanhas e por lugares rochosos em perigosa velocidade.
Embora parecesse loucura, ele disse: – Pedale! Eu estava preocupado e ansioso e perguntei: – Para onde você está me levando?
Ele riu e não respondeu, e eu comecei a aprender a confiar. Me esqueci de minha vidinha chata e embarquei na aventura. E quando eu dizia: – Estou com medo.
Ele apenas tocava em minha mão. Eu conquistei amor, paz, aceitação e alegria. presentes recebidos em nossa jornada. E lá íamos nós. Ele disse: – Doe estes presentes. São bagagem extra, peso demais. Então eu fiz isto, dei os presentes para as pessoas que encontramos, e acho que ao dar eu recebi. Mas nossa carga estava mais leve.
Eu não confiei à ele, logo de cara, o controle de minha vida. Eu achava que me arruinaria. mas ele conhece bem os segredos da bicicleta, sabe como fazer cada curva, sabe como evitar as pedras altas, sabe como saltar para encurtar as passagens assustadoras.
Estou aprendendo a pedalar por lugares que me eram estranhos e estou começando a apreciar a vista e a brisa fresca em meu rosto, sempre com meu companheiro, Jesus Cristo.
E quando eu estou certo de que não posso fazer mais, Ele apenas sorri e diz: "PEDALE"
E você! já deu umas pedaladas hoje? não! seu companheiro esta ai se preparando... para lhe acompanhar...

Naquela comunidade de franciscanos, frei Teófilo era o responsável pela sopa dos pobres. Todos os dias de manhã, ia recolher verduras e legumes na horta, trazia ossos do açougueiro da vila (para aproveitar o tutano) e depois preparava uma substanciosa sopa num grande caldeirão de ferro. Enquanto a sopa cozia, aproveitava para fazer um exercício devocional individual.
Muitos anos continuou ele nesse serviço e nesta devoção. Um dia, embora de olhos fechados em prece, percebeu uma luminosidade incomum no ambiente. Abriu os olhos e viu, rodeada por intensa luz, a figura viva do Cristo à sua frente! Instintivamente Teófilo se prostrou. Seu coração batia descompassadamente, ameaçando romper-se de alegria!
Mas seu arrebatamento foi interrompido: a campainha da porta da rua soou estridentemente, eram os pobres! Teófilo titubeou: — Oh! Jesus! Como deixar esta revelação pela qual aspirei e esperei a vida inteira. E que direito têm os pobres de interromper este êxtase sublime?
Ergueu implorativo olhar, mas o Mestre apenas o observava, atentamente. A campainha tocou outra vez. Movido pelo dever, o frade suspirou, inclinou-se ante o Cristo e correu à cozinha. Tomou o caldeirão e a concha e dirigiu-se à porta. Os pobres já estavam nervosos. Teófilo os serviu pacientemente, mas ainda estava ansioso e emocionado.
Quando terminou sua tarefa, tornou à cozinha, deixou ali os apetrechos e olhou esperançoso para seu quarto: ainda estava esplendidamente iluminado!
Entrou: Cristo o esperava! Comovido e jubiloso ajoelhou-se e, então, o Mestre lhe disse: – Teófilo, Eu me teria ido... Se tivesses ficado...!

Um rei muito justo e bondoso que fazia tudo pelos seus súditos. Certa vez ele prometeu que levaria todos os que merecessem para uma terra maravilhosa onde viveriam com abundância e segurança. Mas, para merecer tal lugar, cada habitante deveria carregar uma cruz até a terra prometida, e isto significava uma caminhada de alguns dias.

Todas as cruzes tinham o mesmo tamanho, o que causou um protesto por parte dos mais fraquinhos.

Um deles, revoltado, resolveu dar um "jeitinho": pegou a sua cruz e, no meio da caminhada, resolveu serrá-la e diminuir-lhe o tamanho para o peso que ele achava ser o mais justo para a sua capacidade.

Logo depois disto, todo o grupo se deparou com uma situação que os impedia de continuar a caminhada: havia um rio, com margens bem altas, íngremes e rochosas que impedia a passagem de todo o grupo. Foi quando um dos caminhantes teve a ideia de utilizar a sua cruz como ponte para atravessar o rio. Assim, todos descobriram que o tamanho da cruz era exatamente o da distância de uma margem a outra.

