Psicologia Do Amor - Mensagens

Para meus amigos que estão SOLTEIROS.
O amor é como uma borboleta.
Por mais que tente pegá-la, ela fugirá.
Mas quando menos esperar, ela estará ali do seu lado.
O amor pode te fazer feliz, mas às vezes também pode te ferir. Mas o amor será especial apenas quando você tiver objetivo de se dar somente a um alguém que seja realmente valioso.
Por isso, aproveite o tempo livre para escolher.

Para meus amigos NÃO SOLTEIROS.
Amor não é se envolver com a "pessoa perfeita", aquela dos nossos sonhos.
Não existem príncipes nem princesas.
Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos.
O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser.

Para meus amigos CASADOS.
O amor não te faz dizer "a culpa é", mas te faz dizer "me perdoe".
Compreender o outro, tentar sentir a diferença, se colocar no seu lugar.
Diz o ditado que um casal feliz é aquele feito de dois bons perdoadores.
A verdadeira medida de compatibilidade não são os anos que passaram juntos, mas sim o quanto nesses anos, vocês foram bons um para o outro.
Para meus amigos que têm um CORAÇÃO PARTIDO.
Um coração assim dura o tempo que você deseje que ele dure, e ele lastimará o tempo que você permitir.
Um coração partido sente saudades, imagina como seria bom, mas não permita que ele chore para sempre.
Permita-se rir e conhecer outros corações.
Aprenda a viver, aprenda a amar as pessoas com solidariedade, aprenda a fazer coisas boas, aprenda a ajudar a própria vida.
A dor de um coração partido é inevitável, mas o sofrimento é opcional.
E lembre-se: é melhor ver alguém que você ama feliz com outra pessoa, do que vê-la infeliz ao seu lado.

Pra TERMINAR...
Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata.

O que seriamos sem o amor?
Já parou pra pensar tentar entender, o que seriamos sem o amor?
Como viveríamos bem?
É, eu mesmo não sei explicar muito bem, mais pelo meu modo de pensar, pra mim o sobrenome da vida é o amor...
Sem o amor, somos incapazes de viver, somos apenas infelizes sem alguma razão, graça ou felicidade.
O amor é composto pelos seguintes sentimentos:
Carinho
Saudades
Esperança e
Alegria...
Quem ama tem tudo pra ser feliz, basta ter estes sentimentos combinados pouco a pouco.
Como se diz o ditado:
''o amor move montanhas?.
Muitas vezes achamos que o amor não traz lucro algum, achamos que o amor é só mais um sentimento ruim pra atrapalhar a vida, mais estamos totalmente enganados, pensamos assim por que enxergamos o amor de outro ângulo, o ângulo da tristeza, inveja e outros sentimentos ruins...
Cuide do seu coração...
Não deixe os seus sentimentos ruins fazer você pensar que o amor é uma droga...
Amar faz bem pra vivermos melhor.
''Não desista dos seus sonhos, o amor te ajuda a resolver os seus problemas...?

O que é o amor?
Eu não sei.

Tudo que sei é que experimentar o amor é uma das mais belas experiências da vida.
Para vivenciarmos o verdadeiro amor, quatro passos devem ser celebrados.

O primeiro passo é: esteja aqui e agora - porque o amor só é possível aqui e agora.

O segundo passo em direção ao amor é libertar-se dos sentimentos negativos, porque muitas pessoas amam, mas seu amor está contaminado por sentimentos como ciúme, possessividade, medo.

O terceiro: compartilhe. O amor é uma fragrância a ser compartilhada, irradiada. O amor não pode ser acumulado; ele só pode ser compartilhado.

E o quarto: seja um nada. Somente quando você está vazio de você, há o amor.
Quando você está cheio de ego não é possível amar.
O amor e o ego não podem existir juntos.
É impossível o amor e o ego estarem juntos.

Somente uma pessoa que aprendeu a amar é madura.
Uma pessoa madura não "cai de amor", ela se "eleva no amor".
E quando duas pessoas maduras estão se amando, um dos maiores paradoxos da vida acontece.
Elas estão juntas, são quase um, mas esta unidade não destrói a individualidade. Na verdade realça.

