Historias - Mensagens

Pensava eu que amigos eram para sempre. Que as amizades, ao contrário do amor, não mudavam seus protagonistas. Mas você e eu provamos o contrário. Percebemos que todas as relações humanas não sobrevivem sem uma dose adequada de compromisso e dedicação. E agora sentimos amargura, tristeza profunda do nosso afastamento.

Nossa amizade se desvaneceu aos poucos, fugiu da nossa mão como areia fina. Alguns erros não foram esquecidos, as mágoas que outrora afirmamos perdoar. E não lutamos por estar mais perto, pela confiança mútua e por nossa cumplicidade.

O que resta de uma amizade que acabou, senão histórias de tempos passados? Mas para quê continuamente lembra-las, se não é nosso desejo as podermos reviver? Não quero ganhar ressentimento, ódio de alguém que já significou tanto. É melhor nos acomodarmos a esta distância. Pensar que um dia, quem sabe, nos voltemos a cruzar e talvez retomar o que tanto nos uniu.

Uma das vantagens da idade madura não é, creiam, a maturidade. É que nossos olhos já viram muito mais e quando olhamos para trás os caminhos parecem muito mais longos, mesmo se temos a impressão que os anos se passaram na velocidade da luz.
Temos em nós as experiências que se foram agarrando às nossas células, moldando nossa personalidade, nos fazendo rir de nós mesmos e de nossas certezas de antes, hoje não tão certas assim.
Há quem pense, com o passar dos anos, estar velho para muita coisa. Mas essas pessoas se esqueceram de aprender algo: nunca se é velho para a vida! Ninguém vive demais, as pessoas simplesmente vivem, jovens ou idosas.
Na idade madura, percebemos claramente o quanto mudamos, as fotos não negam e nossas reações diante de fatos similares nos ensinam muita coisa.
Eu, por exemplo, aprecio hoje o silêncio e a calmaria, quando antes isso não tinha tanta importância. Gosto de terra, de mato, flores, cidades antigas e velhas histórias.
Aprendi com os anos a beber o silêncio e beneficiar dele nas minhas meditações, a entrar dentro de mim mesma e ver o que as barreiras do som me impedem em outras ocasiões. Sorrio comigo e a paz me oferece suas mãos.
Não sei que medida de vida Deus me dará, se ainda dez, vinte, trinta anos ou mais. Mas eu sei que o proveito para minha vida eu tiro no dia de hoje, que os anos podem trazer marcas, rugas e cicatrizes, mas não envelhecerão minha alma.
Sei que posso dançar ao ritmo do meu coração, que posso amar e ser amada, que posso sonhar e voar bem alto e, quando necessário, pousar em algum lugar.
Sei que ainda vou chorar algumas vezes e rir muito em outras e que ambas as coisas fazem parte do caminho que Deus preparou para mim.
Sei que se amanhã ou depois eu não tiver ainda chegado ao meu lugar sonhado, meus sonhos me terão feito viver duas vezes mais, terão tirado meus pés da terra quando caminhar me fazia mal e que sonhar não vale somente a pena, vale todas as penas do mundo!

Quem eu sou? Não descreveria em mil páginas e nem em uma folha. Sou uma pessoa que um dia já amei e fui amada, já amei e não me amaram, não amei mas fui amada... Já fiz loucuras e me arrependi. Vivi momento feliz e alguns tristes, já desperdicei oportunidades de viver um grande amor. Conheci grandes amigos e péssimos colegas, já falei sem pensar e machuquei algumas pessoas, já me apaixonei apenas por um olhar, já ganhei grandes presentes de bons amigos e ganhei também inimizades por palavras mal ditas e historias não esclarecidas. Já menti por menti, já menti para proteger alguém. Escutei coisas que não devia e me magoaram por brincadeiras mal feitas. Sofri por uma pessoa que não me amou. Amizades que achei que fossem verdadeiras mas eram falsas... Resumo-me em poucas linhas pois se for falar de toda minha vida poderia escrever um livro...

Este homem que eu admiro tanto,
com todas as suas virtudes e também com seus limites.
Este homem com olhar de menino, sempre pronto e atento,
mostrando-me o caminho da vida, que está pela frente.

Este mestre contador de histórias
traz em seu coração tantas memórias,
espalha no meu caminhar muitas esperanças,
certezas e confiança.

Este homem alegre e brincalhão,
mas também, às vezes, silencioso e pensativo,
homem de fé e grande luta,
sensível e generoso.

O abraço aconchegante a me acolher, este homem,
meu pai, com quem aprendo a viver.
Pai, paizinho, paizão...
meu velho, meu grande amigão, conselheiro e leal amigo:
infinito é teu coração.