Todos atravessaram o rio e continuaram a sua caminhada com as respectivas cruzes até a terra prometida.

Todos, menos um, que perdeu a sua cruz levada pela correnteza do rio.

A melhor maneira de se levar uma vida bem sucedida é encarar as crises como oportunidades e os obstáculos do caminho como pontes para o sucesso.

Um homem entrou em sua casa carregando um presente para sua esposa e perguntou para sua filha paralítica após beijá-la:
Onde está a mamãe?
A mamãe está lá em cima, a menina respondeu.
Bem, disse o pai, tenho um presente para ela.
Papai, posso carregar o pacote para a mamãe?
Como você pode carregar o pacote para a mamãe, se você não consegue andar?
Com um sorriso, a menina continuou: Isso é verdade, papai. Mas você pode me dar o presente e me carregar.
Carregando em seus braços, o homem levou para cima a pequena Ana e o presente.
Então, ele percebeu sua situação perante Deus. Ultimamente vinha levando um pesado fardo, porém, Deus não o estava carregando em seus braços?
Esquecemos muitas vezes de que, mesmo carregando nossos fardos, estamos sendo carregados pelo nosso Pai Celestial.
Em Mateus 11.28 Jesus diz: Vinde a mim todos vós que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei.

Um anjo estava passeando por um jardim quando ouviu uma bela moça, sentada à beira de um lago soluçando. Aproximou-se e perguntou:
– Por quê estás assim tão triste?
– Não sei dizer ao certo. Apenas estou triste – respondeu com os olhos cheios de melancolia.
O anjo então, olhou em sua volta e novamente perguntou: – Por acaso podes ouvir como cantam bonito esses pequenos pássaros nas árvores? – Sim – ela respondeu.
– Podes sentir o aroma das flores? – Sim. Posso sentir o perfume suave que exalam.
– Poderias andar ou correr por estes vales verdejantes se desejasses? – Sim! – novamente ela respondeu.
– Olhe a sua volta. O que vês? – Tudo! – ela respondeu, agora com uma fisionomia nova na face.
– Experimente então fechar os olhos e sentir a natureza que a envolve. Procure ver as flores através do olfato, sentir a relva através do toque do vento em sua pele. Procure correr na sua imaginação por estes campos e vales e imagine se tudo isso ou algum desses poderes lhe fosse negado...
A moça abriu os olhos novamente e entristeceu. Olhou então para si mesma e viu que era perfeita e tinha todas as ferramentas que Deus lhe deu para buscar preencher o vazio de sua vida e ser feliz. Só então se deu conta de que aquela pessoa que conversara com ela não estava mais ali.
Procurou entre árvores e arbustos e não mais conseguia ver a voz que com ela falara tão docemente. Fechou os olhos novamente e procurou relembrar tudo o que ouvira.
No final, a mesma voz voltou e lhe sussurrou no ouvido: – Tu és perfeita e não podes ser triste. Como podes sentir tristeza alguém que consegue conversar com os anjos?

Que eu continue a acreditar no outro mesmo sabendo de alguns valores tão esquisitos que permeiam o mundo: Que eu continue otimista, mesmo sabendo que o futuro que nos espera nem sempre é tão alegre: Que eu continue com a vontade de viver, mesmo sabendo que a vida é, em muito momentos, uma lição difícil de ser aprendida:
Que eu permaneça com a vontade de ter grandes amigos, mesmo sabendo que com as voltas do mundo, eles vão indo embora de nossas vidas: Que eu realimente sempre a vontade de ajudar as pessoas, mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver, sentir, entender ou utilizar esta ajuda:
Que eu mantenha meu equilíbrio, mesmo sabendo que os desafios são inúmeros ao longo do caminho: Que eu exteriorize a vontade de amar, entendendo que amar não é sentimento de posse, é sentimento de doação:
Que eu sustente a luz e o brilho no olhar, mesmo sabendo que muitas coisas que vejo no mundo, escurecem meus olhos: Que eu retroalimente minha garra, mesmo sabendo que a derrota e a perda são ingredientes tão fortes quanto o Sucesso e a Alegria: Que eu atenda sempre mais a minha intuição, que sinaliza o que de mais autêntico possuo:
Que eu manifeste o amor por minha família, mesmo sabendo que ela muitas vezes me exige muito para manter sua harmonia: Que eu acalente a vontade de ser grande, mesmo sabendo que minha parcela de contribuição no mundo é pequena: E, acima de tudo...
Que eu lembre sempre que todos nós fazemos parte desta maravilhosa teia chamada Vida, criada por Alguém bem superior a todos nós! E que as grandes mudanças não ocorrem por grandes feitos de alguns e, sim, nas pequenas parcelas cotidianas de todos nós!

