Mensagens de Esperança

Enquanto há vida, há esperança... esperança de dias melhores, de decisões certeiras, de reconciliação, consolidação, de novas amizades, de um encontro, de um tempo!
Ela jamais se esvai, pelo contrário, em meio aos ventos turbulentos, está sempre presente... em forma de forças, que nos sustenta, que não nos deixa desistir... ela não é a última ou jamais morre!
Não importa as circunstâncias, o momento tal qual num abraço, tal qual numa lágrima... ela sempre surge, como num ressoar, num desabrochar, nos liberta de ressentimentos e de maneira intensa desenrola o acreditar e dá asas aos sonhos desejados. Acredite nos seus sonhos... não desista, mesmo que o momento não seja propício, mas alimente-se desta possibilidade que tudo passa, tudo vai mudar! Considere a beleza da natureza, valorize o cantar dos rouxinóis, contemple com a clara luz vinda do sol e que se dissipa em variadas cores ao tocar o seu destino... olhe para as estrelas que iluminam as noites, os pequenos pontos brilhantes que tornam belo o véu negro que se estende. Reflita sobre a imensidão dos oceanos e mares, que beijam a orla a cada instante e com respeito dizem que não há impossíveis!
Não atente para quantidade tempo, não se prenda a esta condição. Deixe que tudo aconteça naturalmente, no seu devido tempo, quanto maior for a sua espera, a sua perseverança, maior será a realização dos seus sonhos... um dia chega!
E, quando você menos espera, a orquestra de lindas melodias chega para alegrar o seu coração, trazendo vida às forças dispersadas durante a trajetória árdua. Este tempo virá... creia! Creia em Deus... porque Ele é a esperança... Ele é o impossível... Ele direciona os seus passos... Ele arrebata os seus sentidos e te faz contemplar tudo o que é belo e que está ao seu lado... Ele te ajuda a valorizar os pequenos detalhes, as pequenas atitudes! Ele te dá uma nova visão de novas expectativas, de situações confortantes e duradouras, de situações de júbilo e paz!Acredite!

Amigo caminha lado a lado, encara o perigo e, nas simples desventuras, sempre nos ampara e acalma, com muita ternura nos ouve, consola e embala; quando estamos pedindo colo. E nas horas de grande apuro, busca a palavra mais certa, nos acolhe, nos anima, nos enche de alegrias e de esperanças em novos dias.

Era uma vez quatro velas estavam queimando calmamente...

O ambiente estava tão silencioso que se podia ouvir o diálogo que travavam...
- Eu sou a paz!

Apesar da minha luz as pessoas não conseguem manter-me, acho que vou apagar.

E diminuindo, devagarinho, apagou-se totalmente. A segunda disse:
- Eu sou a fé!... Infelizmente sou muito tênue.

As pessoas não querem saber de Deus.
Não faz sentido continuar queimando.
Ao terminar de falar bateu um leve vento e a apagou.

Baixinho e triste a terceira vela se manifestou:
- Eu sou o amor!... Não tenho mais forças para queimar. As pessoas me deixam de lado, só conseguem se enxergar, esquecem-se até daqueles à sua volta. E, num piscar de olhos, apagou !!!

De repente... Entrou uma criança e viu as três velas apagadas.
- O que é isto? Vocês deviam queimar até o fim.
Dizendo isso começou a chorar.

Então a quarta vela disse:
- Não tenhas medo criança. Enquanto eu ainda queimar podemos acender as outras velas... Eu sou a esperança!

A criança com os olhos brilhantes pegou a vela que restava e acendeu as demais.
Que a vela da esperança jamais se apague dentro de você.

Viva e deixe viver! Tudo dentro da gente se renova quando surge um novo dia. O coração pulsa naquela esperança de que coisas boas virão. E a gente deixa a vida fluir, e crê, porque uma hora tudo muda e a vida te surpreende com o melhor presente!

Tudo que passei por sua causa, acabou! Meus olhos já não suportam a possibilidade de ter ver mais uma vez. Todas as mentiras, os erros e o sofrimento fazem parte de um passado que nunca mais pretendo reviver.

Não entendo porque passei tanto tempo para entender que minha felicidade é mais importante que qualquer relacionamento. Não sei como pude insistir em algo que bem no fundo já sabia que nunca iria dar certo.

A partir de agora é como se você nunca tivesse existido, deixarei na minha memória somente um sentimento, que nunca deverei me deixar levar por alguém como você novamente. Espero que tenha a consciência de fazer o possível para não aparecer mais na minha frente, não será muito legal para você sentir o meu desprezo.

