Tempo - Mensagens

Muita coisa acontece em simples segundos, coisas inacreditáveis acontecem
diante dos seus olhos e você fica sem ação. Coisas que acontecem pra que
você acorde pra vida e comece a ver tudo que é de fato... sem
maquiagem, sem armação.
Confesso é frustrante! Mas, isso te ajuda a amadurecer, isso ajuda a mudar o seu conceito sobre a vida, sobre pessoas, sobre caráter! São fases que afastam pessoas que antes eram totalmente essenciais, eram tão especiais que hoje não significam nada. Por isso
dizem que o tempo é o senhor da razão. Que só ele pode te dizer o que é
certo... e te mostrar a verdade!
O tempo te mostra quem é quem no momento exato. E você pula essa fase de descobertas, de máscaras caindo de decepção... e entra em outra, em novas descobertas e amadurecimento. Depois, você olha pra trás e começa a relembrar tudo que você já viveu, todas as pessoas que passaram pela sua vida, todas as pessoas que marcaram, as
que te magoaram e as que fazem falta!
É... o tempo passa rápido e deixa suas marcas, marcas essa que nós conhecemos como "saudade". Saudade dos que se foram, dos que estão aqui... dos que estão perto e ao mesmo tempo longe. Saudade de tanta coisa que antes não importava muito e
hoje significam tanto, tanto!
Poxa... o mundo é tão estranho, complicado. Hoje uma das coisas que mais sinto falta é da minha infância. Eu não tinha noção de nada do que me esperava. Não tinha noção de como existem pessoas más, ruins de coração. Não tinha noção de que tantas coisas poderiam acontecer, e a mim, nada atingir ou sim, e muito. Na verdade, não tinha noção de nada que eu pudesse viver. Não existia maldade, não existia tanta hipocrisia, mentiras, falsidade, não existia tanta coisa ruim. Com tudo, não existe arrependimento sobre nada do que fiz. Não existe amargura, não existe nada que eu faria diferente...!

Quem sou eu?
Talvez eu leve a minha vida inteira para definir, ou leve apenas alguns segundos para descobrir!
O que nos torna ser o que somos?
Seria meu nome? Minha roupa? Seria minha descendência? Meus ideais, sonhos, experiências, o que falo, meus atos?
Se vivo em eterna mutação, acredito que rótulos não me bastam, não me definem e não revelam meu Ser.
Carrego em mim, a complexidade e a previsibilidade de determinadas ações, um depósito de erros e um baú de qualidades, a raiva e a calma, o amor e ódio, a paz e a guerra, as dúvidas e algumas respostas, os sonhos e as frustrações, o sorriso e o choro, a covardia e a coragem, o interesse e a indiferença, o sim e o não, o acreditar e a incredulidade, a inteligência e a falta de habilidade, o ímpeto de liderança e subordinação de uma liderada...
Percebo que definir é vago, falho, injusto...Não há ninguém tão bom e ninguém tão ruim, o que pode vir, a nos caracterizar, é qual caminho escolhemos, ou seja, você tem dentro de si a chance, vielas nas ruas do profundo do seu Ser, para reparar o que você não tem feito de bom, que porventura, podem ter caracterizar num determinado momento.
Eu peço que você que me odeia: não esconda seus olhos para ver minhas qualidades. Eu tenho algo bom a oferecer, posso até ser um diferencial na sua vida!
E que você que me ama: não censure o seu coração para enxergar os meus defeitos, assim você tem aviso prévio, de que eu posso te machucar, ferir, mesmo sem querer! Mas que terei a coragem de reparar.
É, acabei de descobrir: que tenho que manter equilíbrio e saber que eu tenho que deixar saudades!
Ser marcante com a contradição: erro e acerto!
Enfim, palavras são poucas, tempo curto e rótulos insuficientes!
Ninguém é capaz de mensurar aquilo que Deus fez e disse que era bom!