Mensagens de Amor

Mãe:

Me perdoe por todas as vezes que por falar sem pensar te magoei. Por muitas vezes ao invés de lhe dar as mãos, te virei as costas.

Por em alguns momentos não ser aquele filho que você sempre quis.

Hoje, depois de tudo percebo que ainda preciso mudar em algumas coisas, e que uma pessoa se fez essencial na minha vida: VOCÊ.

Obrigado por todos momentos dedicados a mim, pelas palavras, pelos conselhos, pelo amor, pela honestidade, pelo afeto, pela amizade.

Saiba que nunca deixarei de te amar, e mesmo não parecendo quero que um dia todos estejam felizes, sem problema algum.

Torço muito pela nossa família. Torço muito por você, que durante toda sua vida se mostrou uma pessoa capaz de conseguir tudo o que quer.

Me espelho muito em você, e és um exemplo a se seguir.

Hoje, depois dos momentos que passamos juntos, olho para trás e vejo que tenho uma pessoa em quem posso me apoiar sempre que estiver necessitando de amor e compreensão.

Muito mais do que mãe você é minha amiga, meu escudo contra todas as coisas ruins, pois a partir do momento em que transpassam a sua barreira de amor, enfraquecem, me poupando do mal.

Só uma palavra pode exprimir exatamente o quanto estou grato.
OBRIGADO.
Te amo muito...

Eu queria um amor assim...
... Sem medo, sem mancha, sem mágoa, sem dor.
sem preconceito de dar, sem esperar receber, sem dúvidas...
Eu queria alguém assim...
... Que me deixasse em liberdade de falar, pensar, sentir, agir
que me deixasse demonstrar o meu amor de
forma simples e sensível...
Queria alguém que falasse de paz,
que me chamasse para caminhar por aí
pelo simples prazer de estar ao meu lado.
Que chorasse no meu ombro,
sentindo o conforto do meu carinho.
Eu queria lhe oferecer meus sonhos,
meus pensamentos de romance,
todo o brilho que existir em meu olhar,
toda a beleza da juventude que existisse em mim.
Procura-se alguém capaz de amar
uma sonhadora como eu!

Meus filhos, cada um de vocês é uma parte de mim, um complemento do meu ser sem o qual eu nada seria. Não estou exagerando, apenas exponho o que trago na alma. Eu amo vocês, cada um de forma diferente, mas a todos na mesma intensidade e sem condição!

Eu acredito que cada um de nós nasce com um objetivo a cumprir, e hoje eu sei que o meu principal propósito de vida foi dar vida a vocês. Não sou mais ou menos pessoa ou mulher por isso, apenas sou quem sou, alguém que se sente feliz e realizada. Amo minha vida, amo vocês, meus filhos, e a Deus agradeço por todos e por tudo!

Fui abençoada com os melhores filhos e mais não posso pedir. Apenas peço, na verdade, que todos sejam felizes, seja como e onde for, e que sempre saibam lutar pelos seus sonhos. Eu vou estar aqui, para o que precisarem, pois da felicidade de cada um de vocês depende a minha também.

Meus filhos, eu amo vocês com todo meu coração, e com justiça posso dizer que vocês são a minha vida!

Quando o amor ainda está mesclado com os impulsos do instinto e do
desejo, nós o encontramos sob o nome de PAIXÃO.
Quando o amor traduz afinidade, carinho e respeito mútuo,
nós o chamamos de
AMIZADE.
Quando o amor resvala pelos caminhos áridos do ciúme e da posse, ele
aprisiona, e é quando encontramos o APEGO.
Quando o amor liberta, nós o chamamos de renúncia.
Quando o amor ainda está fechado em si mesmo, como semente escura e
enclausurada, nós o chamamos de EGOÍSMO.
Quando o amor se
expende como um
Sol ardente, em
benefício do
semelhante,
torna-se
divino, e o
chamamos de
CARIDADE.