Cada dia, ao meio dia, um pobre velho entrava na igreja e, poucos minutos depois, saía. Um dia, o sacristão lhe perguntou o que fazia, pois havia objetos de valor na igreja.
Venho rezar, respondeu o velho.
Mas é estranho, disse o sacristão, que você consiga rezar tão depressa.
Bem, retrucou o velho, eu não sei rezar aquelas orações compridas. Mas todo dia, ao meio dia, eu entro na igreja e falo: "Oi, Jesus, eu sou o Zé, vim Lhe visitar". Num minuto, já estou de saída. É só uma oraçãozinha, mas tenho certeza que Ele me ouve.
Alguns dias depois, Zé sofreu um acidente e foi internado num hospital. Na enfermaria, passou a exercer grande influência sobre todos.
Os doentes mais tristes tornaram-se alegres e, naquele ambiente onde antes só se ouviam lamentos, agora muitos risos passaram a ser ouvidos.
Um dia, a freira responsável pela enfermaria aproximou-se do Zé e comentou: os outros doentes dizem que você está sempre tão alegre, Zé...
O pobre enfermo respondeu prontamente: é verdade, irmã. Estou sempre muito alegre! E digo-lhe que é por causa daquela visita que recebo todos os dias. Ela me faz imensamente feliz.
A irmã ficou intrigada. Já tinha notado que a cadeira encostada na cama do Zé estava sempre vazia. Aquele velho era um solitário, sem ninguém.
Quem o visita? E a que horas? Perguntou-lhe.
Bem, irmã, todos os dias, ao meio dia, ele vem ficar ao pé da cama por alguns minutos, talvez segundos... Quando olho para Ele, Ele sorri e me diz: "Oi, Zé, eu sou Jesus, vim te visitar".

Nos momentos de dor e tristezas, está difícil suportar o aperto no peito? Procure o conforto da oração, o contato com Deus em seu coração.
Deus está disposto a ouvir. Quando você O procura, Ele mansamente envolve sua Alma em luz e paz. Ele oferece a você condições de vencer suas limitações e dificuldades.
Ele lhe dá forças para enfrentar os obstáculos e ilumina sua mente para que encontre as soluções necessárias para os problemas. Na oração, entregue-se de corpo e alma, silencie sua mente e sinta-se capaz de ouvir o seu coração.
A confiança começará a envolvê-lo e você poderá, mais claramente, identificar os caminhos a tomar.
Deixe Deus entrar em seu coração. Ele está à porta só esperando que você a abra e O convide para morar com você.
Essa convivência vai operar maravilhas em sua vida.