Não tenha nenhuma esperança em me ter novamente, você conseguiu arruinar tudo de bom que um dia ainda vivemos, e por isso não tenho mais como lhe dar nenhuma chance, pois você me perdeu completamente.

Ao iniciarmos mais uma semana ganhamos mais uma chance de retomar o que ficou inacabado e também de começar algo novo, que ainda não foi estrado.

Independentemente do que tenha planejado, siga positivamente, sempre com a esperança que no final tudo será devidamente alcançado.

Mas se ainda assim os sete dias não foram suficientes para conseguir que tudo fosse concretizado, fique tranquilo, pois daqui a pouco mais um ciclo semanal terá recomeçado.

Um califa sofrendo de uma doença mortal, estava deitado sobre almofadas de seda. Os raquins, os médicos de seu país, congregados ao seu redor, concordaram entre si em que apenas uma coisa poderia conceder cura e salvação ao califa: colocar sob sua cabeça a camisa de um homem feliz.

Mensageiros em grande número saíram buscando em toda cidade, toda vila e toda cabana, por um homem feliz. Mas cada pessoa por eles interrogada nada expressava senão tristeza e preocupações.

Finalmente após ter abandonado toda a esperança, os mensageiros encontram um pastor que ria e cantava enquanto observava seu rebanho.

Era ele feliz?

Não posso imaginar alguém mais feliz que eu, disse o pastor rindo-se.

Então, dê-nos tua camisa gritaram os mensageiros.

Mas o pastor respondeu: Eu não tenho nenhuma camisa!.

Essa notícia patética, de que o único homem feliz encontrado pelos mensageiros não possuía uma camisa, deu o que pensar ao califa.

Por três dias e três noites ele não permitiu que nenhuma pessoa se aproximasse dele.

Finalmente no quarto dia, fez com que suas almofadas de seda e suas pedras preciosas fossem distribuídas entre o povo e, conforme conta a lenda, daquele momento em diante o califa outra vez ficou saudável e feliz.

Apareceu de repente,
Junto com o vento que trás o perfume da primavera,
Em tardes ensolaradas e por mim inesquecíveis
Dessas férias talvez inúteis
Onde se podia ver de longe o horizonte
No fim de um dia, de mais um maravilhoso dia.
Infelizmente foram poucas tardes que tiveram um assim marcante pôr do sol,
E mesmo que os dias têm vindo e indo,
Essas ainda serão lembradas no último pensamento do dia,
Assim como no clarão de um novo,
No gosto amargo de cada lágrima remoendo o concreto onde nós nos sentávamos,
E Em cada página da carta que você escreveu-me com únicas palavras
Porque por mais que eu siga em frente
Te encontro rindo no brilho de nossos faróis...
Você importa-se se eu não souber o que dizer?
É que ainda guardo a esperança de escrever-lhe de volta nesse outono
Com uma oculta mensagem
Das tardes onde eu disse, mas você jurou amar-me mais
E que começaram com um olhar, transformaram-se em beijos ao sol
E acabaram com a chuva que dessa vez veio tão cedo em fevereiro.

Sou pequeno
e penso em coisas grandes:
pomares e mais pomares,
jardins de flores e flores
e pelas montanhas e vales
grama verdinha e bosques,
com milhões de árvores
e asas de passarinhos.

Rios e mares de peixes
— aquários largos e livres
— ar dos campos e praias,
a manhã trazendo o dia
com o sol da esperança
e a noite de sonhos lindos,
nuvens calmas, lua e astros,
minhas mãos pegando estrelas
neste céu de doce infância.

E pelas estradas claras
meu cavalinho veloz
no galopar mais feliz:
— eu e ele sorrindo,
levando nosso cristal
para os meninos do mundo.

Fiquei impressionado com as imagens de bandidos fugindo, morro acima, em uma região de conflitos na cidade do Rio de Janeiro. Bandos surgindo e fugindo entre a vegetação. Feridos sendo arrastados e até abandonados. Chocante!

A violência acaba também, infelizmente, virando show para alguns veículos de comunicação. A própria polícia tem reclamado dos helicópteros das grandes redes de televisão que, de alguma forma, acabam atrapalhando as operações e colocando em risco os próprios profissionais dessas empresas.

Lamentável, porém, é o ponto em que a situação acabou chegando. Caos puro. O medo e a insegurança apavoram inocentes cidadãos de bem. E com razão. Em meio ao fogo cruzado estão trabalhadores, cristãos sinceros, crianças e mulheres impotentes diante do nítido quadro de uma guerra civil.