O ÓDIO é apenas a ausência de amor, assim como a sombra é a
ausência de luz, ou então...

... é o amor traído e, por isso mesmo, tempestuoso
O amor é como o Sol...
... está por toda parte.
A diferença está na maneira refletimos
O amor é a força que une os mundos...
... até mundos tão diferentes como
eu e você...
... está presente nos pequenos seres...
... e até nos recantos mais escondidos do coração.
Quando nos afastamos desse AMOR, sentimos o frio e a infelicidade na alma.
Se nos aproximamos dele, sentimos a paz e a alegria. Porém, esse amor
terá matizes diversos, segundo a nossa capacidade de percebê-lo em nós.
Essa é a LEI da vida...
Estamos imersos nesse AMOR.
E é para ele o destino de todos nós.
AMAI-VOS
Vós sois AMOR.

Quando eu era pequenina na cidade grande, uma pessoa muito especial me contou uma história mais ou menos assim:
"O amor é como uma caixinha, onde se coloca e se tira... Quando se dá amor, se tira da nossa caixinha e coloca na caixinha do outro. Quando se recebe amor, se tira da caixinha do outro e coloca na nossa."
Acho que essa foi a melhor explicação que já recebi até hoje do amor...
Se você só recebe e não dá, a caixinha lota e ninguém mais consegue te dar amor. Se você só dá, chega uma hora que acaba o seu. Por isso, na vida é importante dar e receber amor. Nem sempre aquele que recebe de nós é o que nos dá. Nem sempre damos de quem recebemos. Mas sempre estamos fazendo troca e reciclando o nosso estoque de amor.
Não deixe sua caixinha esvaziar, nem deixe sua caixinha lotar. Saiba dar e saiba receber. Coloque amor em tudo que faz, desde o acordar até o dormir, no trabalho, no trânsito, em casa... As coisas, os detalhes feitos com amor têm outro sabor, tanto para quem faz como para quem recebe. Coloque amor no seu sorriso pela manhã. Coloque amor no bom dia animado. Coloque amor nos detalhes do dia. Coloque amor nas pequenas coisas, e nas grandes também! E você verá que sua vida será cheia de realizações, sucesso, alegrias, coisas boas e amor.
Lembre-se de que a felicidade só depende de nós e viva melhor!

Em tempos atrás viviam duas crianças, um menino e uma menina, que tinham entre quatro e cinco anos de idade. O menino chamava-se Amor e a Menina Loucura.
O Amor sempre foi uma criança calma, doce e compreensiva. Já Loucura era muito emotiva, passional e impulsiva, enfim, do tipo que jamais levava desaforo para casa. Entretanto com todas as diferenças as crianças cresciam juntas, inseparáveis. brincando, brigando... Mas houve um dia em que o Amor não estava muito bem, e acabou cedendo às provocações de Loucura, com a qual teve uma discussão muito feia.
Ela não deixava nada barato, estava furiosa como nunca com o Amor, começou a agredi-lo, mas não só verbalmente como de costume. A menina estava tão descontrolada que agrediu o garoto fisicamente e, antes que pudesse perceber, arrancou os olhos do Amor.
O Amor sem saber o que fazer, chorando foi contar à sua mãe, a deusa Afrodite, o que havia ocorrido. Inconsolada, Afrodite implorou à Zeus que ajudasse seu filho e que castigasse, Loucura. Zeus, por sua vez, ordenou que chamassem a garota para uma séria conversa.
Ao ser interrogada a menina respondeu como se estivesse com a razão que o Amor havia lhe aborrecido e que foi merecido tudo o que aconteceu. Embora soubesse que não fora justa com seu amigo, a menina que nunca soube se desculpar concluiu dizendo que a culpa havia sido do Amor e que não estava nem um pouco arrependida.
Zeus, perplexo com a aparente frieza daquela criança disse que nada poderia fazer para devolver a visão do Amor, mas, ordenou que Loucura estaria condenada a guiá-lo por toda a eternidade estando sempre junto ao Amor em cada passo que este desse. E até hoje eles caminham juntos, onde quer que o Amor esteja com ele estará Loucura, quase que fundidos numa só essência. Tão unidos que por vezes não se consegue definir onde termina o Amor e onde começa a Loucura.
E também por isso que usa-se dizer que o Amor é cego. mas isso não é verdade, pois o Amor tem os olhos da Loucura.

