Mensagens de Trabalho

Era uma vez, uma formiguinha e uma cigarra muito amigas.
Durante todo o outono, a formiguinha trabalhou sem parar, armazenando comida para o período de inverno. Não aproveitou nada do sol, da brisa suave do fim da tarde e nem do bate papo com os amigos ao final do trabalho tomando uma cervejinha. Seu nome era "trabalho" e seu sobrenome "sempre".

Enquanto isso, a cigarra só queria saber de cantar nas rodas de amigos e nos bares da cidade; não desperdiçou um minuto sequer, cantou durante todo o outono, dançou, aproveitou o sol, curtiu para valer sem se preocupar com o inverno que estava por vir.

Então, passados alguns dias, começou a esfriar. Era o inverno que estava começando. A formiguinha, exausta de tanto trabalhar, entrou para a sua singela e aconchegante toca repleta de comida.

Mas alguém chamava por seu nome do lado de fora da toca. Quando abriu a porta para ver quem era, ficou surpresa com o que viu: sua amiga cigarra estava dentro de uma Ferrari com um aconchegante casaco de vison.
E a cigarra disse para a formiguinha:
- Olá, amiga, vou passar o inverno em Paris. Será que você poderia cuidar da minha toca?
E a formiguinha respondeu:
- Claro, sem problemas! Mas o que lhe aconteceu ? Como você conseguiu dinheiro para ir a Paris e comprar esta Ferrari ?
E a cigarra respondeu:
- Imagine você que eu estava cantando em um bar na semana passada e um produtor gostou da minha voz. Fechei um contrato de seis meses para fazer shows em Paris... A propósito, a amiga deseja algo de lá?
- Desejo sim. Se você encontrar o La Fontaine (autor da fábula original) por lá, manda ele ir se catar!

Moral da História:
"Aproveite sua vida, saiba dosar trabalho e lazer, pois trabalho em demasia só traz benefício em fábulas do La Fontaine e ao seu patrão."

A chave para mudar o padrão das relações viciadas ou desgastadas, transformar a rotina e recuperar o espírito de entusiasmo e cooperação está em cultivar atitudes baseadas na espiritualidade.

- Procure em seu trabalho um sentido maior do que apenas um meio de sobrevivência.

Por menos gratificante que seja sua função, é um elo na imensa cadeia de trabalho que traz prosperidade e bem-estar coletivos.

- Identifique seus dons e habilidades.

Ter consciência de que você é a pessoa certa no lugar certo é fundamental para a realização. A competência tem relação direta com o prazer. Avalie se sua função preenche sua necessidade de satisfação pessoal. Se não, é hora de começar a pensar em mudar de emprego ou profissão.

- Aceite e compreenda as diferenças.
Procure ver os aspectos positivos que todos nós temos e exercite a capacidade de perdoar e se colocar no lugar das outras pessoas. Isso evita atritos e desgastes desnecessários.

- Aprenda com a diversidade de pontos de vista.
Pessoas com formação cultural, idade ou nível social diferentes do nosso têm muito a nos acrescentar. Tente se abrir para quem parece diferente de você.

- Exercite o afeto e a gentileza com chefes e colegas.
Um sorriso, ou um gesto atencioso, são suficientes para tornar as relações mais amistosas e produtivas. Seja como um ponto de luz no seu ambiente de trabalho.

- Acredite que você tem vasto potencial a ser explorado.
Às vezes perdemos chances de expansão ou mudança na profissão por não apostar em nós mesmos. É o caso de quem acha não ser capaz de aprender outro idioma.

- Viva o momento presente.
Um dos princípios do budismo destaca a importância de estar sempre focado no momento presente e fazer todas as coisas como se fosse a primeira vez. Isso nos dá motivação e nos conecta com nosso foco.

- Equilibre trabalho, família e espiritualidade.
Dê a devida atenção a cada uma dessas áreas da vida, sem achar que uma é mais importante que outra.

Alkíndar de Oliveira

Alguém disse que uma criança é carregada no útero da mãe por nove meses. Alguém não sabe que uma criança é carregada no coração da mãe eternamente.
Alguém disse que leva cerca de seis semanas pra voltar ao normal depois que você tem um bebê. Alguém não sabe que uma vez que você é mãe, normal é história do passado.
Alguém disse que você aprende como ser mãe por instinto. Alguém nunca foi às compras levando uma criança de três anos. Alguém disse que ser mãe é enfadonho. Alguém nunca passeou num carro guiado por um jovem com uma recém licença de motorista.
Alguém disse que se você é uma "boa" mãe, sua criança será "boa". Alguém pensa que uma criança vem com direção e garantia.
Alguém disse que "boas" mães nunca levantam suas vozes. Alguém nunca saiu na porta a tempo de ver sua criança jogando a bola na janela do vizinho.
Alguém disse que você não necessita de educação para ser mãe. Alguém nunca ajudou uma criança com sua matemática. Alguém disse que você não pode amar a quinta criança tanto como amou a primeira. Alguém não tem cinco crianças.
Alguém disse que uma mãe pode achar todas as respostas para suas perguntas nos livros especializados. Alguém nunca teve uma criança com feijão obstruindo seu nariz.
Alguém disse que o mais difícil em ser mãe é o trabalho e a entrega. Alguém nunca viu seu "bebê" subindo no ônibus para o primeiro dia de jardim de infância.
Alguém disse que uma mãe pode fazer seu trabalho com os olhos fechados e uma mão amarrada nas costas. Alguém nunca organizou uma festinha de boneca para sete sorridentes rostinhos.
Alguém disse que uma mãe pode parar de se preocupar depois que sua criança se casa. Alguém não sabe que esse casamento adiciona um novo filho ou filha ao coração da mãe.
Alguém disse que o trabalho da mãe está feito quando sua última criança sai de casa. Alguém nunca teve netos.
Alguém disse que sua mãe sabe que você a ama, então você não precisa lhe falar. Alguém não é mãe.

