Mensagens de Morte

A morte, por si só, é uma piada pronta.
Morrer é ridículo.
Você combinou de jantar com a namorada,
está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem,
precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no
carro e no meio da tarde morre. Como assim?
E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente?
Não sei de onde tiraram esta idéia:
MORRER!!!
A troco? Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio
estudando fórmulas químicas que não serviriam pra nada, mas se manteve
lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física,
quase perdeu o fôlego, mas não desistiu. Passou madrugadas sem dormir para
estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer
da vida, cheio de dúvidas quanto à profissão escolhida, mas era hora
de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente...
De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway,
numa artéria entupida, num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis. (Ou afogado)
Qual é?
Morrer é um chiste.
Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém,
sem ter dançado com a garota mais linda,
sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida.
Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e
penduradas também algumas contas.
Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas,
a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira.
Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu.
Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce,
caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina,
começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer.
Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte
costelas gordas e mulheres magras e morre num sábado de manhã.
Isso é para ser levado a sério? Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o
sono eterno pode ser bem-vindo. Já não há mesmo muito a fazer, o corpo não
acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase
nada guardado nas gavetas.
Ok, hora de descansar em paz.
Mas antes de viver tudo? Morrer cedo é uma transgressão,
desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero.
E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. Só que esta não tem graça.
Por isso viva tudo que há para viver.
Não se apegue as coisas pequenas e inúteis da Vida... Perdoe... Sempre!!!"

Deixe espalhado pelo caminho da sua vida amor, quanto mais lágrimas rolarem quando vc se for, mais certeza o mundo terá que o tempo que vc passou aqui valeu a pena!

Você sabia que o fumante inala 4.720 substâncias tóxicas numa tragada? Dessas substâncias, 80 são cancerígenas. A tragédia do vício de fumar provoca a morte de 3.500.000 pessoas por ano no mundo. Só no Brasil, 100.000 pessoas morrem por ano em virtude do hábito de fumar.
Abaixo, mostramos algumas das substâncias encontradas nos cigarros e os malefícios que elas causam no organismo:
- Alcatrão: é altamente cancerígeno, dando início à formação de tumores. - Nicotina: causa dependência química e diminui a chegada do sangue nos tecidos e no sistema nervoso central. - Monóxido de carbono: diminui a quantidade do oxigênio no sangue.
Os dados sobre os efeitos devastadores do fumo sobre o organismo são alarmantes:
- O fumo é responsável por 30% das mortes por câncer. - 90% das mortes por câncer no pulmão. - 97% do câncer da laringe. - 25% das mortes por doença do coração. - 85% das mortes por bronquite e enfisema. - 25% das mortes por derrame e por 50% dos casos de câncer de pele.
Alguns efeitos do uso continuado do cigarro são o risco de impotência no homem e de risco de aborto ou parto prematuro na mulher.
Um aviso principalmente aos pais: 90% das pessoas começam a fumar entre os 15 e 19 anos. Por isso, é preciso frisar para os jovens que bastam sete segundos para a nicotina atingir o cérebro, estimulando os neurônios.

Ao dar-se conta, viu que se aproximava um ser muito especial que não se parecia com nenhum ser humano. Levava uma mala consigo E disse-lhe:
- Bem, amigo, é hora de irmos Sou a morte
O homem, assombrado, perguntou à morte
- Já? tinha tantos planos para breve
- Sinto muito, amigo Mas é o momento da tua partida.
- Que trazes nessa mala?
E a morte respondeu-lhe:
- Os teus pertences.
- Os meus pertences? São as minhas coisas, as minhas roupas, o meu dinheiro?
- Não, amigo, as coisas materiais que tinhas, nunca te pertenceram Eram da terra.
- Trazes as minhas recordações?
- Não, amigo, essas já não vêm contigo. Nunca te pertenceram, eram do tempo
- Trazes os meus talentos?
- Não amigo, esses nunca te pertenceram Eram das circunstâncias.
- Trazes os meus amigos, os meus familiares?
- Não, amigo, eles nunca te pertenceram, eram do caminho.
- Trazes a minha mulher e os meus filhos?
- Não, amigo, eles nunca te pertenceram. Eram do coração.
- Trazes o meu corpo?
- Não, amigo Esse nunca te pertenceu, é propriedade da terra.
- Então, trazes a minha alma?
- Não, amigo, ela nunca te pertenceu era do Universo.
Então o homem, cheio de medo, arrebatou à morte a mala e abriu-a E deu-se conta que estava vazia
Com uma lágrima de desamparo a brotar dos seus olhos, o homem disse à morte:
- Nunca tive nada?
- Tiveste, sim meu amigo Cada um dos momentos que viveste foram só teus
A vida é um momento Um momento todo teu.
Desfruta-o na sua totalidade...
Vive o AGORA, Vive a TUA VIDA,
E não te esqueças de SER FELIZ.