Amor verdadeiro é símbolo mágico, é encontro de almas conhecidas, almas antigas, é demonstrar a paciência e a alegria, em pequenos gestos, em grandes encontros, é alimentar a semente da felicidade em gotas de doçura, de apoio e acalanto, de companhia e conforto.
Quem conhece o amor verdadeiro jamais se engana com palavras fúteis ou promessas vagas, pois o verdadeiro amor não tem preço, não se encontra na esquina, nem se reserva na próxima estação.
É hora certa para momento oportuno, pois encontro marcado a vida reserva no próximo ponto, e assim se reconhece quando o amor verdadeiro bate a sua porta.
Ele é generoso, simples e sente a paz ao seu lado, pois almas antigas se reconhecem pelo olhar, pelo coração, pelo som mágico que declara assim que acontece.

É fácil falar em fraternidade,
dizer que pratica a solidariedade,
esquecendo-se de que é disso
que depende o mundo,
para não cair mais fundo...

Desenvolver amor ao seu semelhante,
ajuda bastante,
mantendo sempre ativo
um espírito cooperativo...

Algo feito em cooperação,
sempre terá uma melhor solução...
Ajudando-se mutuamente,
problemas se resolverão facilmente...

Quando o ser humano,
finalmente aprender a ser humano,
e descobrir que os verdadeiros tesouros,
que tão insanamente procuram,
estão simplesmente em nosso interior,
e inteiramente a seu dispor,
poderão chegar à conclusão
que lhe aquietará o coração,
de que, aprendendo a cultivar a Solidariedade e a Fraternidade,
a humanidade viverá com humanidade,
e poderá conseguir uma certa felicidade...

Amor ao próximo... Fraternidade... Solidariedade...
Palavras mágicas...
É preciso entendê-las e praticá-las

Marcial Salaverry

Meu amor, meu namorado, eu te amo pela pessoa que você é, pela pessoa que eu sou com você e principalmente pela sublime felicidade que eu sinto do seu lado!

Você é o meu primeiro pensamento quando abro os olhos a cada manhã, e nesse mesmo instante me invade o coração a extrema felicidade que a simples ideia da sua existência me provoca. Eu te amo, e sou tão imensamente feliz do teu lado que palavras não existirão jamais, capazes de expressar tamanho êxtase!

Amor de mãe não espera nada em troca. É um compromisso eterno de dar mais do que as forças permitem, um esforço que transcende a capacidade humana. É dedicar um tempo maior que a própria vida e nunca ficar triste com a sua, a mesma que deixa para trás.

Amor de mãe não se ensina em livros, mas sente-se, qual ligação instintiva, como se fosse história por contar. É um segredo guardado desde a fundação do mundo, que correu gerações sem nunca ser esquecida.

Ser grato será sempre atitude escassa, quando se recebe verdadeiro amor materno. E as palavras nunca poderão retribuir, a bênção que se sente de tal proximidade.

Mãe cria, mãe luta, mãe dá, e por tanto que faça, tudo é sem defeito. Entre lágrimas, suor e dificuldades, mesmo que ache que é pouco, virtuosa, ela não desiste. E no final, se poder escolher o prêmio, mãe não quer outro tesouro, a não ser seus filhos felizes.