Obrigado, pai, por orientar o meu caminho,
feito de lutas e incertezas
mas também de muitas esperanças e sonhos.

Faz parte das leis da vida humana os mais velhos terem de partir, mas quando passamos por uma situação assim custa muito ter de aceitar essa realidade. Já foi há algum tempo que você faleceu, querido avô, mas as saudades ainda apertam e sufocam meu coração.

De você guardo as melhores memórias. Recordo como foi importante ter um avô carinhoso na minha vida, que me viu crescer em todos os sentidos. As histórias maravilhosas que contava todos os dias jamais serão esquecidas. Você foi uma verdadeira lição de sabedoria para todos nós e para mim haverá sempre um grande orgulho pela oportunidade que tive de conhecer você.

Perdemos um pai para toda a nossa família. Perdemos um líder conselheiro e oportuno em todas as ocasiões. Sua ausência hoje em dia tem um sabor muito amargo e a minha vida nunca mais será a mesma. Quanto ao meu amor por você, esse se manterá eterno.

Hoje o Sol não brilhou...
Os pássaros não cantaram...
Os risos se calaram...
E as lágrimas rolaram em meu rosto...
Meu coração sofre em silêncio...
Hoje eu queria que essa verdade, fosse mentira, que fosse um pesadelo e que ao acordar encontraria o meu mundo normal.
Queria ter tido mais tempo para demonstrar os meus sentimentos por você.
Essa dor mais uma vez bate a minha porta, e o pior é que tenho a certeza de que não será a última vez.
Tenho que aprender a aceitar a morte como um fator natural do ciclo da vida, assim sofrerei menos.
Assim como o Sol um dia volta a brilhar...
Os pássaros cantar...
E as flores a florir...
As minha lágrimas aos poucos cessam, a minha dor aos poucos se esvai e a minha alma se conforta.
Agora restam apenas lembranças.
Lembranças de um tempo bom que não volta mais.
Não volta, os risos trocados, os abraços apertados, as histórias antigas, as visitas das férias, os passeios de família...
Agora tudo o que sinto é saudade.
Jamais esquecerei cada momento que vivemos juntos.
Obrigada por ter sido o maior e melhor avô.

Hoje é um dia de felicidade para toda a família. É um prazer partilhar este lindo momento, queridos sogros, e poder estar ao lado de cada um de vocês. Cinquenta anos de casamento é uma grande vitória e por isso mesmo lhe chamam de bodas de ouro.

Quando penso no que significa verdadeiramente o amor, olho para o exemplo que vocês demonstram. São histórias assim que nos mostram que é possível acreditar em relacionamentos duradouros. Que mais anos felizes se sigam a estes!

Ser feliz não é ter uma vida isenta de perdas e frustrações.
É ser alegre, mesmo se vier a chorar;
É viver intensamente, mesmo no leito de um hospital;
É nunca deixar de sonhar, mesmo se tiver pesadelos;
É dialogar consigo mesmo, ainda que a solidão o cerque;
É sempre ser jovem, mesmo se os cabelos embranquecerem. É contar histórias para os filhos, mesmo se o tempo for escasso;
É amar os pais, mesmo se eles não compreenderem;
É agradecer muito, mesmo se as coisas derem erradas;
É transformar erros em lições de vida;
Ser feliz é sentir o sabor da água, sentir o frescor de uma brisa a tocar-lhe o rosto, é sentir o cheiro de terra molhada;
É extrair das pequenas coisas, grandes emoções;
É encontrar todos os dias, motivos para sorrir, mesmo que não existam grandes fatos;
É rir de suas próprias tolices;
É não desistir de quem se ama, mesmo se houver decepções;
É ter amigos para pedir consolo e dividir alegrias;
É agradecer a Deus pelo espetáculo da vida... e perceber o quanto é fácil e simples ser feliz...

O amor deve falar uma linguagem que eu não entendo. As pessoas falam em felicidade e exibem os seus sorrisos de cumplicidade. Os livros guardam histórias de paixões que mudaram a vida dos seus intervenientes. Mas a mim, o amor apenas trouxe tristeza e decepção.

Eu não acredito mais que a minha hora acabará por chegar e o meu coração fechou as portas a sentimentos românticos. Talvez o tempo prove que estou errada, mas por agora prefiro a paz da minha solidão.