Duas pessoas maduras em verdadeiro amor ajudam-se mutuamente a se tornarem mais livres, mais plenas, mais completas.

1- O primeiro vem com o olhar você passa varias vezes em um lugar e olha para a mesma pessoa que está no meio de tantas outras e se pergunta o que eu vi nele.

2- O segundo quando você vê a pessoa amada seu coração dispara sente que ele vai sair de sua boca, fica com suas mão geladas sente frio e ao mesmo tempo calor e suas pernas ficam tremulas.

3- O terceiro quando ele está se aproximando de você de longe você vai pensando em que falar deixa tudo esquematizado, ai ele chega e você esquece tudo da um branco e fala um monte de besteiras.

4- O quarto você passando pela rua e vê ele conversando com uma linda garota loira, alta, e chata lógico para você ela vai ser tudo de ruim e mais um pouco você vai ficar com raiva muito grande, com vontade de chorar, mas vai seguir em frente com a cabeça erguida passar por eles e dizer Oi mas quando chegar em sua casa você vai ficar sentada no cantinho do seu quarto e derramar todas as sua lágrimas pelo acontecido, imaginando tudo que ele está fazendo com a outra que poderia ser você.

5- O quinto você está na TPM muito frágil só de ver ele você se derrama em lágrimas faz uma retrospectiva da vida dele junto a sua que ainda não aconteceu.

6- Enfim o sexto você já está descobrindo o que está sentindo e fica pensando em uma maneira de se aproximar dele com frequência para ver se ele percebe e te da uma brecha.

7- E por fim o sétimo você já consegue chegar até ele e talvez vocês podem até ficar dar certo neste estagio você já sabe o que quer ''ele''.

Se persistir os sintomas você já sabe não tem cura é o '' Amor''.

Se um dia você encontrar alguém que acha que vai amar por toda a vida, não se iluda, não é o que realmente acontece.
O amor da sua vida vai estar esperando por você numa época que não é aquela em que você espera. Assim, o que realmente acontece é que aquela pessoa que você achava que te amava tanto foi apenas uma ilusão. Até porque ele não te ama tanto assim.
Você até sofre por ele, mas ele te desdenha e magoa tanto que você rápido esquece, e se sente até aliviada por ter tirado esse sofrimento de cima de si.
Cansa ter que segurar um relacionamento que uma das partes não dá o valor que a outra parte merece.
Depois se ser humilhada e pisada, a única coisa que ainda resta para lhe fazer sofrer é a dor de amar e não ser amado, e a mágoa depois de tudo que ele te fez.
Largue essa pessoa antes que ela lhe faça sofrer ainda mais...

Se eu pudesse definir o amor como algum sinal gráfico, ele seria um grandiosíssimo ponto de interrogação, acompanhado de uma belíssima exclamação.Existem vários tipos de amores...
Há os que arrasam nossas vidas, e nos deixam com um grande vazio no coração, deixando-nos depressivos e isolados; este é o famoso amor não correspondido.
Há também os que nos fazem delirar, vermos as coisas muito mais belas do que realmente são, mais ai adivinha? não é amor é paixão, porém a paixão é tão intensa e tão profunda que ficamos muito mais "abobalhados" e achando que realmente estamos amando de verdade, dormimos e acordamos e o primeiro pensamento é aquela pessoa especial.
Ainda bem que existe o amor entre amigos e familiares estes que nos acompanham sempre, que choram juntos, compartilham de momentos felizes e mesmo que briguem conosco e que façamos bobagens, estes sim sempre estarão ao nosso lado.
O amor é tão complexo e inexplicável, é um sentimento que pode preencher, ou fazer sofrer; que me desculpe o inesquecível Raul Seixas q disse : " Descobri que quando o amor é verdadeiro, não existe sofrimento" em um de seus shows, talvez o que ele disse seja realmente o certo, mais que levantem as mãos aqueles que sofreram por amor?!
É, amar realmente é complicado, mais o que seria de nós se não amássemos? seríamos vazios e sem conhecimento algum, pois se tem algo que eu aprendi é que o amor mesmo quando nos faz sofrer nos ensina algo, ele é pleno, e vem acompanhado de diversos sentimentos, alegrias, tristezas, raiva, gentilezas, enfim, que continuemos a amar e a tentar entender esse sentimento que nos transforma e enlouquece!!!