Muitas vezes nos perguntamos o que fazemos com esse Amor todo que sentimos e nem sempre temos para quem entregar. Um Amor especial, Amor único, definitivo. Um Amor que aparenta não ter sido domado, meio que bravio, mas que em outros momentos é sensato, dedicado, atencioso. Um Amor sedento que se permite cativar. Um Amor que nos faz sentir que fugimos do ponto, que mexe com nossas referências, que nos faz pairar no espaço, levitar nosso Ser e que no momento seguinte nos puxa de volta para seu aconchego. Um Amor que dá um frio na barriga e relaxa a alma. Um Amor que nos Eleva e nos deixa quase anjos a flutuar pelo céu, nos faz perder o ar e o substitui plenamente pela Emoção. Um Amor tão intenso que descargas elétricas riscam o quarto escuro, que nos umedece a carne e lava a alma. Um Amor qual diamante, que assim se transforma devido intensidade do calor e da pressão, acaba transmutando o carvão. Um Amor que nos faz ouvir em cada sussurro um pedido, uma rogativa, um desejo, uma súplica. Um Amor que nos faz Plenos de si e que nos permite conhecer a humildade de precisarmos tanto um do outro. Um Amor que nos faz mergulhar profundamente em nosso Ser e sejamos arrebatados para outra Dimensão.

Amor possessivo não é amor, como todo mundo sabe e estão cansados de ouvir que: "Ninguém é de ninguém neste mundo". Nem nossos filhos são nossos, o que dirá um homem ou uma mulher. As pessoas são livres; livres para amar e escolherem quem querem amar.

O amor que exige exclusão e posse não é amor. O amor possessivo amarra, impede o crescimento, enquanto que o amor verdadeiro é a força, é o impulso que faz o outro crescer. Amar alguém é comprometer-se.

O amor é uma soma para que cada um possa ser mais ele mesmo, ele não existe para aliviar a dor e nem tampouco para resolver necessidades, carências e interesses do outro.

O amor verdadeiro, maduro, é livre, é incondicional, sabe ceder e perder com serenidade para o bem da pessoa amada; sabe viver quando tem o bem e também quando não tem; sabe dialogar e chegar a conclusões maduras e sensatas.

O amor não nasce pronto, de uma vez. Tem que haver vibração, tem que ser harmônico. Como um amigo, companheiro nas horas felizes e tristes, é ser honesto, sincero, confiante, verdadeiro em palavras e atitudes.

O amor é como uma rosa, mas para que essa rosa exista, é preciso que existam também espinhos. Mas mesmo assim, o amor ainda é a maior força que existe em nós, e é só o amor que nos transforma, que nos amadurece.

Se não aceitarmos de coração aberto a dinâmica transformadora do amor estaremos definitivamente nos negando a crescer e para sempre permaneceremos num estado infantil.

Não importa quem você ama. Como diz Hermann Hesse: "Não é felicidade ser amado; todos amam a si mesmos, amar aos outros, sim, é que é felicidade!"

Eu quero te amar e te tratar bem
Eu quero te amar todos os dias e todas as noites
Nós estaremos juntos com um telhado bem acima das nossas cabeças
Nós dividiremos o aconchego da minha cama de solteiro
Nós dividiremos o mesmo quarto, yeah, oh Jah garanta o pão

Isto é amor, isto é amor, isto é amor
Isto é amor que eu estou sentindo?
Isto é amor, isto é amor, isto é amor
Isto é amor que eu estou sentindo?

Bob Marley

Você é o grande amor da minha vida, sem dúvidas. Meu coração é totalmente seu, o meu pensamento é você. Eu te amo demais, te quero demais, te desejo demais, te venero demais. Sou completamente apaixonada por você e quero você para sempre comigo.