I – Tenha controle de sua língua. Sempre diga menos do que pensa. Cultive uma voz baixa e suave. a maneira de falar, muitas vezes, impressiona mais do que aquilo que se fala.
II – Pense antes de fazer uma promessa e depois não dê importância do quanto lhe custa.
III – Nunca deixe passar uma oportunidade para dizer uma palavra meiga e animadora a uma pessoa, ou a respeito dela.
IV – Tenha interesse nos outros, em suas ocupações, seu bem-estar, seus lares e famílias. Seja alegre com os que riem e lamente com os que choram. Deixe cada pessoa com quem encontrar sentir que você lhe dispensa importância e atenção.
V – Seja alegre. Conserve para cima os cantos da boca. Esconda as suas dores, seus desapontamentos e inquietações sob um sorriso. Ria de histórias boas e aprenda a contá-las.
VI – Conserve a mente aberta para todas as questões da discussão. Investigue, mas não argumente. É marca de ser superior... discordar e ainda conservar a amizade.
VII – Deixe as suas virtudes falarem por si mesmas e recuse falar das faltas e fraquezas dos outros. Desencoraje murmúrios. Fale coisas boas aos outros.
VIII – Tenha cuidado com os sentimentos dos outros. Gracejos e humor não valem a pena e frequentemente magoam quando menos se espera.
IX – Não faça caso das observações más a seu respeito. Só viva de modo que ninguém acredite nelas. Nervosismo e indignação são causas comuns para maledicência.
X – Não seja tão ansioso a respeito de seus direitos. Trabalhe, tenha paciência, conserve seu temperamento calmo, esqueça de si mesmo e receberá a sua recompensa.

Minha amiga, querida, eu sei como este momento é importante e como foi esperado por você. Agora é hora de ir embora, de se abrir para o mundo, de deixar a sua zona de conforto para desbravar o mundo. Eu sei que você tem muita coragem e determinação, e sei que em muitos momentos vai se sentir só, pois nos dias mais difíceis, você não poderá correr para os braços dos seus velhos amigos, ou para o sofá de casa. Mas você vai conseguir sobreviver a isso.

Você é inteligente, destemida e excelente pessoa. Logo fará novos amigos, pessoas que saberão e merecerão te acolher e ter você por perto. E nós, seus bons e velhos amigos, estaremos aqui torcendo por você, e sempre de braços abertos para quando você quiser pousar por aqui novamente.

Você começa agora um novo caminho, e desejo do fundo do meu coração que ele seja bonito, com belas paisagens e encontros maravilhosos. Desejo que você faça grandes amigos pela estrada e aprenda muitas coisas boas e bonitas sobre a vida. E nós estaremos aqui, esperando você voltar para contar as suas histórias, e depois seguir viagem novamente.

Desejo que você seja muito feliz, e desejo que me leve sempre no seu coração.

Tudo era muito sem sentido em sua vida...
A razão de ser, era mera eventualidade, e
Não o queria aceitar... enfatizava seus conhecimentos em pequenos momentos do saber..

E sua vida era um conto de histórias que não tinha nada a merecer...
Do nada havia surgido, sem querer, ali estava..
Mas quase extinguido do seu eu...

Caminhava sem saber de nada.. queria apenas uma simples resposta, para uma pergunta que não havia mistério... o seu interior clamava!
Mas tudo continuava como estava...

Seu mundo dividido... no mais absoluto e secreto..
Sem resposta se encontrava, mas continuava sua trajetória sem poder qualquer palavra ocultar em si...

Seu pensamento dissipou-se e suas lágrimas sem sentido tornou-se..
Um mistério no ar ficou, e para sempre na sua mente talvez uma dúvida lhe restou...

Sua alma não mais o clamava...
Sua voz já era oculta... suas mãos não podia sentir.. seu corpo frio se encontrava..
Num lugar que um dia talvez desejou... e assim sem nenhuma palavra um dia nos deixou...

Meu querido amigo, eu sei como esta viagem foi sonhada, planejada e esperada por você. Viajar tem um poder transformador. Nunca voltamos os mesmos depois de uma viagem, principalmente quando vamos abertos para o novo. Mergulhe nesta experiência e deixe-se transbordar!

Permita que os novos ares, aromas, sabores, cores, sons e texturas tomem conta de você! Estranhe, compare, experimente, deixe-se entranhar. Não tenha medo do novo, do diferente. Abra o seu olhar de estrangeiro, viva tudo intensamente.

Dizem que quanto mais dinheiro se gasta numa viagem, menos se conhece o lugar! Por isso, vá a museus e galerias, faça passeios turísticos, mas também contemple as ruas escondidas dos bairros distantes.

Fuja de fast-foods e restaurantes gourmets, coma a comida local. Não ande apenas com os turistas, tente conhecer nativos, converse com o rapaz do café e com a vendedora de flores. Vá aos lugares onde as pessoas da cidade vão. Viva o lugar!

