Mensagens de Saudades

Não sei se você sabe, mas não tenho me sentido feliz ultimamente. Não sei se você sabe, mas a cada dia tenho estado mais distante daquilo que um dia eu fui.
Não sei se você sabe, mas existe um lugar aqui que é seu e de mais ninguém. Você está longe e comigo existe uma tremenda saudade.
A saudade dói, mesmo quando sabemos e entendemos que a partida é necessária.
Mas sabemos também que é importante voltar. Só te peço uma coisa: Abrevie o tempo.
Faça curta, bem curta a sua estadia ai pra que sua volta seja rápida, e esse espaço vazio que preenche essa lacuna, possa ser então retirada com sua presença.
Desculpe-me se te peço isso. É que quando amamos alguém de verdade, somos egoístas e queremos sempre a pessoa bem pertinho da gente.
Volte logo, mas volte e traga consigo toda a alegria que é a sua característica. Saudades meu amor.

Hoje estou quase feliz, porque sei que em breve vou reencontrar-te, que em breve vou livrar-me desta saudade louca que me tem tirado o apetite e o sono!
Não vejo a hora de te ver novamente, de fazer-te entender o quanto foi difícil ficar sem ti, de quantas noites mal dormidas vivi nos últimos meses e de quantas saudades eu senti.
Quero dizer-te que a notícia da tua volta me deixou quase feliz. Felicidade plena, completa e verdadeira só terei quando puder beijar-te e abraçar-te forte, quando puder olhar no fundo dos teus olhos e sentir o brilho do amor outra vez!
Se existe algo mais angustiante e doloroso do que a saudade eu juro que não conheço. Só eu sei o quão apertado tem andado o meu coração, o quanto me doía a tua ausência, e o quanto estou contente agora, sabendo que nos vamos ver em breve.
Meu querido, faz malas e vem depressa. Estou a pressentir que a visão da tua chegada será a coisa mais emocionante que os meus olhos viram em toda a minha existência!

Hoje estou te enviando esta mensagem, mas desta vez é diferente de todas as outras anteriores.
Sabe por quê?
Pois hoje senti tanta saudade de você que chorei olhando para sua foto... E choro ao lhe escrever esta mensagem.
Sei que está distante e que há pessoas mais distantes que você, mas para mim você está tão longe neste momento, que nem pode me ver chorar.
Mas sinta por esta mensagem que choro de saudades suas, por não poder te abraçar agora, por não poder te ver, nem sorrir e nem chorar...
Mas te amo tanto que as lágrimas confortam a imensa saudade que sinto de você.
Um forte abraço mesmo que a distância.

Saudade, quanta saudade daquele tempo de outrora onde o amor era tão grande que do peito, rolava pra fora...
Amor de pai, de mãe, de irmãos, de amigos... Meu Deus, como era bom ter isso comigo!
Correr pelos campos, subir em árvores, pega-pega, pular corda, fazer bolinha de sabão... Brinquedos, quase não tinha não... Mas tinha meus gatinhos, cachorro, macaco, passarinho... Lembrar disso agora e voltar a tê-los comigo...
Se pudesse voltar ao tempo queria tudo igual, ser uma criança humilde, mas ter tudo novamente, pai, mãe, irmão, amigos... E meus bichinhos queridos.
Essa saudade da minha infância vou trazer sempre comigo.

Sei que não lembra mais de mim. Que já me esquecera, eu não queria senti-la mais! Não posso dominar esta saudade! Esta dor, esta tristeza que invade meu peito. Sei que esta saudade não vai passar... Quero te procurar mais não posso... Pois despreza-me, o meu sentimento, o meu amor, ou minha amizade. Tenho que superar, te deletar te excluir da minha vida do meu coração Que tende a teimar a te esperar. não vejo mais seu rosto seu corpo me esquecera de vez! Sei que estais nos braços de outro amor... Que vou fazer? Se não consigo te esquecer! Se meu coração não entende, esta saudade aumenta E como eu iria saber! Que sentiria tanta falta de VOCÊ?

Uma lágrima de saudade
percorre meu rosto,
E na ânsia da solidão meu coração
não deixa de gritar por você.
Não me canso de chamar teu peito
pra junto do meu,
Não me canso de sentir a falta do teu calor.
Penso em tantos dias,
e tantas noites que passamos juntos,
E ainda assim são poucos
para o desejo que nos consome,
E choro novamente, de saudade de você.
Choro por saber que não posso te tocar,
Mesmo sabendo que teu coração
bate dentro do meu peito,
Que tua alma caminha na mesma
direção que a minha,
À espera dos nossos sonhos...
Choro porque sei que também choras,
E que não posso estar aí para consolá-lo,
Para enxugar de teu lindo rosto
Essas lágrimas que brotam do teu coração.
Junta tuas lágrimas às minhas,
E que a força desse amor,
O som de nosso choro,
seja forte o bastante
Para nos unir, e matar essa saudade.