Apenas na imaginação o amor promete felicidade eterna, pois pela experiência descobrimos suas incontáveis dimensões.
O amor, às vezes é alegria, às vezes é paixão, às vezes compreende momentos de doce serenidade entre os risos e a tristeza.

Em geral, o amor é suavidade, embora possa também ferir.
O amor está em constante mutação e se num instante um sorriso poderá fazer-nos diminuir o passo, em outro talvez surja um sinal de perigo que nos impelirá a avançar para agir, reagir, enfim, fazer o necessário, tomando uma decisão rápida.

O amor é muitas coisas, mas muitas ele não é.
O amor não envergonha.
O amor não pune.
O amor não se vangloria, critica, degrada ou diminui.

Às vezes pensamos que estamos repletos de amor, mas egoisticamente atendemos nossas necessidades antes da do outro.
Contudo, quando expressamos verdadeiramente nosso amor por alguém, não há como não reconhecer o calor agradável que nos invade.

Como é simples ser um doador de amor!
Mas como nos esquecemos disso quando as oportunidades surgem.

Era uma vez uma menina que tinha um pássaro encantado.
Ele era encantado por duas razões: não vivia em gaiolas, vivia solto e vinha quando queria, quando sentia saudades...

Sempre que voltava, suas penas tinham cores diferentes, as cores dos lugares por onde tinha voado.
Certa vez, voltou com penas imaculadamente brancas e contou histórias de montanhas cobertas de neve.
Outra vez, suas penas estavam vermelhas e contou histórias de desertos incendiados pelo sol.
Era grande a felicidade quando eles estavam juntos.

Mas, sempre chegava a hora do pássaro partir...
A menina chorava e implorava:
- Por favor, não vá. Terei saudades, vou chorar.
- Eu também terei saudades - dizia o pássaro - mas vou lhe contar um segredo! Eu só sou encantado por causa da saudade. É ela que faz com que minhas penas fiquem bonitas... senão você deixará de me amar.

E partiu.
A menina, sozinha, chorava.
Uma certa noite ela teve uma ideia: e se o pássaro não partir? Seremos felizes para sempre! Para ele ficar, basta que eu o prenda numa gaiola.
E assim o fez.

A menina comprou uma gaiola de prata, a mais linda que encontrou.
Quando o pássaro voltou, eles se abraçaram, ele contou histórias e adormeceu.
A menina aproveitou o seu sono e o engaiolou.

Quando o pássaro acordou deu um grito de dor.
- Ah ! O que você fez? Quebrou o encanto. Minhas penas ficarão feias e eu me esquecerei das histórias. Sem a saudade, o amor irá embora...
A menina não acreditou... achou que ele se acostumaria.

Mas, não foi isso o que aconteceu. Caíram as plumas e as penas transformaram-se em um cinzento triste.
Não era mais aquele o pássaro que ela tanto amava...
Até que ela não aguentou mais e abriu a porta da gaiola.
- Pode ir, pássaro - disse - volte quando você quiser...
- Obrigado - disse o pássaro - irei e voltarei quando ficar encantado de novo. Você sabe, ficarei encantado de novo quando a saudade voltar dentro de mim e dentro de você.

Quantas vezes aprisionamos a quem amamos, pensando que estamos fazendo o melhor?
Pense... deixar livre é uma forma singela de ter...

Direcione o seu amor não para a prisão e sim para a conquista, sempre.

Namora, quem lê nos olhos e sente no coração as vontades saborosas do outro.

Namora, quem se embeleza em estado de amor.
A pele melhora, o olhar fica com brilho de manhã.

Namora, quem suspira, quem não sabe esperar, mas espera, quem se sacode de taquicardia e timidez diante da paixão.

Namora, quem ri por bobagem, quem entra em estado de música, quem sente frios e calores nas horas menos recomendáveis.

Namorados que se prezam tem a sua música e não temem se derreter quando ela toca.
Ou, se o namoro acabou, nunca mais dela se esquecem.