O que fazer diante de tudo isso? Em seu twitter o locutor Cid Moreira (@cidfantastico) questiona e sugere: Em que podemos ajudar para minimizar isso? Qual nossa contribuição? Podemos orar, vamos fazer isso!!! Invocar nosso Deus?

O problema não é só no Rio. O mundo está tomado pela violência. O profeta Ezequiel descreve, profeticamente, o triste quadro: Tudo é confusão e as cidades estão cheias de violência (7:23). Para o estudante da Bíblia, porém, é preciso crer, esperar e confiar: não percam a coragem, nem fiquem com medo das notícias que ouvirem, são notícias de violência na terra (Jeremias 51:46).

Há esperança? Sim!!! Tudo isso vai terminar em um final feliz. Para os amantes da paz. Leia Apocalipse 21 e 22. O novo tempo prometido por Jesus é garantido e urgente: Eis que venho sem demora ( 22:7). Eu creio. E você?

Esperança e sonhos, quando os nossos sonhos se acabam, Fica um vazio imenso...
Uma vontade de parar... De desistir de tudo... É um período difícil, em que os dias, as horas, e até os segundos são longos... Não conseguimos progredir... Falta vontade... Falta motivação... Nos fechamos para tudo e para todos como se nada importasse... nada tivesse algum valor... vamos nos destruindo pouco a pouco... Porque será que muitas coisas em que acreditamos chega ao fim? Acreditamos na felicidade eterna e, muitas vezes, ela não passa de um pequeno tempo... Tempo suficiente para deixar uma saudade infinita... Até que um dia... Um novo sonho começa a dar o ar da sua graça... Vem chegando de mansinho... Tentando abrir os cadeados do coração... Estamos trancados, com um enorme medo de sofrer de novo, Mas mesmo assim, o novo sonho vem chegando... Trazendo na mala, tudo de novo... E como todo novo sonho, é regado de novidades que fascinam, mexendo com emoções adormecidas... Trazendo de volta, a emoção de viver amar, recomeçar!!! Nessa hora, quando tudo ressurge, podemos avaliar melhor a vida... Temos que transformar cada pequeno instante, em grandes momentos... Eliminar tudo que maltrata o nosso corpo, o nosso espírito, e dar lugar somente ao que nos engrandece como verdadeiro ser humano filho de Deus!!! E se os seus sonhos estiverem nas nuvens, não se preocupe... eles estão no lugar certo. Construa os alicerces, e SUBA!!! Nunca desista de ser...

Criança
Que agora brinca de laço na mão
Que rebola despreocupada no chão
Que constrói lindos mundos na imaginação

Criança
Que tem a inocência no coração
Que tem no olhar o brilho da criação
Que cimenta hoje o futuro da nação

Criança
A mais pura, a mais bela, a mais inocente
Continua brincando de laço na mão
Vestindo e despindo universos na imaginação

Continua levando aos olhos cansados
Um pouco de esperança
Que nós continuaremos velando
Seu sono tranquilo

Os tamanhos variam conforme o grau de envolvimento.

Uma pessoa é enorme para você, quando fala do que leu e viveu,
quando trata você com carinho e respeito,
quando olha nos olhos e sorri destravado.

É pequena para você quando só pensa em si mesma,
quando se comporta de uma maneira pouco gentil,
quando fracassa justamente no momento em que teria que demonstrar
o que há de mais importante entre duas pessoas: a amizade, o carinho,
o respeito, o zelo e, até mesmo, o amor.

Uma pessoa é gigante para você quando se interessa pela sua vida,
quando busca alternativas para o seu crescimento,
quando sonha junto com você. E pequena quando desvia do assunto.

Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende,
quando se coloca no lugar do outro,
quando age não de acordo com o que esperam dela,
mas de acordo com o que espera de si mesma.

Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por
comportamentos clichês.
Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza dentro de um relacionamento, pode crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas.

Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande.
Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser ínfimo.

É difícil conviver com esta elasticidade: as pessoas que se agigantam nas críticas e se encolhem quando estão diante dos olhos que sabem "seus segredos íntimos e suas atitudes covardes fruto de sua própria insegurança".
Nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros,
mas de ações e reações, de expectativas e frustrações.

Uma pessoa é única ao estender a mão; e ao recolhê-la inesperadamente,
se torna mais uma.

O egoísmo unifica os insignificantes.

Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande...é a sua sensibilidade, sem tamanho...
E ainda dizem que "interferência" é atrapalhar o caminhar do próximo. Na maioria das vezes é despertar a "coragem e a capacidade" nos covardes e incompetentes.

A esperança está na certeza que estes se rendem diante da própria imagem diante do espelho que se olham a cada dia mais infelizes.