Com imensa saudade deixo em mim lembranças que, hoje, ao pensar, me fazem chorar.
Pois hoje ainda sinto que eu respiro o teu ar, pois ainda vivo você em mim, sem medo de nada voltar.
Não sei porque você se foi, não sei se um dia vai voltar, pois eu só queria te amar...
Mais feliz estou, pois um ultimo beijo pude te dar, no pensamento de sempre poder lembrar.
Hoje de alegrias vou viver, porque um dia falei tudo que quis.
Eu aqui na solidão da sua falta, mentindo para sufocar a saudade que hoje sinto de você.
Voando nas asas do vento, me cobrindo das armadilhas do amor, vivendo na solidão que você me deixou...
Sabia eu que em profundos olhos sempre haverá profundas lágrimas.
Queria dizer-te que solidão é o teu olhar quando me fere a alma, como espinho no coração.
Hoje eu tenho uma imensa saudade que toma conta desesperadamente do meu coração, pois hoje sei que é tudo que vai ficar, pois se um dia você voltar, vai ser para dar aquele adeus, que num certo dia você não conseguiu dar.

Um instante de silêncio Uma incurável saudade
No silêncio adormeço Nos meus sonhos viajo
Busco esquecer os sons Que perturbam meus ouvidos.
Sua voz não se cala Murmura ao meu coração Que me ama, Que não quer que nosso amor adormeça Junto dos meus pensamentos
O toque da sua pele Está nas pontas dos meus dedos, Seu carinho está em meu corpo, Seu perfume não sai do ar que respiro, Seu olhar não desaparece Em meio de tantos outros olhares
Eu te amo em silêncio Eu te quero em segredo, Sinto saudade sem culpa.
Eu te busco Sem saber aonde te encontrar.
Sonho com você Chegando de repente Me tomando em seus braços E dizendo que não vai mais partir, Que essa saudade vai se curar Simplesmente porque juntos Iremos Nos Amar

Quando coloco minha cabeça sobre o travesseiro recordo dos momentos que passamos juntos.
E aonde está você agora? Além de aqui dentro de me.
Você se tornou lembrança, saudade que carrego dentro de me e já que você não está aqui o melhor é cuida de mim.
Eu! Quero ser feliz ao menos lembra que o plano era ficamos juntos e o vento foi levando tudo embora ficou apenas saudade de seu sorriso, seus beijos, saudade de seu cheiro de suas piadas quando estava deitada sobre seu corpo. Você foi o único homem que me fez feliz por uns momentos que já mas esquecerei talvez você nem lembre mas eu só queria que você soubesse que eu sou completamente apaixonada por você, sei você é amado por muitas e o meu amor não é melhor nem pior é apenas amor e não te peço nada além que você compreenda que eu me apaixonei e queria que você ficasse sabendo dos meus sentimentos pois eu não poderei ter outra chance de dizer amo você.

Saudade da luz do sol, do ar que eu respirava, do amor que eu tinha pela vida que eu levava. Saudade? nem sei de que! de um dia que passou, e nunca mais voltou. Como não fui perceber? Como não pude notar? que queria você, que pra sempre ia te amar Agora não adianta sofrer não adianta chorar pois essa saudade não vai acabar!

É verdade que nos separamos há pouco, que há poucas horas estávamos lado a lado, de mãos dadas, felizes com a companhia do outro, felizes em sentir o contacto da pele e a aura amorosa do outro. É verdade que nos separamos há pouco, mas a saudade já começa a doer.
A saudade dói porque a tua presença supre-me do essencial: dá paz à minha alma, traz alegria ao meu coração, proporciona prazer ao meu corpo e permite-me sonhar acordado, como se os nossos sempre bons momentos pudessem perpetuar-se indefinidamente.
Assim, quando estou longe de ti a sensação de perda amplia-se até ao insuportável. a realidade ganha um peso massacrante e eu quase que perco a capacidade de sonhar. Apenas a tua lembrança alivia um pouco esta dor, mas o que realmente me cura de todas as agruras do mundo é a tua doce e maravilhosa presença.
Contigo sou forte e tenho poder, sem ti sinto-me sem forças e em total desamparo. Um minuto longe de ti é como a mais dolorosa das eternidades. É a minha vida e o meu sol, enquanto a saudade faz tudo muito triste e nebuloso.
Faz pouco tempo que nos separamos, mas entende que eu preciso de estar sempre contigo!

