Aprendizado - Mensagens

Com treze anos eu tinha asma e minha mãe me jogou dentro da piscina. E eu curei a minha asma. Aquilo foi uma coisa constante, ou seja, disciplina. Foi uma mistura de disciplina e estresse, muito bom, importantíssimo!
O segundo estresse foi quando eu tinha dezoito, quando os meus pais voltaram da Europa para o Brasil e eu continuei lá. A mesada que eu recebia não era suficiente para pagar as contas. Então eu fui vender seguros de porta em porta. Isso foi um aprendizado extraordinário. De novo, foi uma mistura de estresse e disciplina. Eu vejo que falta isso em muitos da classe média. Eu exponho meus próprios filhos ao estresse porque senão fica tudo muito fácil. Ninguém gosta de sair da zona de conforto. Faz a diferença vocês deixarem de lado o happy hour.
Quer ser diferente? Tem que trabalhar diferente. Tem que suar a camisa, sim.

Eike Batista

Na Índia, um carregador de água, sempre levava dois baldes, ambos pendurados em cada ponta de uma vara a qual ele carregava atravessada em seu pescoço.

Um dos baldes tinha uma rachadura, enquanto o outro era perfeito. No fim da caminhada entre o poço e a casa do chefe, o balde rachado chegava pela metade, o outro sempre chegava cheio de água. Foi assim por dois anos, diariamente, o carregador entregando um balde e meio de água na casa de seu chefe.

O balde perfeito orgulhoso de suas realizações. Porém, o balde rachado estava envergonhado de sua imperfeição, sentindo-se miserável por não ter capacidade de realizar apenas a metade do que havia sido designado a fazer.

Após perceber que por dois anos havia sido uma falha amarga, um dia, à beira do poço, o balde falou para o homem:

- Estou envergonhado, quero pedir-lhe desculpas.

- Por quê e de que você está envergonhado? Perguntou o homem.

- Nesses dois anos, eu fui capaz de entregar apenas metade da minha carga, porque essa rachadura no meu lado fez com que a água vazasse por todo o caminho até a casa de seu senhor. Por causa do meu defeito, você tem que fazer todo esse trabalho, e não ganha o salário completo dos seus esforços, disse o balde rachado.

O homem ficou triste pela situação do velho balde, e com compaixão falou:

- Quando retornarmos para a casa do meu senhor, quero que percebas as flores ao longo do caminho. De fato, à medida que eles subiam a montanha, o velho balde rachado notou flores selvagens ao lado do caminho, e isto lhe deu ânimo. Mas ao fim da estrada, o balde ainda se sentia mal porque tinha vazado a metade, e de novo pediu desculpas ao homem por sua falha.

Disse o homem ao balde: - Você notou que pelo caminho só havia flores no lado que você vai? Notou ainda que a cada dia enquanto voltávamos do poço, você as regava?

Por dois anos eu pude colher flores para ornamentar a mesa do meu senhor. Sem você ser do jeito que você é, ele não poderia ter essa beleza para dar graça à sua casa.

Aprendi...
ter paciência, mostrar amor da forma mais simples, e com a doçura e inocência de uma criança,
sorrir,
fazer careta,
dançar na chuva,
dividir uma bala,
Ser a primeira pessoa do dia a desejar uma bela manhã,
Fazer-se presente,
Procurar descobrir e desvendar os segredos, gostos, medos, sonhos... Afinal, a outra pessoa faz parte de você!
E, que nos momentos de estresse, de tensão, devemos nos calar para não ferir, sem intenção, a quem zelamos e temos grande apreço!
Enfim, aprendi que sempre, por mais difícil que seja, devo sempre dar o melhor de mim, acreditar, construir novos sonhos, compartilhar, e, se não der certo, a amizade continua, o carinho fica, feridas são fechadas; e sempre tendo a certeza que pessoas vão e vêm, mas levam consigo um pouco de nós e guardamos o que melhor nos marcou!
Assim eu vivo, caio, levanto, aprendo, passo, tento, não desisto e amo.
Oportunidades são únicas! Ninguém nos fará sofrer da mesma maneira, de tal maneira, ninguém nos amará da mesma forma!
Sou uma eterna aprendiz!