No dia em que você se foi, chovia. No dia em que você se foi, a chuva ficou em meu coração e as nuvens negras tomaram conta da minha alma.

No dia em que você se foi, senti saudades do que não íamos viver. Senti saudades do que fomos. Uma saudade que me fulminava, enquanto via você partir.

Para a morte, não há explicação possível. A morte é a pior parte da vida. Não sei se ela é pior para quem vai ou para quem fica. Viver com a morte ao lado, sempre à espreita, esperando pela próxima oportunidade para levar aqueles que amamos é angustiante.

Mas para viver, às vezes é preciso esquecer a morte. Eu quero poder esquecer a sua morte e lembrar a sua vida. Hoje e para sempre quero lembrar do que vivemos, do tempo maravilhoso em que eu tive a sorte e a felicidade de ter você ao meu lado.

Eu quero poder espalhar essas nuvens e fazer a chuva parar; eu quero chegar ao fim do arco-íris e encontrar a paz que me trazia o seu sorriso para sentir novamente algum conforto e alegria no meu coração.

A idiotice é vital para a felicidade. Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre. A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado? Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, dores e afins.
No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota! Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em você. Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto.
Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo, soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça?
Alguém que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor ideia de como preencher as horas livres de um fim de semana? É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas. E daí, o que elas farão se já não têm por que se desesperar?
Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas... A realidade já é dura. piora se for densa. Dura, densa, e bem ruim. Brincar é legal. Entendeu? Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço, não tomar chuva.
Pule corda! Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte.Ser adulto não é perder os prazeres da vida – e esse é o único "não" realmente aceitável. Teste a teoria. Uma semaninha, para começar. Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são: passageiras.
Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir... Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração!
"A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios". "Por isso cante, chore, dance e viva intensamente antes que a cortina se feche".
Seja você mesmo sempre e VIVA A VIDA!

Meu amor, hoje se completa mais um ano da sua preciosa vida, o que representa mais um ano de sabedoria, de aprendizagem e principalmente de amor, comigo sempre do seu lado. Feliz aniversário, minha namorada!

Com você o tempo tem sido um doce e alegre companheiro, e cada dia que passa o impossível acontece e você fica ainda mais bonita, mais interessante. O seu sorriso é a mais sublime das poesias e eu anseio apenas poder vê-lo todos os dias, durante toda a minha vida.

Meu amor, minha vida, minha princesa, por você eu viveria mil vidas, morreria mil mortes se a sua felicidade disso dependesse, pois tudo o que eu mais quero nesta vida é fazer você feliz, e ser feliz do seu lado. Eu te amo!

Enquanto isso...

Enquanto um cria o eixo do bem
O Outro cria o eixo do mal
O bem ditador
O mal dominador
Sim, petróleo...
Enquanto isso soldados mortos
Viúvas, filhos sem seus pais
Enquanto isso...
Ataques
Feridos
Inocentes
Civis
Enquanto isso...
Doutrinas surgem
Dominação
Ideológicas
Enquanto isso...
Mortes
Inseguranças
Eles pregam a paz
Mentirosos
Capitalistas
Socialistas
Anarquistas
Demonistas
Enquanto isso...