O verão chegou e o calor é sufocante, chega a provocar falta de ar. Mas eu fico inquieta, nem tanto pela temperatura, mas por uma saudade insuportável de ti. É que a vontade de ver-te e de ter um novo encontro secreto deixa-me agoniada.
A tua falta, mais o calor insuportável aumenta a forte saudade e sinto a necessidade de um novo encontro. Esse é o meu principal objetivo neste momento. Nós temos um caso difícil, já que os nossos sérios compromissos tiram-nos a liberdade.
Mas eu acredito que isso não tem sido motivo para embaraçar o nosso amor. Além da forte atração física, vivemos um lindo romance. Na verdade juntos poderemos escrever uma novela de aventura e de paixão.
Mas essa tua ausência aconteceu agora num momento errado. Nós, depois que nos envolvemos, não podemos mais viver afastados. O nosso amor é como um vulcão, quando entra em erupção não existe nada que detenha a sua força.
Estou a torcer para que tu resolvas logo esse teu negócio. Não estou a suportar essa tua ausência, ela está a prolongar-se muito, e não foi isso que a gente combinou. Espero que agilizes os teus compromissos e voltes logo, não suporto mais a saudade.
Meu querido, não judies de mim.

Sentimento inexplicável, indescritível e aterrador, pois só quem sofre pela dor da saudade sabe o sofrimento que ela traz...
A alma está carente, o coração machucado e os pensamentos perdidos, na ausência que você me traz, saiba que se eu pudesse...
Te mostraria que nem a quantidade de estrelas seria maior que meu amor por você, se eu pudesse...
Olharia no fundo de seus olhos e mostraria com o meu olhar o que nem mesmo todas as palavras poderiam lhe dizer sobre o que ainda sinto por você, ah... Se eu pudesse...
Talvez ainda poderia dizer com o meu sorriso a saudade que meus lábios sentem dos seus...
Mas isso tudo se eu pudesse...
Depende de você agora para diminuir essa distância entre nós dois...
Mas se você acha que tudo isso não vale a pena, eu entenderei, assim como entenderei que terei te esquecer, e, me acostumar com essa ferida que se abre a cada dia, a minha dor, a dor da saudade que sinto de você!

Saudade nada mais é do que não saber nada sobre os seus dias. Não saber se você está se alimentando bem ou se sua saúde está melhor. É procurar por notícias suas e não tê-las.
Se você soubesse o quanto essa saudade dói, telefonaria neste exato momento e faria com que essa busca sem fim, finalmente, terminasse. Se você soubesse o quanto a saudade mata a gente um pouquinho a cada dia, nunca mais faria com que eu a sentisse dessa maneira tão forte.
Ah, se você soubesse a falta que você me faz. Talvez retornaria logo e diria que também sentiu minha falta todo esse tempo.

Ainda lembro Daquelas inesquecíveis palavras, Que murmuraram ao meu coração E fizeram a impossibilidade do esquecimento...
Palavras que não se calaram...
Anos se passaram Estações presenciei, Lágrimas derramei Dores eu senti, Mas daquelas palavras Não me esqueci.
Palavras que denunciavam Que a nossa amizade era verdadeira, De que não seria o tempo O destruidor desse nosso laço.
Os anos passaram As lembranças ficaram.
Saudade das vezes que o mundo era nosso, E que o destino estava em nossas mãos...
Saudade das risadas Que surpreendiam a todos ao nosso redor.
Hoje apenas saudade posso ter...
Mas quem sabe no amanhã Voltamos a ser um só mundo, Onde nada destruirá nossa verdadeira amizade Nem mesmo a Morte...

Noite eterna este sentimento
Que rola ardente dentro do peito
Tortura e mágoa, é dor presente
Saudade do amor ausente
Quisera ser o vento
Seguir na existência o tempo
Da tempestade participar com alegria
E a saudade espalhar nas areias
Deixar onde haveria de estar
E entre lamentos fazer-me ouvir
Nos uivos sibilantes
Daquele vento cortante
Grito d'alma errante
E dizer-te: Adeus saudade!

Saudade, do tempo em que eu ainda brincava na rua de amarelinha, do tempo em que no olhar se via a inocência e a vontade de viver, dos sorrisos puros e dos sonhos tão bonitos...
Saudade, das bagunças, das traquinagens e até dos tapas que a mamãe dava, quando descobria alguma "arte" feita por mim...
Bons tempos os de criança! Tempo em que tudo era uma brincadeira, tudo era alegria. Tempo que não volta mais.
Restando assim, somente lembranças daquele tempo de criança que os anos não trazem mais e que a saudade se encarrega de guardar com tanto carinho e amor dentro do coração.