Você aprenderia coisas assim:
Quando alguém que você ama chega em casa, corra ao seu encontro.
Nunca perca uma oportunidade de ir passear de carro.
Permita-se experimentar o ar fresco do vento no seu rosto.
Mostre aos outros que estão invadindo o seu território.
Tire uma sonequinha no meio do dia e espreguice antes de levantar.
Corra, pule e brinque todos os dias.
Tente se dar bem com o próximo e deixe as pessoas te tocarem.
Não morda quando um simples rosnado resolve a situação.

Em dias quentes, pare e role na grama, beba bastante líquidos e deite debaixo da sombra de uma árvore.
Quando você estiver feliz, dance e balance todo o seu corpo.
Não importa quantas vezes o outro te magoa, não se sinta culpado...volte e faça as pazes novamente.
Aproveite o prazer de uma longa caminhada.
Se alimente com gosto e entusiasmo.
Coma só o suficiente.
Seja leal.
Nunca pretenda ser o que você não é.
Se você quer se deitar embaixo da terra, cave fundo até conseguir.
E o MAIS importante de tudo...
Quando alguém estiver nervoso ou triste, fique em silêncio, fique por perto e mostre que você está ali para confortar.

A amizade verdadeira não aceita imitações!!!

E NÓS PRECISAMOS APRENDER ISTO COM UM
ANIMAL QUE, DIZEM, É IRRACIONAL...

Eu já perdoei erros imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis e
esquecer pessoas inesquecíveis.

Já fiz coisas por impulso,
já me decepcionei com pessoas
quando nunca pensei me decepcionar,
mas também decepcionei alguém.

Já abracei pra proteger,
já dei risada quando não podia,
fiz amigos eternos,
amei e fui amada,
mas também fui rejeitada,
fui amada e não amei.

Já gritei e pulei de tanta felicidade,
já vivi de amor e fiz juras eternas,
"quebrei a cara" muitas vezes!

Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
já liguei só pra escutar uma voz,
me apaixonei por um sorriso,
já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial!

Mas vivi! E ainda vivo! Não passo pela vida...
e você também não deveria passar!
Viva!!! Bom mesmo é ir a luta com determinação,
abraçar a vida e viver com paixão,
perder com classe e vencer com ousadia,
por que o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é MUITO para ser insignificante.

Em um largo rio, de difícil travessia, havia um barqueiro que atravessava as pessoas de um lado para outro.

Em uma das viagens, iam um advogado e uma professora.

Como quem gosta de falar muito, o advogado pergunta ao barqueiro:

Companheiro, você entende de leis?

Não Responde o barqueiro.

E o advogado compadecido:

É pena, você perdeu metade da vida!

A professora muito social entra na conversa:

Seu barqueiro sabe ler e escrever?

Também não Responde o remador.

Que pena! Condoi-se a mestra!

Você perdeu metade da vida!

Nisso chega uma onda bastante forte e vira o barco.

O canoeiro preocupado, pergunta:

Vocês sabem nadar?

Não! Respondem eles rapidamente.

Então é uma pena Concluiu o barqueiro

Vocês perderam toda a sua vida!


"Não há saber mais ou saber menos: Há saberes diferentes!" Paulo Freire
Pense nisso e valorize todas as pessoas com as quais tenha contato.
Cada uma delas tem algo diferente para nos ensinar...

Quem eu sou? Não descreveria em mil páginas e nem em uma folha. Sou uma pessoa que um dia já amei e fui amada, já amei e não me amaram, não amei mas fui amada... Já fiz loucuras e me arrependi. Vivi momento feliz e alguns tristes, já desperdicei oportunidades de viver um grande amor. Conheci grandes amigos e péssimos colegas, já falei sem pensar e machuquei algumas pessoas, já me apaixonei apenas por um olhar, já ganhei grandes presentes de bons amigos e ganhei também inimizades por palavras mal ditas e historias não esclarecidas. Já menti por menti, já menti para proteger alguém. Escutei coisas que não devia e me magoaram por brincadeiras mal feitas. Sofri por uma pessoa que não me amou. Amizades que achei que fossem verdadeiras mas eram falsas... Resumo-me em poucas linhas pois se for falar de toda minha vida poderia escrever um livro...