Vou dizer
Feliz Natal!
Amigo, amiga,
Filho, filha,
Irmã, irmão
Repetindo
O cumprimento tradicional.

Será mesmo Feliz Natal?
Ao som de batalhas,
Desastres, terror e mortes?
Insegurança, lá... ao longe...
E perto... inimizades,
Desentendimentos
Maus julgamentos.


Meu Natal é menos feliz
Quando vejo meu irmão chorar,
Incompreendido,
Insultado,
Com fome, doente,
Sem ânimo de luta
Pra suprir, uma vida decente!

Oh! Jesus querido!
Perdoa-me a pretensão
De que eu possa ser feliz
A custa do Teu Natal
Quando tudo me diz
Que há tanto mal?

Oh! Jesus amoroso!
Ajuda-me a aceitar
As diferenças entre os homens
Faze-me lembrar
Que assim será
Por um tempo.
Faze-me entender
Que trarás contigo a recompensa
De alegria ou choro
Conforme o meu proceder.

Rogo o Teu perdão,
Pois sou levada
Como tantos outros
A repetir tradição.

Sou consolada e feliz,
Pois Tua Palavra me diz,
O quanto entendes de dor!
Nascemos do Espírito
Em um Natal do Teu Amor!

Dos meus problemas, fiz um acolchoado de retalhos, pedaços de dificuldades que me fazem lembrar, da minha capacidade de superar momentos difíceis, e vejo pedaços que me lembram fatos, onde eu tinha certeza que não iria resistir, onde eu queria mesmo era morrer, sumir...
Amores perdidos que me fizeram sofrer, mortes inesperadas que me deixaram vazio, promessas que não aconteceram, doenças, discussões tolas, brigas e desavenças, sonhos que viraram pesadelos
Um acolchoado triste, pesado, mas cheio de lições importantes, cheio das minhas impressões, do que eu era e do que me transformei, por isso essa força tamanha, que carrego comigo por onde for, e se encontro alguém sofrendo pela estrada, tiro da minha colcha um retalhinho, um pouco da minha experiência com a dor, e mostro carinhosamente o caminho, onde há flores, espinhos e amor.
Peço para a pessoa olhar lá na frente, além do problema e da dificuldade, depois, olhar para dentro de si mesmo, e encontrar a solução para tudo, pois, a dor vem dos outros, a decepção também, mas a solução está onde sempre deve estar, dentro de você, criatura divina, feita para brilhar.

Este mundo
Não sabe o que é viver...
Fazem de anos de sonhos
Uma morte em um piscar de olhos...
Uma morte que com certeza não é aprovada por Deus.
Sonhos de conquistas,
Sonhos que se tornam terríveis pesadelos
Onde a dor é a presença constante.
Este não saber viver passa de geração em geração
Onde a ignorância pela vida cresce...
Seres humanos que fazem da morte
Um passa-tempo;
Um passa- tempo que os fazem acreditar no paraíso...
Um crença que tira a direção da felicidade...
O que é ser feliz?
Ignorar a vida, e fazer da própria morte e da alheia a salvação?
Impossível...
Porque o primeiro mais forte extinto de qualquer ser vivente,
É justamente a sobrevivência, isto é, manter-se vivo a qualquer custo...
Os inocentes perguntam:
-Por que?
E a vida responde:
-Por que o Amor ficou perdido,
Tentou achar a luz que o levaria aos corações, mas estava apagada...
O humanos apagam a esperança de amar dentro do coração...
Um vida tem o essencial o Amor,
Sem ele a vida não tem razão,
E a felicidade não existe...
Está ai a resposta que responde o porquê
De tanta ignorância a vida.
Muitos não sabem o que é o Amor
E não sabendo o que é Amor
Também não sabem...
O que é Viver.

Um dos maiores enigmas que cercam a humanidade desde, é por ironia, algo muito frequente nas nossas vidas, a morte. Deparamo-nos com ela todos os dias, seja com pessoas conhecidas, estranhas, que viviam do outro lado do mundo ou até com um animal de estimação muito querido.

