Mensagens de Vida

Dois rapazes moravam na mesma fazenda quando o pai morreu.

O que era solteiro ficou morando na casa em que o pai morreu.

O casado morava na casa ao lado.

Eles tinham uma plantação imensa de arroz e um celeiro em comum, e combinaram de trabalhar juntos e dividir tudo.

Colheram dezenas de sacos de arroz, metade para um e metade para o outro, e assim fizeram dois celeiros.

Fizeram uma boa colheita, estavam com os depósitos cheios.

No final da tarde, o irmão solteiro começou a pensar que aquela divisão não estava certa.

Pensava: *“Eu sou solteiro e meu irmão é casado, tem mulher e filhos. Ele precisa de mais arroz que eu, pois sou sozinho.”*

À noite, ele se levantou, foi ao celeiro dele, pegou um saco de arroz, escondido, e colocou no celeiro do irmão.

O irmão acordou na manhã seguinte e começou a pensar:

*“Essa divisão não está justa, pois sou casado, tenho minha mulher e meus filhos. E eles vão crescer e poderão me ajudar. Mas meu irmão, coitado, ele é sozinho. E se ele não casar, não vai ter ninguém por ele. O certo é ele ganhar uma parte a mais que eu.”*

Levantou, foi ao seu celeiro, pegou um saco de arroz e colocou no celeiro do irmão.

E assim foram vivendo: a cada colheita, um levava uma parte a mais para o outro.

Só não entendiam como é que sempre ficava a mesma quantidade para cada um.

Uma bela noite, o relógio biológico se confundiu.

Horário de verão e os dois se levantaram na mesma hora e se encontram no meio do caminho.

Um olhou para o outro. Colocaram o arroz no chão, se abraçaram, e choraram.

A partir daquele dia, fizeram um único celeiro.

É preciso partilhar os dons, é preciso dinamizar.

Para quem pensa só em si resta somente a estagnação.

É preciso frutificar os dons.

Peça ao Senhor a graça de fazer a experiência do amor infinito, que divide, que cura e transforma sua história.

*Dá-me, Senhor, a graça de aprender partilhar.* Amém!

Neste nosso aniversário de namoro tenho que te dizer uma coisa: a minha vida contigo não é um mar de rosas... contigo, a minha vida é um dilúvio de rosas! E tem mais, sem aquele inconveniente de cobras e lagartos na arca do meu coração!

Como é que eu tive tanta sorte? Como pude encontrar alguém tão bom e carinhoso, tão prestativo para transformar qualquer desejo meu, qualquer pensamento meu, na mais doce realidade?

Neste dia especial quero te dizer que estes anos que estamos juntos têm sido os mais felizes de toda a minha vida. Não vou perguntar o porquê de não você não ter aparecido antes, porque Deus sabe o que faz, e se só apareceste agora, é porque era mesmo a hora de aparecer, para tudo dar certo entre nós.

Acho que estávamos "no lugar certo e no momento exato", como adoram dizer os astrólogos, e assim, por falar nisso, precisamos conversar para escolhermos o lugar certo para comemorarmos mais um aniversário deste nosso feliz encontro. Penso que deva ser um lugar bem especial, visto que a nossa união e convivência é tão abençoada e que este momento merece comemoração.

Se você tiver alguma ideia, me avise com um mínimo de antecedência, que é para eu me preparar e estar bem bonita, digna de ti. Mas, se preferir ficar em casa, agarradinho comigo, tomando uma taça de champanhe e fazendo cafuné na minha cabeça, juro que não vou ficar nem um pouco zangada, pois você é o grande presente que a vida me deu!

Um beijo e o desejo de que nunca acabe esse "dilúvio", e que sejamos sempre assim felizes!