Traga mais memórias do que fotos, traga mais histórias para contar do que souvenirs para dar, viva os lugares por onde passar. Faça uma viagem espetacular e inesquecível. Volte renovado e com mais desejo de viajar!
Espero por você com muita curiosidade para saber das suas aventuras! Boa viagem e aproveite tudo ao máximo!

Tudo que vivemos, todas as histórias, todos os sorrisos, toda a felicidade, toda a positividade, exatamente tudo, foi muito especial para mim, e estar ao seu lado até na tristeza me fazia sorrir.

Madrinha, você é tudo aquilo que descreve uma amizade de verdade, você é meu lado sinistro, você é tudo de bom. Você é uma madrinha diferente, uma madrinha que faz um papel de amiga.

Amo todas as nossas conversas ao telefone, nossas longas caminhadas, nossos segredos, enfim... ao tudo quando eu estou com você. Tudo que eu passei ao seu lado foi realmente especial e importante para mim, pois cada segundo foi único, cada conversa, cada conselho, cada sorriso.

Você é aquela madrinha em que eu posso confiar, e que posso chamar de minha amiga. Sem meias palavras, sem mais ou menos, eu amo você!

As pessoas que marcam de forma mais profunda nossas vidas, são aquelas que estão do nosso lado enquanto descobrimos coisas significativas, partilhando connosco novas experiências. A infância é essa fase que nunca esquecemos e foi na minha que tive oportunidade de conhecer um amigo maravilhoso como você. O tempo passou e sempre recordamos esses lindos momentos vividos. Agora que você já não está entre nos, essas velhas histórias permanecerão comigo e eu vou lembrar nossa amizade para sempre.

Ter amigos em quem confiar é a coisa mais valiosa da vida, afinal os amigos são a família que escolhemos. Os amigos são a família de coração, são as pessoas que fazem parte da nossa vida por afinidade, e compartilhamos momentos, dividimos emoções, segredos, conquistas, fracassos...

Muitas vezes, podemos contar mais com os amigos do que com a própria família, mas é preciso ter cautela. A amizade é algo que se conquista aos poucos. Não podemos confiar histórias da nossa vida e experiências pessoais a pessoas que conhecemos há pouco tempo e que consideramos já, rapidamente, serem amigas. A amizade se constrói dia após dia, assim como a confiança.

Por mais amigo que alguém seja, há algumas fronteiras que precisam ser respeitadas. Não é porque um amigo sabe quase tudo sobre a sua vida que tem o direito de impor as opiniões dele sobre o modo como você deve se comportar ou que decisões deve tomar. Um amigo não deve julgar, deve tentar entender e apoiar. Um amigo não deve dizer como você deve agir, deve dar conselhos, se você pedir.

A amizade nunca deve ultrapassar a fronteira da individualidade, da liberdade e do respeito.

– Acabo de voltar de uma troca de presente. Ela disse.
– Alguém lhe deu algo que você não queria? Perguntei. – Não, de jeito nenhum. Ganhei mais do que pensei que ganharia. Ela respondeu.
– Então ganhou presentes demais? Perguntei. – Oh, não. Nunca se ganha "demais". Ela disse bem séria.
– Não estou entendendo. Você estava devolvendo um presente que você ganhou e não queria porque você tinha mais do que pode usar, mas nunca tem demais do seja lá o que for. Eu disse. Naturalmente eu não tinha nenhum ideia do que eu acabara de dizer, mas era o que eu tinha ouvido. – Não. Eu não devolvia nada. Eu distribuía. Ela disse.
Me senti como que assistindo a um episódio de "I love Lucy". – Vamos começar tudo de novo. Onde você estava? Perguntei. – Fui ao asilo. Fui visitar as pessoas que vivem lá. Ela disse.
– Você tinha dito que foi trocar presente.
– Oh, vejo seu problema. É assim que eu chamo minhas visitas ao asilo. "Troca de Presente". Eu vou ao asilo e passo meu tempo com algumas pessoas bem fascinantes. Sou a única com 40 anos. Aquelas pessoas estão pelos 70 ou 80 e até mais. Elas têm muito a oferecer. Suas histórias são presentes especiais para mim. Sua experiência de vida e lições são incrivelmente valiosas. Aprendo muito com elas. Ela disse.
– Então, isto é o trocar presente? Perguntei. – Sim, eu lhes dou o meu tempo e minha atenção, eles me ensinam sobre a vida.
Que ângulo incrível para se ver as coisas. Por todos estes anos que eu tenho escrito, todas as pessoas que eu encontrei ao longo do caminho fizeram parte da minha "Troca de Presente".
Por que você não se junta a nós. Dê um pouco de tempo para falar com alguém na rua hoje. Crie tempo para parar e dizer "olá" a alguém de sua vizinhança. Encontre novas pessoas. Visite um asilo. Telefone para alguém.
Você tem muito para dar e muito mais para receber.