Apesar de todas as explicações dadas pelas diversas religiões, pela ciência ou ainda pelos nossos antepassados, é algo sempre muito discutido e muito questionado. Há quem relacione a morte com uma passagem, que levará para um lugar anteriormente esperado, há também quem acredite que é apenas uma transição para o início de uma nova vida.

As explicações são as mais diversas, mas independentemente do que acredite, nunca é fácil dá adeus a um ente querido, principalmente quando existem palavras ainda não ditas. A crença na morte como algo além de um simples fim, nos conforta em um segundo momento, após a chegada do sofrimento da partida definitiva de uma pessoa querida.

Mas a única certeza que temos sobre a morte é que ela sempre chega, para uns mais rapidamente, para outros o tempo pode passar muito lentamente. Sabemos que o fim para quem foi é certo, mas o que acontece depois disso, certamente ainda dará origem a muitos questionamentos.

Durante toda a história a morte sempre foi um dos assuntos mais questionados e até hoje certamente o mais especulado. São tantas perguntas sem respostas e tantas respostas duvidosas que no fim das contas, ainda permanece como algo que tem muito que ser explorado.

Há os que acreditam que simplesmente é o início de outra vida, ou ainda apenas uma breve partida. Tem aqueles que creem na morte como uma passagem para a eternidade.

Independentemente de religião, a morte deveria ser interpretada inversamente ao nascimento. Afinal, se há um começo, porque não haveria um fim? Mas o que virá após esse fim, eis o principal questionamento. A morte é mesmo só o começo do desconhecido, daquilo que ainda está de certa forma escondido.

A verdade mesmo é que podemos contar diversas histórias que supostamente simbolizam esse desfecho, mas o fato é que nunca realmente saberemos até o acontecimento do evento.

Este mundo não sabe o que é viver.
Fazem de anos de sonhos
Uma morte em um piscar de olhos.
Uma morte que com certeza
Não é aprovada por Deus.
Sonhos de conquistas,
Sonhos que se tornam terríveis pesadelos
Onde a dor é a presença constante.
Este não saber viver
Passa de geração em geração
Onde a ignorância pela vida cresce.
Seres humanos que fazem da morte
Um passatempo;
Um passatempo que os fazem
Acreditar no paraíso.
Uma crença que tira a direção da felicidade.
O que é ser feliz?
Ignorar a vida, e fazer da própria morte
E da alheia a salvação? Impossível!
Porque o primeiro mais forte
Instinto de qualquer ser vivente,
É justamente a sobrevivência, isto é,
Manter-se vivo a qualquer custo.
Os inocentes perguntam: Por quê?
E a vida responde: Porque o Amor ficou perdido,
Tentou achar a luz que o levaria aos corações,
Mas estava apagada.
O humanos apagam a esperança de amar
Dentro do coração.
Um vida tem o essencial no Amor,
Sem ele a vida não tem razão,
E a felicidade não existe.
Está aí a resposta que responde ao porquê
De tanta ignorância na vida.
Muitos não sabem o que é o Amor
E não sabendo o que é Amor
Também não sabem o que é Viver!

A vida precisa ser renovada. A morte é a mudança que estabelece a renovação. Quando alguém parte, muitas coisas se modificam na estrutura dos que ficam e, sendo uma lei natural, ela é sempre um bem, muito embora as pessoas não queiram aceitar isso. Nada é mais inútil e machuca mais do que a revolta. Lembre-se de que nós não temos nenhum poder sobre a vida ou a morte. Ela é irremediável.
O inconformismo, a lamentação, a evocação reiterada de quem se foi, a tristeza e a dor podem alcançar a alma de quem partiu e dificultar-lhe a adaptação na nova vida. Ele também sente a sensação da perda, a necessidade de seguir adiante, mas não consegue devido aos pensamentos dos que ficaram, a sua tristeza e a sua dor.
Se ele não consegue vencer esse momento difícil, volta ao lar que deixou e fica ali, misturando as lágrimas, sem forças para seguir adiante, numa simbiose que aumenta a infelicidade de todos.
Pense nisso. Por mais que esteja sofrendo a separação, se alguém que você ama já partiu, libere-o agora. Recolha-se a um lugar tranquilo, visualize essa pessoa em sua frente, abrace-a, diga-lhe tudo que seu coração sente. Fale do quanto a ama e do bem que lhe deseja. Despeça-se dela com alegria, e quando recorda-la, veja-a feliz e refeita.
A morte não é o fim. A separação é temporária. Deixe-a seguir adiante e permita-se viver em paz.

