Psicologia Do Amor - Mensagens

Para meus amigos que estão SOLTEIROS.
O amor é como uma borboleta.
Por mais que tente pegá-la, ela fugirá.
Mas quando menos esperar, ela estará ali do seu lado.
O amor pode te fazer feliz, mas às vezes também pode te ferir. Mas o amor será especial apenas quando você tiver objetivo de se dar somente a um alguém que seja realmente valioso.
Por isso, aproveite o tempo livre para escolher.

Para meus amigos NÃO SOLTEIROS.
Amor não é se envolver com a "pessoa perfeita", aquela dos nossos sonhos.
Não existem príncipes nem princesas.
Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos.
O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser.

Para meus amigos CASADOS.
O amor não te faz dizer "a culpa é", mas te faz dizer "me perdoe".
Compreender o outro, tentar sentir a diferença, se colocar no seu lugar.
Diz o ditado que um casal feliz é aquele feito de dois bons perdoadores.
A verdadeira medida de compatibilidade não são os anos que passaram juntos, mas sim o quanto nesses anos, vocês foram bons um para o outro.
Para meus amigos que têm um CORAÇÃO PARTIDO.
Um coração assim dura o tempo que você deseje que ele dure, e ele lastimará o tempo que você permitir.
Um coração partido sente saudades, imagina como seria bom, mas não permita que ele chore para sempre.
Permita-se rir e conhecer outros corações.
Aprenda a viver, aprenda a amar as pessoas com solidariedade, aprenda a fazer coisas boas, aprenda a ajudar a própria vida.
A dor de um coração partido é inevitável, mas o sofrimento é opcional.
E lembre-se: é melhor ver alguém que você ama feliz com outra pessoa, do que vê-la infeliz ao seu lado.

Pra TERMINAR...
Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata.

Se eu pudesse definir o amor como algum sinal gráfico, ele seria um grandiosíssimo ponto de interrogação, acompanhado de uma belíssima exclamação.Existem vários tipos de amores...
Há os que arrasam nossas vidas, e nos deixam com um grande vazio no coração, deixando-nos depressivos e isolados; este é o famoso amor não correspondido.
Há também os que nos fazem delirar, vermos as coisas muito mais belas do que realmente são, mais ai adivinha? não é amor é paixão, porém a paixão é tão intensa e tão profunda que ficamos muito mais "abobalhados" e achando que realmente estamos amando de verdade, dormimos e acordamos e o primeiro pensamento é aquela pessoa especial.
Ainda bem que existe o amor entre amigos e familiares estes que nos acompanham sempre, que choram juntos, compartilham de momentos felizes e mesmo que briguem conosco e que façamos bobagens, estes sim sempre estarão ao nosso lado.
O amor é tão complexo e inexplicável, é um sentimento que pode preencher, ou fazer sofrer; que me desculpe o inesquecível Raul Seixas q disse : " Descobri que quando o amor é verdadeiro, não existe sofrimento" em um de seus shows, talvez o que ele disse seja realmente o certo, mais que levantem as mãos aqueles que sofreram por amor?!
É, amar realmente é complicado, mais o que seria de nós se não amássemos? seríamos vazios e sem conhecimento algum, pois se tem algo que eu aprendi é que o amor mesmo quando nos faz sofrer nos ensina algo, ele é pleno, e vem acompanhado de diversos sentimentos, alegrias, tristezas, raiva, gentilezas, enfim, que continuemos a amar e a tentar entender esse sentimento que nos transforma e enlouquece!!!

Era uma vez uma menina que tinha um pássaro encantado.
Ele era encantado por duas razões: não vivia em gaiolas, vivia solto e vinha quando queria, quando sentia saudades...

Sempre que voltava, suas penas tinham cores diferentes, as cores dos lugares por onde tinha voado.
Certa vez, voltou com penas imaculadamente brancas e contou histórias de montanhas cobertas de neve.
Outra vez, suas penas estavam vermelhas e contou histórias de desertos incendiados pelo sol.
Era grande a felicidade quando eles estavam juntos.

Mas, sempre chegava a hora do pássaro partir...
A menina chorava e implorava:
- Por favor, não vá. Terei saudades, vou chorar.
- Eu também terei saudades - dizia o pássaro - mas vou lhe contar um segredo! Eu só sou encantado por causa da saudade. É ela que faz com que minhas penas fiquem bonitas... senão você deixará de me amar.

E partiu.
A menina, sozinha, chorava.
Uma certa noite ela teve uma ideia: e se o pássaro não partir? Seremos felizes para sempre! Para ele ficar, basta que eu o prenda numa gaiola.
E assim o fez.