Havia uma jovem muito rica, que tinha tudo: um marido maravilhoso, filhos perfeitos, um emprego que lhe pagava muitíssimo bem, uma família unida.
O estranho é que ela não conseguia conciliar tudo isso, o trabalho e os afazeres lhe ocupavam todo o tempo e a sua vida estava deficitária em algumas áreas.

Se o trabalho lhe consumia muito tempo, ela tirava dos filhos, se surgiam problemas, ela deixava de lado o marido... E assim, as pessoas que ela amava eram sempre deixadas para depois.

Até que um dia, seu pai, um homem muito sábio, lhe deu um presente: uma flor muito cara e raríssima, da qual havia apenas um exemplar em todo o mundo.

E disse a ela:
- Filha, esta flor vai te ajudar muito mais do que você imagina! Você terá apenas que regá-la e podá-la de vez em quando, ás vezes conversar um pouquinho com ela, e ela te dará em troca esse perfume maravilhoso e essas lindas flores.

A jovem ficou muito emocionada, afinal a flor era de uma beleza sem igual. Mas o tempo foi passando, os problemas surgiam, o trabalho consumia todo o seu tempo, e a sua vida, que continuava confusa, não lhe permitia cuidar da flor.

Ela chegava em casa, olhava a flor e ela ainda estava lá, não mostrava sinal de fraqueza ou morte, apenas estava lá, linda, perfumada. Então ela passava direto.

Até que um dia, sem mais nem menos, a flor morreu. Ela chegou em casa e levou um susto!
Estava completamente morta, suas raízes estavam ressecadas, suas pétalas caídas e suas folhas amarelas.

A jovem chorou muito, e contou a seu pai o que havia acontecido.

Seu pai então respondeu:
- Eu já imaginava que isso aconteceria, e eu não posso te dar outra flor, porque não existe outra igual a essa, ela era única, assim como seus filhos, seu marido e sua família. Todos são bênçãos que Deus te deu, mas você tem que aprender a regá-los, podá-los e dar atenção a eles, pois assim como a flor, os sentimentos também morrem. Você se acostumou a ver a flor sempre lá, sempre florida, sempre perfumada, e se esqueceu de cuidar dela.

Minha esposa NÃO TRABALHA!

Conversa entre um marido (H) e um psicólogo (P):

P: O que você faz da vida Sr. Bandy?
H: Eu trabalho como contador em um banco.

P: Sua esposa?
H: Ela não trabalha. Ela é apenas uma dona de casa.

P: Quem faz o café da manhã para sua família?
H: minha esposa, já que ela não trabalha...

P: Quando sua esposa costuma acordar?
H: Ela acorda bem cedo pois precisa se organizar antes de poder sentar pra tomar seu próprio café da manhã: põe a mesa, arruma o lanche pra escola das crianças, verifica se elas estão bem vestidas e penteadas, se tomaram seu café direito, se escovaram os dentes e se pegaram todo seu material de escola.

P: Como é que os seus filhos vão à escola?
H: Minha esposa os leva pra escola, já que ela não trabalha.

P: Depois de levar seus filhos para a escola, o que ela faz?
H: Ela costuma já aproveitar para resolver alguma coisa na rua, como pagar contas ou dar uma passada no supermercado. Depois volta pra casa a tempo de fazer o almoço. Serve a mesa, arruma a cozinha e depois vai cuidar da roupa suja ou pra passar e da limpeza da casa. Você sabe, ela não trabalha...

P: À noite, depois de voltar para casa do escritório, o que você faz?
H: Descanso, é claro. Pois eu estou cansado após ter trabalhado o dia inteiro no banco.

P: O que a sua esposa faz a noite?
H: Ela arruma a janta, serve os nossos filhos e a mim, lava a louça, dá mais uma organizada na casa. Depois ajuda as crianças a se aprontarem para dormir, dá o leite quente que eles gostam de beber, confere se escovaram os dentes...


A rotina diária de várias mulheres pelo mundo inteiro inicia-se de manhã e segue até tarde da noite... Isso é chamado de "não trabalha" ??!!

Ser Dona de Casa não exige diplomas, mas tem um papel fundamental na vida da família!

Desfrute e valorize suas esposas, mães, avós, tias, irmãs, filhas... Porque seus sacrifícios são incontáveis.

Alguém perguntou a ela...

Você é uma mulher que trabalha ou é só "dona de casa"??

Ela respondeu: eu trabalho como esposa do lar, 24 horas por dia..
Eu sou mãe,
Eu sou mulher,
Eu sou filha,
Eu sou o despertador,
Eu sou a cozinheira,
Eu sou a empregada doméstica,
Eu sou a professora,
Eu sou o garçom,
Eu sou a babá,
Sou a enfermeira,
Eu sou uma trabalhadora braçal,
Eu sou a agente de segurança,
Eu sou a conselheira,
Eu sou o edredom,
Eu não tenho feriados,
Eu não tenho licença por doença,
Eu não tenho dia de folga,
Eu trabalho dia e noite,
Estou de plantão o tempo todo,
Não recebo salário e...
Ainda escuto a frase...

"Mas o que você faz o dia inteiro?"

Dedicado a todos as mulheres que dão suas vidas pelo bem estar de suas famílias

Mulher é como sal

Sua presença nunca é lembrada, mas sua ausência faz todas as coisas ficarem sem sabor
Passe para todas as senhoras encantadoras da sua vida.... sua Mãe... sua Esposa... sua Filha... sua Irmã... sua Amiga...e para Todos os homens de seus contatos.