"A morte é só uma mudança de estado. Depois dela, passamos a viver em outra dimensão."

Zíbia Gasparetto

Minhas reflexões sobre o período de 32 dias em que estive numa CTI e 15 dias em enfermaria de um hospital em estado de coma, e, segundo os médicos, por um milagre sobrevivi, pois estava já desenganado por eles, com a família só aguardando a notícia de meu falecimento.

Por que preferimos viver?
A morte (estado de coma) foi a minha melhor experiência em vida até hoje, da qual trago as melhores recordações e da morte me restou a saudade. Andava por lugares de grande claridade e de clima frio, mas agradável. Amigos e parentes vivos que iam me visitar e com os quais eu conversava, queriam que eu retornasse à vida, mas eu lhes dizia que não tinha vontade de voltar, preferia ficar. O que mais me perturbava no período de minha morte, me deixava tenso e agitado, eram as rezas, orações e pedidos que faziam para o meu retorno. A insistência pela volta não me fazia bem. Até que um dia prevaleceu a vontade dessas pessoas e da família, fui obrigado a voltar. E, a primeira pergunta que eu fiz ao abrir os olhos e ver que tinha alguém perto de mim, segurando na minha mão, foi: Porque não me deixaram lá?

Só quem passou pela experiência de ter morrido (em coma), é que pode afirmar qual das duas opções será a melhor, a vida ou a morte. Para mim será preferível a segunda opção, pois nunca me senti tão bem, em paz, na tranqüilidade de estar do lado de lá. Não posso definir em que lugar eu estava, pois céu ou inferno (mas dizem que o inferno é quente, e lá era frio) é para aqueles que crêem que eles existam, para mim era apenas um lugar do qual não gostaria de ter saído ou que fossem me buscar.

Só sei dizer que estou preparado para morrer novamente e esse dia será o de maior alegria para mim, embora vá representar tristeza para outros.

É impossível falar de Páscoa sem mencionar a crucificação. A alegria e esperança que nós sentimos na Páscoa, só existem por causa de Jesus e do Seu sacrifício. Porque para Deus não há impossíveis, a crucificação, um método horrível usado para causar dor e morte foi usado para trazer alívio e vida eterna para nós que acreditamos.

A humilhação de Jesus naquele instrumento de tortura foi a maior demonstração de amor que este mundo já viu e alguma vez verá. Porque Ele morreu para salvar não os bons, mas os pecadores, e mesmo na hora da morte, declarou perdão para aqueles que tiravam a Sua vida. A morte não conseguiu detê-Lo, a sepultura não conseguiu agarrá-lo, porque Ele é o Primeiro e o Último, o Alfa e o Ômega, o Senhor dos Exércitos.

Por isso, neste tempo de Páscoa, lembremos de quem é realmente importante: Jesus Cristo, que nos amou até à morte e continua nos amando, porque está vivo. A Ele seja dada toda a honra e glória, para todo e todo o sempre!

O que fazer diante da morte de um ente querido? O que dizer diante de uma situação de perda irreparável? Não há nada que traga mais dor do que a morte de alguém que amamos. Sentir que uma pessoa que faz parte de nossa vida foi levada de nós, é como ter uma parte do corpo amputada.

A dor da perda é imensurável e nada que se possa dizer é capaz de amenizar o sofrimento. O máximo que se pode fazer é oferecer o nosso silêncio de cumplicidade com a dor, dizer algumas palavras de amizade e consolo, e dar o ombro amigo para apoiar o peso da perda.