Hoje senti como se tivesse abrigado você em meu coração. Você se sentiu só achou um coração desocupado se alinhou com o consentimento do dono foi aquecida com o mais ardente amor ou a mais preciosa atenção.
Na sua fragilidade pude te fazer forte e segura e quando se sentiu gigante saiu em busca de algo especial deixando um vazio ainda maior e agora o seu chegar se fez grande em meu peito.
Cada vez que os minutos passam quero que a distância diminua e marcou no relógio do tempo a hora da sua chegada.
Não sei se você acertará a porta de entrada, pois, está cheia de neblina causada pelas lágrimas da saudade gostosa que alma não sabe esconder e que aflora todo instante, que até posso sentir o seus passos imaginários de volta.
Venha!. Ainda tem um coração desocupado que pode te aconchegar inteira. Estou te esperando com uma enorme saudade de você, dos seus beijos.
Estou com muita saudade meu amor.

Meu querido filho, saiba que estou morrendo de saudades de você, e eu sei que esses meses irão passar voando.
Obrigada por me fazer sentir a mãe mais querida do mundo. Obrigada pelo carinho, e pelos melhores conselhos.
Eu sei que tudo vai dar certo. Estou te esperando de braços abertos filho. Eu te amo muito, estou morrendo de saudades.

Oi meu amor, como sinto saudades da sua voz, do seu corpo, do seu toque suave na minha pele.
Fico imaginando mil desculpas para poder te ouvir a cada minuto do meu interminável dia, deixar que os instantes se prolonguem virando infinitas horas de prazer e alegria.
Estou sentindo demais a sua falta, parece que nada tem sentindo ou razão para ser e para você precisar estar tão longe de mim e dos meus carinhos.
Para o meu coração só existe um momento que posso compartilhar com você, as vezes minto para mim escondendo os meus sentimentos e afirmando que saberei seguir em meu caminho, mesmo que você não possa estar na mesma estrada.
Mas é mentira, não consigo pensar que não posso estar com você sempre que desejo, tento me enganar que mesmo sem a sua presença as coisas são normais e iguais.
Quero dizer que a solidão dói em mim quando sinto que essa distância fere e magoa meu triste coração.
A cada vez que escuto a sua voz dizer meu nome compreendo que só pode ser mesmo você para preencher esse vazio que carrego comigo.
Seus encanto me aprisionam, por isso estou sempre morrendo de saudades de você.

Oh! Que saudades que tenho Da aurora da minha vida, Da minha infância querida Que os anos não trazem mais!
Que amor, que sonhos, que flores, Naquelas tardes fagueiras À sombra das bananeiras, Debaixo dos laranjais!
Como são belos os dias Do despontar da existência!
Respira a alma inocência Como perfumes a flor. O mar é lago sereno, O céu um manto azulado, O mundo um sonho dourado, A vida um hino de amor Que aurora, que sol, que vida, Que noites de melodia
Naquela doce alegria, Naquele ingênuo folgar! O céu bordado destrelas, A terra de aromas cheia As ondas beijando a areia E a lua beijando o mar!
Oh! dias da minha infância! Oh! meu céu de primavera! Que doce a vida não era Nessa risonha manhã!
Em vez das mágoas de agora, Eu tinha nessas delícias De minha mãe as carícias E beijos de minhã irmã!
Livre filho das montanhas, Eu ia bem satisfeito, Da camisa aberta o peito, Pés descalços, braços nus Correndo pelas campinas A roda das cachoeiras, Atrás das asas ligeiras Das borboletas azuis!
Naqueles tempos ditosos Ia colher as pitangas, Trepava a tirar as mangas, Brincava à beira do mar. Rezava às Ave-Marias, Achava o céu sempre lindo. Adormecia sorrindo E despertava a cantar!
Oh! que saudades que tenho Da aurora da minha vida, Da minha infância querida Que os anos não trazem mais!
Que amor, que sonhos, que flores, Naquelas tardes fagueiras A sombra das bananeiras Debaixo dos laranjais!

Acho que já percebeste que eu não posso e não gosto de ficar longe de ti por muito tempo, não é? Sabe pois, que estou a morrer de saudades tuas. O desejo de te ver e tocar o teu corpo aparece em mim em todos os momentos do dia, e principalmente, à noite...
Ando mesmo a sonhar contigo, imagino que estás deitado a meu lado. Lembro-me das noites em que me bastava mexer um bocadinho para encontrar o calor do teu corpo, para sentir o roçar dos teus pelos na minha pele macia e sedenta de ti.
Ando com saudades da tua boca na minha boca, da tua língua na minha língua, dos teus dentes a prender delicadamente a pele do meu pescoço e das tuas mãos a envolverem os meus ombros...
Quando é que vais aparecer outra vez, meu querido e amado senhor? Quando virás de novo apossar-te do meu corpo, já que a minha alma navega sempre na companhia da tua, já que o meu pensamento não te abandona nem por um segundo?
Vem logo, meu amor... vem logo pois estou pronta para receber-te com toda a força da minha paixão e do meu desejo... vem logo, pois eu estou louca de vontade de te dar todos aqueles carinhos que sei que adoras receber.