Já sofri, já chorei, algumas vezes me enganei. Tento lutar contra o meu sentimento, não quero gostar de você e isso é um tormento. Você me olha e sorri, fico sem graça, mas feliz por estar ali.
Quando me abraça e me dá carinho, me sinto e bem, e penso, por que não ir um pouco mais além? Um beijo talvez, mas vejo que estou sonhando outra vez. O que fazer? Devo me afastar? Devo ti esquecer? Sinto que vou enlouquecer.
Dizem que você me trata diferente e que gosta de me ter por perto. Mas e se for só amizade? E se agente desse certo? Fico confusa, nada que eu faça parece adiantar, só me resta chorar. Você invade meus pensamentos de uma tal maneira, eu falo sério, isso não é nenhuma bobeira.
Quando chego e vejo que esta ali, meu coração bate mais forte, não penso mais em nada, posso estar apaixonada. Eu não quero ter que admitir que meu sentimento por você é diferente. Eu sei que posso me machucar, mas mesmo assim não consigo parar.
Se tem alguma menina do seu lado, sinto uma sensação ruim, não queria que fosse assim. Queria não ligar, mas não é isso que acontece, e isso me entristece.
Queria ser bem mais que uma amiga, queria muito mais que um abraço, queria um momento sozinha ao seu lado, para assim poder ti dizer tudo o que sinto, dizer a verdade, olhar nos seus olhos, assim saberá que eu não minto.
Seria tão bom saber que pensa em mim como penso em você, só desta forma iria entender e compreender o meu real sentimento por você. Preciso parar de viver nesta ilusão e saber a realidade, se o que sente realmente vai além de amizade.

Existem os que não sabem e sabem que não sabem, e não arriscam porque não sabiam.
Existe os que sabem e sabem que sabem, e arriscam porque já sabiam.
Existem os que sabem mas pensam que não sabem, e não arriscam por medo de não saber.
Existem os que não sabem mas pensam que sabem, e arriscam sem medo de errar e acertam por arriscar.

Enfim.

Saber de tudo não é tudo, mas não faça de tudo sem saber.
Saber de nada não é saber, é sempre bom saber alguma coisa.
Pois você não pode dizer que você não sabe, porque saber que não sabe já é saber.

E pra finalizar no meio de tanto saber, é bom você saber e aprender a usar o saber, pois vais precisar saber alguma coisa quando for fazer de tudo até mesmo sem saber.

Aprendi que não é justo provar do mais puro mel da vitória e da conquista, sem antes passarmos pelas ferroadas das abelhas, das dificuldades e sofrimentos como teste!
Significa que: por mais que nossa caminhada pareça sofrida e dolorida a recompensa e nossa gloria serão eternar!

É lógico não querer perder.
Não deveríamos ter de perder nada:
Nem saúde, nem afetos, nem pessoas amadas.
Mas a realidade é outra:
Experimentamos uma constante alternância de ganhos e perdas.

Segundo:
Perder dói mesmo.
Não há como não sofrer.
É tolice dizer não sofra, não chore.
A dor é importante.
O luto também.

Terceiro:
Precisamos de recursos internos para enfrentar a tragédia e a dor.
A força decisiva terá que vir de nós, de onde foi depositada a nossa bagagem.
Lidar com a perda vai depender do que encontrarmos ali.

A tragédia faz emergir forças inimagináveis em algumas pessoas.
Por mais devorador que seja, o mesmo sofrimento que derruba faz voltar a crescer.

Quando é hora de sofrer não temos de pedir licença para sentir, e esgotar, a dor.
O luto é necessário, ou a dor ficará soterrada, seu fogo queimando nossas últimas reservas de vitalidade e fechando todas as saídas.

Aprendi que a melhor homenagem que posso fazer a quem se foi é viver como ele gostaria que eu vivesse: bem, integralmente, saudavelmente, com alegrias possíveis e projetos até impossíveis.

Aprendi que... ninguém é perfeito enquanto não se apaixona.

Aprendi que... a vida é dura, mas eu sou mais que ela!

Aprendi que... as oportunidades nunca se perdem, aquelas que desperdiçamos alguém as aproveita.

Aprendi que... quando te importas com rancores e amarguras a felicidade vai para outra parte.

Aprendi que... devemos sempre dar palavras boas, porque amanhã nunca se sabe
as que temos que ouvir.