Neste dia de tanta tristeza e consternação, oramos para que Deus lhe dê forças para lidar com este momento tão difícil, e sabedoria e coragem para seguir em frente. A vida é o bem mais valioso que temos, e mesmo diante da morte precisamos nos manter firmes em honra e memória dos que se foram.

Que Deus ilumine a sua vida e conforte o seu coração. Receba os meus mais sinceros pêsames.

Um homem idoso, arqueado sob a fadiga dos anos e gemendo sob o peso de um fardo de lenha que carregava, cansado e com os pés doloridos de caminhar pela longa estrada poeirenta, buscava chegar a sua cabana distante. Não suportando mais o peso da carga, deixou-a cair na beira da estrada, e lamentou seu destino cruel.
- Que prazer tive eu desde que pela primeira vez respirei neste triste mundo? Da alvorada ao crepúsculo tem sido trabalho duro e remuneração pequena. Em casa, tenho uma despensa vazia, uma esposa descontente e filhos desobedientes e preguiçosos. Ó Morte! Ó Morte! Venha livrar-me dos meus problemas.
De imediato, o fantasmagórico Rei dos Horrores se pôs diante dele. - O que desejas de mim?- indagou a Morte em tom cavernoso.
- Na-a-da- gaguejou o atemorizado camponês, nada a não ser a sua ajuda para repor nos meus ombros esse monte de gravetos que eu deixei cair!

Chegamos ao mundo como se estivéssemos chegando num país desconhecido para uma estada por tempo indeterminado. Precisamos aprender como viver nesse novo lugar, e vamos encontrar no caminho pessoas que vão nos amar e nos ajudar a lidar com a vida. Mas muitas coisas vamos aprender sozinhos, e sabemos que um dia chegará a hora de partir.

Assim é a vida, sabemos que estamos de passagem. Sabemos que nascemos para morrer, e que cada dia a mais é um dia a menos. Vivemos com a angústia da morte atrás de nós, embora a maior parte do tempo façamos de conta que ela nunca vai nos alcançar. Só esquecendo a morte é que é possível seguir em frente e dar um sentido à nossa vida.

Quando a morte vem aparece abruptamente em nossa frente, nos encaminha para uma nova viagem rumo ao desconhecido. A nossa partida causa dor e sofrimento para quem fica. Por isso, não podemos nunca esquecer que estamos aqui de passagem. Somos estrangeiros no mundo, passageiros nessa viagem que é a vida. Precisamos encontrar paz e conforto nas idas e vindas, e fazer com que cada dia de nossa estada na vida seja precioso.

Alivia a minha alma, faze com que eu sinta que Tua mão está dada à minha, faze com que eu sinta que a morte não existe porque na verdade já estamos na eternidade, faze com que eu sinta que amar é não morrer, que a entrega de si mesmo não significa a morte, faze com que eu sinta uma alegria modesta e diária, faze com que eu não Te indague demais, porque a resposta seria tão misteriosa quanto a pergunta, faze com que me lembre de que também não há explicação porque um filho quer o beijo de sua mãe e no entanto ele quer e no entanto o beijo é perfeito, faze com que eu receba o mundo sem receio, pois para esse mundo incompreensível eu fui criada e eu mesma também incompreensível, então é que há uma conexão entre esse mistério do mundo e o nosso, mas essa conexão não é clara para nós enquanto quisermos entendê-la, abençoa-me para eu viva com alegria o pão que eu como, o sono que durmo, faze com que eu tenha caridade por mim mesma, pois senão não poderei sentir que Deus me amou, faze com que eu perca o pudor de desejar que na hora de minha morte haja uma mão humana amada para apertar a minha, amém.

Clarice Lispector

A pior dor que alguém pode viver é ver algum ente amado partir. A impotência diante da morte é o que nos faz lembrar que somos humanos, e nos darmos conta de como a vida é frágil.