Um velho casal de missionários tinha trabalhado na África durante anos e agora retornavam a Nova Iorque aposentados. Eles não tinham nenhuma pensão. a saúde debilitada. estavam derrotados, estavam decepcionados e amedrontados. Descobriram que embarcaram no mesmo navio em que o presidente Teddy Roosevelt, que retornava de uma de suas expedições de caça.
Ninguém prestava qualquer atenção ao casal. Eles observavam a fanfarra que acompanhava o presidente, com todos os passageiros tentando dar uma olhadela no grande homem. Enquanto o navio se movia através do oceano, o velho missionário disse a sua esposa, – Algo está errado. Demos nossa vida em serviço fiel à Deus na África por todos estes anos e ninguém se importa conosco! Por outro lado, este homem volta de uma viagem de caçada, lazer e divertimento e todo o mundo se atira sobre ele.
– Querido, você não deve se sentir desta forma! Respondeu sua esposa.
E ele retrucou, – Eu não consigo entender. não parece justo.
Quando o navio atracou em Nova Iorque, uma faixa saudava o Presidente. O prefeito e outros autoridades estavam lá. Os jornais estavam cheios de notícias sobre a chegada do Presidente. Ninguém notou o casal de missionários.
Eles desembarcaram e foram para um pequeno e barato apartamento, esperando o dia seguinte para ver o que poderiam fazer para ganhar a vida na cidade.
Naquela noite, o homem estava aborrecido e disse a sua esposa, – Eu não concordo com isto. Deus não está nos tratando de forma justa.
Sua esposa respondeu, – Por quê você não vai até o quarto e fala sobre isto com Deus?
Pouco tempo depois, ele saiu do quarto, mas agora seu rosto estava completamente diferente. Sua esposa, estranhando, perguntou, – Querido, o que aconteceu?
– Deus me tranquilizou. Contei o quanto aborrecido eu estava ao ver a grande festa feita para o regresso do Presidente ao lar e, em contra partida, ninguém nos esperava em nosso retorno ao lar. E quando acabei, foi como se Ele colocasse a Sua mão sobre meu ombro e simplesmente dissesse: "Mas vocês ainda não voltaram ao lar".

A vida é feita de caminhos... caminhos que levam, caminhos que trazem, sonhos, alegrias, tristezas, amores, esperanças...
De qualquer forma, nada vem ou vai sem caminho. O caminho é parte integrante de nossas vidas. já buscávamos percorrer caminhos. Nossos primeiros passos foram treinados... e aperfeiçoados para conquistar caminhos. ... Outros se perdem pelo caminho. Uns tiveram tudo para caminhar... Outros, muita dificuldade para chegar. E chegaremos ao ponto final. Certamente fomos feitos para abrir caminhos, romper barreiras, ultrapassar limites e vencer. Deus, na sua infinita misericórdia, não nos abandonaria num deserto de incertezas. Não nos deixaria à beira do caminho, condenando-nos a um fim sem propósitos. Ele nos preparou um caminho que nos levará de volta para casa...
Eu sou o caminho, a verdade e vida, ninguém vem ao Pai, senão por mim. (Jesus – João cap. 14 verso 6)
O autor desta frase, é o autor da Vida...
É o Alfa e o Ômega. O Princípio e o Fim.
O único caminho que tem o poder para mudar O rumo da nossa história.
É fonte de Vida para os que Nele confiam. Siga os passos daquele que pode te conduzir para um caminho de paz... O autor da Vida.
Jesus Cristo

DEUS DISSE: Quando dizes:"Não posso resolver as coisas..."
DEUS te diz:"EU endireitarei seus caminhos"
Provérbios 3:6

Quando dizes:"É impossível..."
DEUS te diz:"Tudo é possível"
Lucas 18:27

Quando dizes:"Me sinto sozinho..."
DEUS te diz:"Não te deixarei, nem te desampararei"
Hebreus 13:5

Quando dizes:"Eu não posso fazer..."
DEUS te diz:"Tudo podes fazer"
Filipenses 4:13

Quando dizes:"Não mereço perdão..."
DEUS te diz: "Eu te perdoo"
1I João 1:9 - Romanos 8:1

Quando dizes:"Tenho medo..."
DEUS te diz:"Não temas, que Eu estou contigo."
Isaías 41:10

Quando dizes:"Estou muito cansado..."
DEUS te diz:"Eu te farei descansar" Mateus 11:28

Quando dizes:"Ninguém me ama de verdade..."
DEUS te diz:"Eu te amo"
João 3:16; 13:34

Quando dizes:"Não sei como seguir..."
DEUS te diz:"Eu te ensinarei o caminho"
Salmos 32:8

Quando te perguntas:
"Que caminho me conduz a Deus?"
Deus te diz:
"Meu Filho amado: JESUS CRISTO
(I Timóteo 2:5 - Hebreus 4:12