Aprendi que... um sorriso é uma maneira econômica de melhorar teu aspecto.

Aprendi que... não posso escolher como me sinto, mas posso sempre fazer alguma coisa.

Aprendi que... quando o teu filho recém-nascido segura o teu dedo na sua mão tenta prendê-lo para toda a vida.

Aprendi que... todos, todos querem viver no topo da montanha, mas toda a felicidade está durante a subida.

Aprendi que... temos que aproveitar da viagem e não apenas pensar na chegada.

Aprendi que... o melhor é dar conselhos só em duas circunstâncias, quando são pedidos e quando deles depende a vida.

Aprendi que... quanto menos tempo se desperdiça mais coisas posso fazer.

Na vida tive surpresas, mas também surpreendi. Se muitas vezes chorei, inúmeras vezes sorri. Amei, mas também fui muito amada. Tive momentos felizes e outras vezes sofri. Sonhei... Acreditei... Acertei... As vezes me iludi. Sou mansa e sou fera, depende das circunstâncias. Sou corajosa e viro fera se mexem com minhas crianças. Sou amiga verdadeira, quando me inspiram confiança. As vezes fui confundida com uma pessoa má, mas quem me conhece sabe o quanto eu sei amar. Não sou bela e não sou fera, sou simplesmente, VERA!

Aprenda a pedir desculpas... quando não... perdão!

Uma linda amiga, minha mana Teca, disse-me certa vez que perdoar é para os grandes! Senti-me tão pequena, então!

Não riam, falo sério. Agora desculpar é mais fácil. Minha santa vó adotiva, porque não era de minha família, mas eu a amava como se fosse, disse certa vez; Perdoar? Só Deus! Eu desculpo!

A desculpa não evita a mágoa, mas faz um bom curativo no machucado...

Há pessoas que magoam as outras e não conseguem pedir desculpas nunca. Percebem o erro, mas não conseguem exteriorizar o arrependimento. Ficam dóceis, suaves, mas a palavrinha mágica... essa não sai. O magoado vai se afastando, afastando e aquele lindo relacionamento se perde... acaba!

Aprendamos pois a pedir desculpas e a desculpar. É, em prol de uma amizade... e ter amigos verdadeiros, vale a pena. Se o opositor não quiser desculpar... problema dele. Você cumpriu a sua parte no acordo de Paz da humanidade! E depois, desculpar; desculpar-se - sim - porque você pode desculpar a você mesmo por agressões que você faz a si próprio; e ser desculpado, vai revelar que você é uma pessoa humilde. E como humildade não é humilhação, estaremos todos atuando no coração e no inconsciente coletivo. Estaremos de bem coma vida. Quer algo melhor?

Se eu aprendi alguma coisa na vida é que, às vezes, coisas entram no seu caminho e você tem uma escolha. Você pode enfrentá-las ou você pode adaptar-se e fugir, mas você tem que fazer um ou outro para seguir adiante.

..Muitas vezes pensei que não devemos fazer promessas quando estamos alegres, nunca responder quando estiver triste, nunca toma decisões quando estiver zangada.
E nunca chore por alguém que não merece mesmo que isso seja quase impossível de se fazer, seja sempre você mesma, faça amigos e mais ainda cultive amigos.
Pois de nada basta ser ter amigos se não damos valor a eles, não os ouvimos, escutamos, lhe demos conselhos verdadeiros e de coração.
Na vida o que importa e o momento em que você esta vivendo agora, pois o amanhã ainda está longe e pode não chegar (e eu sei que é um pouco profundo de mais, mas isso é verdade, já passei por situações de tal virtude, e sei o quanto dói sabe que uma pessoa tão especial, não está mais aqui para viver seu amanhã).
Desculpem-me, só lembrei-me de alguém muito especial para mim, que Deus o quis ao seu lado, mas cedo, mas sei que ele está em lugar melhor. Por isso digo-lhes ame todos ao seu redor como seu o hoje fosse o ultimo dia de suas vidas. (só mais um conselho ame alguém da forma mais profunda pelo mesmo uma vez na sua vida).
Há não definas as pessoas certas pelo que elas têm como bens matérias, mas sim pelo o que elas têm nos coração, na alma, nos olhos, no sorriso.
Você a cada novo dia tem duas opções, voltar a dormi ou agradecer a Deus por esse presente e correr atrás dos seus sonhos. Não diga que fará isso e aquilo amanhã, pois você correr o risco de amanhã nunca chegar.
E esse pouco tempo que estou viva aprendi algumas coisas, uma delas é que falar alivia as dores emocionais e chorar também, aprendi que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. Aprendi que amigos são a família que podemos escolher, aprendi que não devemos nos comparar com outros, mas sim com melhor que podemos fazer, e um dos mais importantes nunca se deve se dizer a uma criança que sonhos são bobagens, pois não são...