Apesar do sofrimento é preciso lidar com a morte com força e coragem. É preciso pensar que, embora essa pessoa querida não esteja mais entre nós, o amor nunca vai embora. O amor e as boas memórias sempre ficam depois da morte.

Viva o seu luto, chore, sofra. Mas saiba que você não estará sozinho nunca em sua dor. Olhe para o céu e tenha a certeza de que há uma estrela lá em cima brilhando e iluminando cada um dos seus passos.

Quando toda esta dor passar, vai ficar apenas a saudade de quem se foi. Essa saudade vai sempre fazer o seu peito apertar, mas a memória que se mantém viva em seu coração, vai lhe dar força para volta a sorrir.

Siga em frente e viva a sua vida com paz e felicidade. Todo mundo tem uma missão e precisa seguir o seu próprio caminho para que possa se tornar também uma estrela na grandeza do céu e na infinitude da eternidade.

Eu sei que determinada rua que eu já passei
Não tornará a ouvir o som dos meus passos.
Tem uma revista que eu guardo há muitos anos
E que nunca mais eu vou abrir.
Cada vez que eu me despeço de uma pessoa
Pode ser que essa pessoa esteja me vendo pela última vez
A morte, surda, caminha ao meu lado
E eu não sei em que esquina ela vai me beijar

Com que rosto ela virá?
Será que ela vai deixar eu acabar o que eu tenho que fazer?
Ou será que ela vai me pegar no meio do copo de uísque?
Na música que eu deixei para compor amanhã?
Será que ela vai esperar eu apagar o cigarro no cinzeiro?
Virá antes de eu encontrar a mulher, a mulher que me foi destinada,
E que está em algum lugar me esperando
Embora eu ainda não a conheça?

Qual será a forma da minha morte?
Uma das tantas coisas que eu não escolhi na vida.
Existem tantas... Um acidente de carro.
O coração que se recusa abater no próximo minuto,
A anestesia mal aplicada,
A vida mal vivida, a ferida mal curada, a dor já envelhecida
O câncer já espalhado e ainda escondido, ou até, quem sabe,
Um escorregão idiota, num dia de sol, a cabeça no meio-fio...

Oh morte, tu que és tão forte,
Que matas o gato, o rato e o homem.
Vista-se com a tua mais bela roupa quando vieres me buscar
Que meu corpo seja cremado e que minhas cinzas alimentem a erva
E que a erva alimente outro homem como eu
Porque eu continuarei neste homem,
Nos meus filhos, na palavra rude
Que eu disse para alguém que não gostava
E até no uísque que eu não terminei de beber aquela noite...

Raul Seixas

O bem que a tantos bens me convidava,
O qual desmereci, vós merecestes
Que a vida que por meu amor perdestes,
A vida me alcançou que eu desejava.
O mal que a tantos males me obrigava,
O qual não satisfiz, satisfizestes,
Que a morte que por meu amor sofrestes,
Da morte me livrou, que eu receava.

A vós Deus amoroso, a vós só amo,
De vós pratico, só, de vós escrevo,
Por vós a vida dou, e a morte quero,

Em vós fogo de amor, em vós me inflamo,
Pois que pago por vós o mal que devo,
E mereço por vós, o bem que espero.

Padre Baltasar Estaço

O medo e a confusão dominaram aqueles que tinham acreditado no poder do amor.
Eles, que tinham aprendido a alegria de amar o próximo com o Mestre, que se fazia próximo daqueles de quem ninguém se aproxima: dos pobres, dos doentes, das prostitutas, dos marginalizados e marginalizadas.
O chão se desfez sob seus pés, a morte os atingiu...
Estranho, porém, foi que a morte não os matou. Algo extraordinário aconteceu: os olhos dos amigos e amigas, que haviam acreditado num mundo transformado pelo amor, reconheceram o Mestre esperado e proclamaram:
Jesus é o Filho de Deus ressuscitado!
E desde então, para eles e para nós, se coloca como vitória sobre a dor, opressão e morte, a certeza da ressurreição.
Alegria, alegria, agora e para sempre. Amém!
Feliz Páscoa!