Havia no meu quintal um abacateiro que produzia pouquíssimos frutos. Por acreditar que uma árvore frutífera precisa ser produtiva, pedi a Deus que abençoasse aquele abacateiro permitindo-lhe frutificar bastante. A florada aconteceu e o abacateiro se encheu de centenas de frutinhos.
Quando eles já estavam grandes, para surpresa minha, o galho central, com 69 abacates, quebrou. Um outro galho também, por não suportar o peso, acabou caindo, levando tantos outros frutos. Fiquei perplexo! Deus havia permitido que o abacateiro ficasse recheado de frutos e logo depois quebrasse, sem que eu os aproveitasse. Por quê? A resposta veio logo.
Nem sempre temos estrutura para suportar o tamanho da bênção que pedimos a Deus. Por isso, muitas vezes precisamos esperar algum tempo para recebê-la.
Ela só virá quando nossa vida estiver profundamente enraizada no terreno fértil da fé em Jesus Cristo, enrijecida pela leitura constante da Palavra de Deus, fortalecida pela seiva da oração e produzindo os frutos abundantes da presença de Deus em nós. Assim, na certeza de que a glória não é nossa, mas do Senhor Jesus, não sucumbiremos ao volume da bênção.

Ao nascer de mais um dia, tudo é lindo e maravilhoso. O caminho que se prossegue, a verdade que se faz presente e a vida que a verdade se faz presente e a vida que expressa são os dons da plenitude Divina.
Conta-se que um velho árabe analfabeto orava com tanto fervor e com tanto carinho, cada noite, que certa vez, o rico chefe de grande caravana chamou-o a sua presença e lhe perguntou:
– Por que oras com tanta fé? Como sabes que Deus existe, quando nem ao menos sabes ler?
O fiel de Deus respondeu:
– Grande Senhor, conheço a existência de Nosso Pai Celeste pelos sinais dele.
– Como assim?
– Indagou o chefe, admirado:
O servo humilde explicou-se:
– Quando o Senhor recebe uma carta de pessoa ausente, como reconhece que A escreveu?
– Pela letra.
– Quando o senhor recebe uma joia, como é que se informa quanto ao autor dela?
– Pela marca dou ourives.
O empregado sorriu e acrescentou:
Quando ouve passos de animais, ao redor da tenda, como sabe, depois, se foi um carneiro, um cavalo, um boi?
– Pelos rastros- respondeu o chefe, surpreendido.
Então, o velho crente convidou-o para fora da barraca, mostrando-lhe o céu, onde a Lua brilhava, cercada por multidões de estrelas, exclamou, respeitoso:
– Senhor, aqueles sinais, lá em cima, não podem ser dos homens!
Nesse momento, o orgulhoso caravaneiro, de olhos lacrimosos, ajoelhou-se na areia e começou a orar também.
Deus, mesmo sendo invisível aos nossos olhos. deixa-nos sinais em todos os lugares:
Na manhã que nasce calma, no dia que transcorre com o calor do sol ou com a chuva que molha a relva...
Nos olhos inocentes de uma criança.
Ele deixa sinais quando alguém se lembra de você, quando alguém te considera importante e sabe que você é especial.
Que você se torne mais Divino, porque de Humano o mundo está cheio de Heresia e falsos profetas!
Que você seja muito feliz e faça alguém feliz! Deus te ama!

O padre José Roberto, da Igreja da Ressurreição, no Rio de Janeiro, saía certa manhã bem cedo, quando seu carro foi cercado por três adolescentes. - Passamos a noite em claro, padre – disse um deles, em tom desafiador. – Pode imaginar onde estivemos?
Como qualquer ser humano normal, José Roberto preferiu ficar quieto. Imaginou o que significa uma noite em claro naquela idade, sentiu medo pelos riscos que os garotos devem ter corrido, pensou na preocupação dos pais.
O adolescente que iniciara a conversa terminou por responder á própria pergunta:
- Ficamos na Igreja de N. S. de Copacabana, adorando a Virgem. Saímos de lá tão eufóricos que viemos caminhando até aqui (aproximadamente 3 quilômetros), cantando alto, rindo, falando com todo mundo. Pelo menos uma das pessoas nos perguntou: "Como é que vocês, tão jovens, não têm vergonha de estarem bêbados a esta hora da manhã?"
O padre José Roberto deu partida no seu carro, e seguiu em direção ao seu compromisso. No caminho, se perguntou muitas vezes: - Eu também me deixei levar pela aparências, e cometi uma injustiça em meu coração. Será que algum ser humano vai finalmente entender a frase de Jesus, "Vocês serão julgados com a mesma medida com que julgam seu próximo?"