Estou tentando aprender
Que ter uma criança adormecida nos braços é um dos momentos mais pacíficos do mundo;
Que ser gentil é mais importante do que estar certo;
Que eu sempre posso fazer uma prece por alguém quando não tenho a força para ajudá-lo de alguma outra forma;
Que não importa quanta seriedade a vida exija de você, cada um de nós precisa de um amigo brincalhão para se divertir juntos;
Que algumas vezes tudo o que precisamos é de uma mão para segurar e um coração para nos entender;
Eu aprendi...
Que deveríamos ser gratos a Deus por não nos dar tudo que lhe pedimos;
Que debaixo da "casca grossa" existe uma pessoa que deseja ser apreciada, compreendida e amada;
Que Deus não fez tudo num só dia; o que me faz pensar que eu possa ?
Que ignorar os fatos não os altera;
Que quando você planeja se nivelar com alguém, apenas esta permitindo que essa pessoa continue a magoar você;
Que o AMOR, e não o TEMPO, é que cura todas as feridas;
Que a maneira mais fácil para eu crescer como pessoa é me cercar de gente mais inteligente do que eu;
Que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa;
Que a vida é dura, mas eu sou mais ainda;
Que as oportunidades nunca são perdidas; alguém vai aproveitar as que você perdeu.
Que quando o ancoradouro se torna amargo a felicidade vai aportar em outro lugar;
Que devemos sempre ter palavras doces e gentis pois amanhã talvez tenhamos que engoli-las;
Que não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito;
Que só se deve dar conselho em duas ocasiões: quando é pedido ou quando é caso de vida ou morte;
Que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer...

Que ter uma criança adormecida nos braços é um dos momentos mais pacíficos do mundo;
Que ser gentil é mais importante do que estar certo;
Que eu sempre posso fazer uma prece por alguém quando não tenho a força para ajudá-lo de alguma outra forma;
Que não importa quanta seriedade a vida exija de você, cada um de nós precisa de um amigo brincalhão para se divertir juntos;
Que algumas vezes tudo o que precisamos é de uma mão para segurar e um coração para nos entender;

Eu aprendi...
Que deveríamos ser gratos a Deus por não nos dar tudo que lhe pedimos;
Que debaixo da "casca grossa" existe uma pessoa que deseja ser apreciada, compreendida e amada;
Que Deus não fez tudo num só dia; o que me faz pensar que eu possa ?
Que ignorar os fatos não os altera;
Que quando você planeja se nivelar com alguém, apenas esta permitindo que essa pessoa continue a magoar você;
Que o AMOR, e não o TEMPO, é que cura todas as feridas;
Que a maneira mais fácil para eu crescer como pessoa é me cercar de gente mais inteligente do que eu;
Que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa;
Que a vida é dura, mas eu sou mais ainda;
Que as oportunidades nunca são perdidas; alguém vai aproveitar as que você perdeu.
Que quando o ancoradouro se torna amargo a felicidade vai aportar em outro lugar;
Que devemos sempre ter palavras doces e gentis pois amanhã talvez tenhamos que engoli-las;
Que não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito;
Que só se deve dar conselho em duas ocasiões: quando é pedido ou quando é caso de vida ou morte;
Que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer...

Até hoje, estamos ligados a uma visão muito restrita do que realmente é aprendizado. Focamos nas profissões clássicas e nos limitados a acreditar que os mais inteligentes são aqueles que concluíram algum curso numa faculdade.

A nossa percepção de inteligência não deve ser rotulada, muito menos restringida, todos nós temos habilidades diferentes e uma tendência a aprender mais facilmente certos tipos de ofícios. O que nos distingue na suposta inteligência, é muito mais a vontade de aprender outras coisas do que a rapidez da absorção do aprendizado.