A menina comprou uma gaiola de prata, a mais linda que encontrou.
Quando o pássaro voltou, eles se abraçaram, ele contou histórias e adormeceu.
A menina aproveitou o seu sono e o engaiolou.

Quando o pássaro acordou deu um grito de dor.
- Ah ! O que você fez? Quebrou o encanto. Minhas penas ficarão feias e eu me esquecerei das histórias. Sem a saudade, o amor irá embora...
A menina não acreditou... achou que ele se acostumaria.

Mas, não foi isso o que aconteceu. Caíram as plumas e as penas transformaram-se em um cinzento triste.
Não era mais aquele o pássaro que ela tanto amava...
Até que ela não aguentou mais e abriu a porta da gaiola.
- Pode ir, pássaro - disse - volte quando você quiser...
- Obrigado - disse o pássaro - irei e voltarei quando ficar encantado de novo. Você sabe, ficarei encantado de novo quando a saudade voltar dentro de mim e dentro de você.

Quantas vezes aprisionamos a quem amamos, pensando que estamos fazendo o melhor?
Pense... deixar livre é uma forma singela de ter...

Direcione o seu amor não para a prisão e sim para a conquista, sempre.

Namora, quem lê nos olhos e sente no coração as vontades saborosas do outro.

Namora, quem se embeleza em estado de amor.
A pele melhora, o olhar fica com brilho de manhã.

Namora, quem suspira, quem não sabe esperar, mas espera, quem se sacode de taquicardia e timidez diante da paixão.

Namora, quem ri por bobagem, quem entra em estado de música, quem sente frios e calores nas horas menos recomendáveis.

Namorados que se prezam tem a sua música e não temem se derreter quando ela toca.
Ou, se o namoro acabou, nunca mais dela se esquecem.

Namorados que se prezam gostam de beijo, suspiro, morderem o mesmo pastel, dividir a empada, bebem no mesmo copo.
Apreciam ternurinhas que matam de vergonha fora do namoro ou lhes parecem ridículas nos outros.
Por falar em beijo, só namora quem beija de mil maneiras e sabe cada pedaço e gostinho da boca amada.
Beijo de roçar, beijo fundo, inteirão, os molhados, os de língua, beijo na testa, beijo livre como o pensamento, beijo na hora certa e no lugar desejado.
Sem medo, nem preconceito.
Beijo na face, na nuca e aquele especial atrás da orelha, no lugar que só ele ou ela conhece.

Por isso, só namora quem se descobre dono de um lindo amor, tecido do melhor de si mesmo e do outro.
Só namora quem não precisa explicar, quem já começa a falar pelo fim, quem consegue manifestar com clareza e facilidade tudo o que fora do namoro é complicado.

Namora, quem diz: "precisamos muito conversar" e quem é capaz de perder tempo, muito tempo, com a mais útil das inutilidades e pensar no ser amado, degustar cada momento vivido e recordar palavras, fotos e carícias com uma vontade doida de estourar o tempo e embebedar-se de flores astrais.

Namora quem é bom, quem gosta da vida, de nuvem, de rio gelado e de parque de diversões.

Namora quem sonha, quem teima, quem vive morrendo de amor e quem morre vivendo de amar.

1- O primeiro vem com o olhar você passa varias vezes em um lugar e olha para a mesma pessoa que está no meio de tantas outras e se pergunta o que eu vi nele.

2- O segundo quando você vê a pessoa amada seu coração dispara sente que ele vai sair de sua boca, fica com suas mão geladas sente frio e ao mesmo tempo calor e suas pernas ficam tremulas.

3- O terceiro quando ele está se aproximando de você de longe você vai pensando em que falar deixa tudo esquematizado, ai ele chega e você esquece tudo da um branco e fala um monte de besteiras.

4- O quarto você passando pela rua e vê ele conversando com uma linda garota loira, alta, e chata lógico para você ela vai ser tudo de ruim e mais um pouco você vai ficar com raiva muito grande, com vontade de chorar, mas vai seguir em frente com a cabeça erguida passar por eles e dizer Oi mas quando chegar em sua casa você vai ficar sentada no cantinho do seu quarto e derramar todas as sua lágrimas pelo acontecido, imaginando tudo que ele está fazendo com a outra que poderia ser você.

5- O quinto você está na TPM muito frágil só de ver ele você se derrama em lágrimas faz uma retrospectiva da vida dele junto a sua que ainda não aconteceu.

6- Enfim o sexto você já está descobrindo o que está sentindo e fica pensando em uma maneira de se aproximar dele com frequência para ver se ele percebe e te da uma brecha.

7- E por fim o sétimo você já consegue chegar até ele e talvez vocês podem até ficar dar certo neste estagio você já sabe o que quer ''ele''.

Se persistir os sintomas você já sabe não tem cura é o '' Amor''.