Muito Obrigado Papai
Eu tirei seu sono,
fiz você sorrir,
e aprontei bastante.

Mesmo assim você contou histórias pra eu dormir.
Às vezes perto,
às vezes longe,
mas sempre preocupado.

Por tudo isso, papai, Muito Obrigado

Feliz Dia dos Pais!!!

Procura-se uma alma de criança que foi vista, pela última vez, dentro de nós mesmos, há muitos anos...
Ela pulava, ria e ficava feliz com seus brinquedos velhos... Exultava quando ganhava brinquedos novos, dando vida a latinhas, barbantes, tampinhas de refrigerantes, bonecas, soldadinhos de chumbo e figurinhas...
Batia palmas quando ia ao circo, quando ouvia músicas de roda, quando seus pais compravam sorvete: "chikabon, tombon, eskibon..." Tudo danado de bom!
Ela se emocionava ao ouvir histórias contadas pela mãe ou quando lia aqueles livrinhos de pano que a madrinha lhe dava quando ia visitá-la... Chorava quando arranhavam seus brinquedos: aquele aparelho de chá cheio de xícaras com que servia as bonecas ou os carrinhos de guindaste, tratores e furgões.
Fazia beiço quando a professora a colocava de castigo, mas era feliz com seus amigos, sua pureza, sua inocência, sua esperança, sua enorme vontade de ser uma grande figura humana, que não somente sonhasse, mas que realizasse coisas importantes em um futuro que lhe parecia ainda tão longínquo.
Onde ela está? Para que lado ela foi? Quem a vir, que venha nos falar... Ainda é tempo de fazermos com que ela reviva, retomando um pouco da alegria de nossa infância e deixando a alma dar gargalhadas, pois, afinal, "ainda que as uvas se transformem em passas, o coração é sempre uma criança disposta a pular corda".
Para não deixar morrer a criança que todos temos dentro de nós... Deixe-a sair, brincar e sonhar... Uma das poucas coisas que ainda Podemos fazer sem ter de pagar impostos!

Desde pequenos ouvimos sempre aquele velho conselho para aprendermos com nossos erros não seria bem melhor se o errado, neste caso, fossem outros e não você? Ganhar mais experiência na vida com nossos erros provavelmente já deve ser intrínseco ao ser humano, mas não seria nada mal mudar um pouco a perspectiva desta forma antiga de aprendizado.

Certamente é bem mais fácil perceber as consequências de um erro quando somos nós que cometemos, mas também não é difícil imaginar como seria mesmo sem o vacilo acontecer. Se conseguíssemos abstrair alguma experiência de pelo menos um erro cometido por cada amigo que conhecemos, já nos proporcionava algum conhecimento para tentar não cometer os mesmos.

Vamos tentar focar nas lições dadas por tantas histórias que ouvimos todos os dias que não acabaram tão bem, para evitar sermos personagens principais de outras mais. Aprenda com os erros dos outros e não necessite ter os seus.

Muitos têm irmãos, muitos compartilham toda uma vida ao lado desses irmãos, alguns são abençoados com um relacionamento de amizade entre irmãos, mas poucos têm o privilégio de ter um irmão amigo como você.

Meu irmão, meu amigo de tantos e tantos anos, já vivemos muitas histórias juntos, compartilhamos segredos, sonhos e muitas aventuras. Já fizemos muita bagunça juntos e também brigamos, mas até mesmo na briga nos fortalecemos e aos poucos criamos um laço que eu sei, jamais será quebrado.

Amo e admiro muito você, e com a autoridade de alguém que o conhece desde a infância, eu posso dizer que você é uma das melhores pessoas que já pisaram este planeta. Você é uma dádiva na minha vida, e poder contar com sua amizade é um conforto, uma alegria, uma garantia de felicidade!

E lá vai você curtir mais uma viagem! Saiba que sentirei sua falta, mas desejo de todo coração que o próximo álbum de fotografias retrate inúmeros momentos de alegria com múltiplos sorrisos e cenários lindos. Que as maravilhas deste lugar preencham seu coração de novas experiências, e te levem a conhecer pessoas interessantes.

Que você possa recarregar as energias e volte cheio de boas histórias. Que dê tudo certo e seja melhor do que qualquer coisa que um dia sonhou!

Aproveite bastante! Boa viagem!