Todo mundo é capaz de quase tudo, só que cada indivíduo capta as informações de uma forma particular que nem sempre é respeitada, ou até identificada. A imposição de certos métodos de ensino muitas vezes dificulta a aquisição de conhecimento de algumas pessoas e isto interfere diretamente no futuro profissional destas pessoas.

Precisamos nos desvincular deste pensamento restrito de que apenas uma universidade é capaz de prover aprendizado, saber como se faz um pão macio da mesma forma todos os dias ou conseguir construir uma cadeira com todos os pontos em equilíbrio, tem um aprendizado por trás tão importante quanto qualquer outro.

Tudo na vida pode ser uma lição, aprendizado. Os erros e falhas também são aprendizados, pois descobrimos o que funciona e o que não funciona na nossa vida. Só não aprende quem fica parado. Para aprender é preciso movimentar-se, inquietar-se.

Só aprendemos alguma coisa quando tentamos, e para tentar e aprender nunca é tarde. Não importa a idade, o que precisamos é manter sempre aquele espírito de curiosidade infantil, que não tem medo de errar e questionar, e que está sempre em busca de respostas. A melhor maneira de nos mantermos jovens é mantendo viva a vontade de aprender sempre mais e mais.

Geralmente, são os momentos de dificuldades, de crises ou de mudanças que mais nos dão possibilidades de aprender sobre a vida e sobre nós mesmos, sobre as nossas capacidades e habilidades. Por isso, devemos sempre estar abertos às novidades, sem ideias pré-concebidas e posições muito rígidas. Uma mente aberta ao aprendizado é uma mente flexível e que não se acomoda em sua zona de conforto.

Recordando com ternura os teus momentos de meninice, desejas voltar a um tempo onde a pureza infanto-juvenil floria sonhos que aos poucos não se realizaram.
Retornas por intermédio da memória a antigas cenas familiares sendo capaz de sentires sabores e odores que te acompanharam no passado.
E nesse instante... Choras de saudades. A memória humana é coisa fabulosa que não devemos ter medo de visitar e mesmo quando recordamos fatos nem sempre agradáveis poderemos deles retirar bons aprendizados para nossa experiência milenar de seres individuais da Criação...
As lembranças são como ondas do mar que se apresentam em calmaria ou tormentas e por isso pedem de nós bom senso e maturidade nas ações que deflagram.
Assim sendo, recordemos calmamente aqueles entes amados que conosco dividiram sonhos e desejos, recordemos menos amargurados aquelas antipatias que poderemos reconquistar pela prece, mas jamais nos fixemos em campos de lembranças sejam elas boas ou más, pois o dia de hoje é o mais importante para nossa caminhada e não será ?vivendo do passado? que nos renovaremos para a Vida.
Lembremos do ontem, mas vivamos o hoje rumo ao amanhã, que nos reserva oportunidades que não deveremos desperdiçar, pois tudo em nossa vida é importante aprendizado, mas tudo também possui o seu lugar e o seu tempo.

Quem não gosta de aprender algo novo, de sentir que a vida ainda pode trazer algumas surpresas e receber novamente aquele sentimento de que ainda há muito conhecimento para ser alcançado?

Ao descobrir novos assuntos, novas maneiras de fazer algo que é realizado da mesma forma todos os dias, nos sentimos vivos, capazes. Isso certamente nos ajudar a ampliar a maneira como enxergamos o mundo, nos recorda como somos inteligentes e como a absorção de conhecimento pode ser benéfico para as pessoas.

O problema é que muitas vezes visualizamos o aprendizado como algo direcionado aos estudiosos ou aqueles considerados gênios, ele vai muito além disto, e faz parte da vida de qualquer tipo de gente.

Para os que acham que é muito difícil mudar o mundo, disseminar os seus aprendizados e experiências de vida pode ser reconhecido como um ótimo começo. A sabedoria não existe para ser guardada na sua mente, senão não evoluímos, pois cada indivíduo pensa de um jeito diferente.

Espalhe suas competências por todos os lados, permita que muito mais pessoas sintam o prazer de poder absorver ainda mais novidades. Pois só assim podemos progredir, e quem sabe transformar para melhor algumas realidades.