Passei tanto tempo te procurando não sabia onde estavas,
olhava o infinito não te via.
E pensava comigo mesmo será que você existe?
Não me contentava, na busca e prosseguia.
Tentava te encontrar nas religiões e nos templos.
Você também não estava te busquei através dos sacerdotes
e pastores, também não te encontrei.
Senti-me só, vazio, desesperado e descrente.
E na descrença, te ofendi, na ofensa tropecei, e no tropeço caí,
e na queda senti-me fraco.
Fraco procurei socorro.
No socorro encontrei amigos.
Nos amigos encontrei carinho.
No carinho eu vi nascer o amor.
Com o amor eu vi crescer um mundo novo.
E no mundo novo resolvi viver.
E o que recebi resolvi doar.
Doando alguma coisa muito recebi.
E em recebendo senti-me feliz.
E ao ser feliz encontrei a paz.
E tendo a paz foi que enxerguei.
Que dentro de mim é que você estava.
E sem procurar-te.
Foi que te encontrei.

Nas grandes conversas descobrimos a verdade e a mentira.
Na sinceridade descobrimos um bom amigo.
Nas amizades descobrimos o amor.
Na dor descobrimos a saúde.
Na tristeza descobrimos a felicidade.
No grande e belo céu descobrimos á estrela.
Em um olhar descobrimos o que quer falar.
Em um sorriso descobrimos o que está sentindo.
Nós descobrimos várias coisas importantes e especiais.
Eu descobri algo bem importante e especial, esse algo é VOCÊ.

Hoje o dia amanheceu mais colorido, cheiroso e iluminado, e meu coração se inundou de gratidão a Deus por podermos celebrar juntos mais um ano da sua vida. Feliz aniversário, meu marido!

Fui abençoada com o melhor marido do mundo, o homem mais honrado e generoso que existe. Sinto muito orgulho em você, meu bem, e da nossa união.

Que Deus lhe conceda mais anos de vida abençoados por muito amor, amizade, paz e saúde, e que possamos sempre caminhar juntos, na mesma direção. Eu te amo!

Era uma vez uma ilha, onde moravam todos os sentimentos: a Alegria, a Tristeza, a Sabedoria e todos os outros sentimentos. Por fim o amor. Mas, um dia, foi avisado aos moradores que aquela ilha iria afundar. Todos os sentimentos apressaram-se para sair da ilha.

Pegaram seus barcos e partiram. Mas o amor ficou, pois queria ficar mais um pouco com a ilha, antes que ela afundasse. Quando, por fim, estava quase se afogando, o Amor começou a pedir ajuda. Nesse momento estava passando a Riqueza, em um lindo barco. O Amor disse:

- Riqueza, leve-me com você.
- Não posso. Há muito ouro e prata no meu barco. Não há lugar para você.

Ele pediu ajuda a Vaidade, que também vinha passando.

- Vaidade, por favor, me ajude.
- Não posso te ajudar, Amor, você esta todo molhado e poderia estragar meu barco novo.

Então, o amor pediu ajuda a Tristeza.

- Tristeza, leve-me com você.
- Ah! Amor, estou tão triste, que prefiro ir sozinha.

Também passou a Alegria, mas ela estava tão alegre que nem ouviu o amor chamá-la.
Já desesperado, o Amor começou a chorar. Foi quando ouviu uma voz chamar:

- Vem Amor, eu levo você!

Era um velhinho. O Amor ficou tão feliz que esqueceu-se de perguntar o nome do velhinho. Chegando do outro lado da praia, ele perguntou a Sabedoria.

- Sabedoria, quem era aquele velhinho que me trouxe aqui?

A Sabedoria respondeu:

- Era o TEMPO.
- O Tempo? Mas porque só o Tempo me trouxe?
- Porque só o Tempo é capaz de entender o "AMOR"."