Pra hoje uma dose generosa de gentileza e amor... Que saibamos respeitar o espaço do outro, que tenhamos sabedoria ao escolher o que nos cabe. Que não tenhamos pressa em atropelar as nossas escolhas.
Que não falte coragem de sonhar, de arriscar, de persistir. Que sobre sorrisos, abraços apertados e carinho para aqueles que estão sempre por perto. Que o pessimismo se perca diante da fé.

Nas neves lindas e frias do inverno europeu,
No sol causticante do deserto africano,
Nos mares azuis do nordeste brasileiro,
Nos verdes das florestas brasilianas.
É hora de paz, harmonia e amor,
Amor regado à verdade no seu apogeu.
Enxuga teu pranto no amor humano,
Vivenciando a destreza de refúgios altaneiros.
Espelhe a sua paz interior e isoles as ações deletérias.
A gratidão é ação terna e cheia de esplendor,
O céu brilha ao raiar do dia, mostrando a força de Deus,
No seu apogeu magistral o tempo passa sem que denotemos
As horas vividas sem consolo, sem guarida e pequenos esmeros,
Vivenciar é esperança de amor, gratidão, harmonia e fulgor.
No recesso do lar, no rumo certo, na luz da vida, no sorriso de um adeus.
Vem à lembrança do bálsamo da vida de uma criança que amaremos,
O firmamento florescerá de estrelas cintilantes anunciando o nazareno.
O menino esperança, que veio ao mundo numa noite de Natal esplendorosa.
É um botão, uma rosa divina que destina amor e esperanças gloriosas,
É o salvador, que veio ensinar a perdoar e amar sobre todas as coisas.
É dia de festas, as constelações brilham cintilantes, brindando o salvador.
As casas resplandecem em cores, a luz brilhará mais forte, fenecendo tristezas,
Gerando alegrias, pelo presente divino que o Pai nos ofertou, com louvor.
Dedicamos todas as esperanças com sua chegada e que nos faça nascer de novo.
No mundo de alegrias, repleto de harmonia onde o sol irradia
momentos de paz e não estorvo.
Que o argueiro e a trave se dispersem e as glórias dos céus venham abençoar magna data,
Onde se recata as esperanças, na retífica da visão, na construção
da paz, no sorriso de um menino recata.
A Luz da vida, onde o bem vencerá, haverá momentos de alegrias,
silêncio e preces altaneiras e renovadoras,
De ingredientes de paz, de dulcificação de mãos misericordiosas,
nos caminhos da libertação das masmorras.
Nas manjedouras divinas onde se instalarão vidas fortalecedoras
e benfeitoras de uma paz imorredoura.
Natal, dia de esperanças, meditação, conforto espiritual, orgias
jamais, a luz da vida voltará a brilhar, é Cristo com sua energia benfeitora.

A esperança é uma das pernas de um banco de três pernas, ao lado da fé e da caridade. Essas três pernas estabilizam nossa vida, qualquer que seja a aspereza ou a irregularidade das superfícies que encontrarmos na ocasião. As escrituras são claras e diretas sobre a importância da esperança. O Apóstolo Paulo ensinou que as escrituras foram escritas para que "tenhamos esperança".

A esperança tem o poder de preencher nossa vida com felicidade. Sua ausência — quando esse desejo de nosso coração é adiado — pode fazer "[desfalecer] o coração".

A esperança é um dom do Espírito: esperança de que, por meio da Expiação de Cristo e pelo poder de Sua Ressurreição, seremos elevados à vida eterna, devido a nossa fé no Salvador. Esse tipo de esperança é tanto um princípio com promessa quanto um mandamento e, como com todos os mandamentos, temos a responsabilidade de torná-la uma parte ativa em nossa vida e vencer a tentação de perder a esperança. A esperança no misericordioso plano de felicidade de nosso Pai Celestial leva à paz, à misericórdia, ao regozijo e à alegria. A esperança na salvação é como um capacete protetor; é o fundamento de nossa fé e uma âncora para nossa alma.

Morôni, em sua solidão — mesmo depois de testemunhar a completa destruição de seu povo — acreditava na esperança. No crepúsculo da nação nefita, Morôni escreveu que, sem esperança, não podemos receber uma herança no reino de Deus.

Dieter F. Uchtdorf

A vida, sem a esperança, perde o colorido e as suas elevadas motivações, porque é a esperança que concede forças para enfrentar os desafios e vencer as vicissitudes que surgem a cada passo.
Ninguém consegue viver com alegria sem o concurso da esperança.
Esperança de melhores dias.
Esperança de realizações superiores.
Esperança de paz.
Esperança de fé. Esperança de amor.