Mensagens de Vida Nova

Por tanto amor, por tanta emoção, a vida me fez assim: Louco ou atroz, manso, ou feroz, eu caçador de mim.(Milton Nascimento)
Pense no quanto, muitas vezes, nos distanciamos de nós mesmos, por mais absurda que esta afirmação possa parecer. Vamos abrindo mão do que somos para agradar um e a outro e aos poucos vamos perdendo o contato com o nosso eu verdadeiro.
E o pior, muitas vezes tudo isso acontece sem que percebamos. e de repente mergulhamos em um poço profundo, e de tão profundo deixamos de enxergar o que se passa a nossa volta. Deixamos a vida passar, sem darmos conta de que estamos parados, simplesmente parados e inertes.
Só não podemos esquecer de uma coisa fundamental: tudo o que acontece em nossas vidas é fruto da nossa permissão, portanto, não podemos culpar nossos pais, maridos, esposas, filhos ou quem quer que seja, por nossos fracassos, pela nossa inércia, pela ausência de nós mesmos.
E aí vem a pergunta: É possível redescobrir-se? É possível vir à tona e enxergar novas possibilidades?... Sim! Só depende de vontade, do querer fazer. Lembro de um texto do maravilhoso escritor alemão Goethe: "... o que quer que você possa fazer, ou sonha que o possa, faça-o. A coragem contém em si mesma a força e a magia."
Vá a busca de seus objetivos sem medo. Traga à tona o que de mais verdadeiro você guarda dentro de si. Lembre-se da música: "... o passado é uma roupa velha que não nos serve mais.". Olhe para frente com determinação, busque dentro de si a coragem necessária para enfrentar os obstáculos e siga em frente.
Acorde! Mude! Faça! Nossa vida é o reflexo de nossas atitudes e ações. faça diferente para obter resultados diferentes, não se importe se será chamado de louco ou atroz, de manso ou feroz, porque para "ser feliz é fugir às armadilhas da mata escura... é descobrir o que me faz sentir, eu caçador de mim."

São em momentos de tristeza que paramos para pensar em o que aconteceu em nossas vidas. As pessoas que por elas passaram; as coisas que fizemos e tudo que aprendemos. São nesses momentos que começamos a lembrar de grandes amizades, que sempre estiveram presentes conosco quando precisávamos e que nunca poderíamos esquecer.

Amizades que, por mais longe que estivessem, nunca se separaram; amizades que o tempo nunca foi capaz de apagar; amizades que, mesmo estando longe, estavam perto; amizades que a idade não tornava mais velhas, mas sim mais novas e unidas; amizades em que uma crítica era um sinônimo de preocupação.

Amizades em que havia discussões, mas sempre eram esquecidas por um abraço sincero e um pedido de desculpas; amizades onde a união sempre era algo fundamental no dia a dia; amizades em que o simples fato de estar perto já era sinônimo de segurança; amizades em que momentos tristes eram maneiras de comprovar que nunca íamos nos separar.

Amizades em que, quando menos esperávamos uma palavra amiga, ela soava e sempre quando mais precisávamos; amizades que sequer existiam mas, no momento de maior necessidade de um ombro amigo, apareciam e sempre nos fortaleciam; amizades em que um simples telefonema era algo que nos confortava e nos mantinha seguros de que sempre teríamos alguém por perto.

São essas amizades de que sempre lembramos e sempre estarão conosco em nossos corações, mantendo-os aquecidos, fortalecidos e seguros de que nunca estaremos sós! E é assim que eu guardo vocês, meus amigos. E é assim que eu quero ser guardada, como alguém que estará longe, mas sempre lembrará de vocês!