Paixão e Amor, Amor e Paixão. Dois sentimentos tão diferentes, Unidos por diferentes desejos.
Amálgama perfeita de gracejos, Orquestrados por forças ardentes.
Não te iludas com a Paixão Confundindo-a com o Amor.
A primeira embriaga-te em emoção. A segunda fortalece-te em primor.
A emoção dum falso amor, Sendo instável, morre na saudade. O calor do verdadeiro amor, Sendo imortal, vive para eternidade.
Paixão e amor, Amor e Paixão. Uma união bela e necessária, Porém, sem o controle da alma, Perdem-se ambos na ilusão.
Quando amar alguém ame com sabedoria, Quando apaixonar apaixone-se com elegância, Pois deste equilíbrio saudável e perfeito, Jamais haverá discussões, Jamais haverá discrepâncias.
Paixão e amor, Amor e Paixão. Unidos para sempre em primorosa harmonia, Forma um só corpo, na mais perfeita anatomia, Que força alguma poderá destruir ou tocar, Nem o tempo poderá extinguir, Nem a dor poderá separar.
Paixão e amor, Amor e Paixão. Vividos e sentidos com sabedoria, Unem em si a razão e a emoção! E a paixão deixa de ser fantasia. E o amor passa a ser devoção!

Possessivo não é amor, como todo mundo sabe e estão cansados de ouvir que... ?Ninguém é de ninguém nesse mundo?
Nem nossos filhos são nossos, o que dirá um homem ou uma mulher.
As pessoas são livres, livres para amar e escolher quem quer amar.
O amor que exige exclusão e posse não é amor.
O amor possessivo amarra, impede o crescimento, enquanto que o amor verdadeiro é a força, é o impulso que faz o outro crescer. Amar alguém é comprometer-se...
O amor é uma soma para que cada um possa ser mais ele mesmo, ele não existe para aliviar a dor e nem tão pouco para resolver necessidades, carências e interesses do outro.
O amor verdadeiro, maduro, é livre, é incondicional, sabe ceder e perder com serenidade para o bem da pessoa amada. sabe viver quando tem o bem e também quando não tem. sabe dialogar e chegar a conclusões maduras e sensatas.
O amor não nasce pronto, de uma vez... Tem que haver vibração tem que ser harmônico.
Amar alguém é comprometer-se... Como um amigo, companheiro, nas horas felizes e tristes, é ser honesto, sincero, confiante, verdadeiro em palavras e atitudes.
Amar alguém é comprometer-se... O amor é como uma rosa, mas para que essa rosa exista, é preciso que existam também espinhos.
Mas mesmo assim, o amor ainda é a maior força que existe em nós, é só o amor que nos transforma, que nos amadurece.
Se não se aceitarmos de coração aberto à dinâmica transformadora do amor estaremos definitivamente negando a crescer e permanecer sempre infantil.
Amar alguém é comprometer-se... Não importa quem você ama.
Como diz HERMANN HESSE ?NÃO É FELICIDADE SER AMADO?: TODOS AMAM A SI MESMOS AMAR AOS OUTROS, SIM, É QUE É FELICDADE.

Todos os poemas são de amor, todos
menos os que não são e esses de amor
são pois ao amor não se referem e isso
é amor também.

Nenhuma glória é sua se de amor não
viver seu coração ou sua cabeça ou
seu olhar ou seu chorar ou seu andar
descalço no chão.

Porque o chão também é amor e a
poeira que por amor é calcada ou
o vento que por amor é bajulado
ou esquecido no ar.

Todos os poemas são de amor, todos
menos este que fala de amor como se
de amor dependesse o viver de quem
é amor também.

A doação de quem ama é um sol que se irradia.
O amor que pede retribuições é egoísmo.
O amor que exige pagamento é avareza.
O amor que busca reconhecimento é vaidade.
O amor que recebe para dar é usura.
O amor que calcula o resultado é interesse.
O amor que tem medo do mundo é covardia.
O amor que ordena e impõe é tirania.
O amor que sente ciúme é mesquinhez.
O amor que mede o que dá é cobiça.
O amor que espera receber é ambição.
Amor para ser amor tem que dar-se, sem nada pedir... Assim como o sol.