Namorados que se prezam gostam de beijo, suspiro, morderem o mesmo pastel, dividir a empada, bebem no mesmo copo.
Apreciam ternurinhas que matam de vergonha fora do namoro ou lhes parecem ridículas nos outros.
Por falar em beijo, só namora quem beija de mil maneiras e sabe cada pedaço e gostinho da boca amada.
Beijo de roçar, beijo fundo, inteirão, os molhados, os de língua, beijo na testa, beijo livre como o pensamento, beijo na hora certa e no lugar desejado.
Sem medo, nem preconceito.
Beijo na face, na nuca e aquele especial atrás da orelha, no lugar que só ele ou ela conhece.

Por isso, só namora quem se descobre dono de um lindo amor, tecido do melhor de si mesmo e do outro.
Só namora quem não precisa explicar, quem já começa a falar pelo fim, quem consegue manifestar com clareza e facilidade tudo o que fora do namoro é complicado.

Namora, quem diz: "precisamos muito conversar" e quem é capaz de perder tempo, muito tempo, com a mais útil das inutilidades e pensar no ser amado, degustar cada momento vivido e recordar palavras, fotos e carícias com uma vontade doida de estourar o tempo e embebedar-se de flores astrais.

Namora quem é bom, quem gosta da vida, de nuvem, de rio gelado e de parque de diversões.

Namora quem sonha, quem teima, quem vive morrendo de amor e quem morre vivendo de amar.

O contrário de bonito é feio, de rico é pobre, de preto é branco, isso se aprende antes de entrar na escola.

Se você fizer uma enquete entre as crianças, ouvirá também que o contrário do amor é o ódio.

Elas estão erradas. Faça uma enquete entre adultos e descubra a resposta certa: o contrário do amor não é o ódio, é a indiferença.

O que seria preferível? Que a pessoa que você ama passasse a lhe odiar, ou que lhe fosse totalmente indiferente?

Que perdesse o sono imaginando maneiras de fazer você se dar mal ou que dormisse feito um anjo a noite inteira, esquecido por completo da sua existência?

O ódio é também uma maneira de se estar com alguém.
Para odiar alguém, precisamos reconhecer que esse alguém existe e que nos provoca sensações, por piores que sejam.

Para odiar alguém gastamos energia, neurônios e tempo.
Já para sermos indiferentes a alguém, precisamos do quê? De coisa alguma.

A pessoa em questão pode saltar de bung-jump, assistir aula de fraque, ganhar um Oscar ou uma prisão perpétua... Não estamos nem aí.

A indiferença, se tivesse uma cor, seria cor da água, cor do ar, cor de nada.

Uma criança nunca experimentou essa sensação: ou ela é muito amada, ou criticada pelo que apronta.

Só bem mais tarde, quando necessitar de uma atenção que não seja materna ou paterna, é que descobrirá que o amor e o ódio habitam o mesmo universo, enquanto que a indiferença é um exílio no deserto.

Relacionamento significa algo completo, acabado, fechado. O amor nunca é um relacionamento. O amor é relacionar-se. Ele é sempre um rio, fluente, sem fim. O amor não sabe o que é ponto final. A lua-de-mel começa, mas nunca acaba. Os amantes têm um fim, o amor continua. É um verbo, não um substantivo.

E por que nós reduzimos a beleza do relacionar-se a um relacionamento?

Por que temos tanta pressa?

Porque o relacionar-se é inseguro e o relacionamento é uma forma de segurança.

Relacionamento dá uma certeza. Relacionar-se é só um encontro entre dois estranhos, talvez só por uma noite, e, pela manhã, dizem adeus.

Quem o que vai acontecer amanhã?

No Amor

Acredite sempre no amor. Não fomos feitos para a solidão.
Se você está sofrendo por amor, está com a pessoa errada ou amando de uma forma ruim para você.
Caso tenha se separado, curta a dor, mas se abra para outro amor.
E se estiver amando, declare o seu amor.
Cada vez mais, devemos exercer o nosso direito de buscar o que queremos (sobretudo no amor).
Mas atenção: elegância e bom senso são fundamentais. Arrisque!
O amor não é para covardes.
Quem fica a noite em casa sozinho, só terá que decidir que pizza pedir.
Curta muito a sua companhia.
Casamento dá certo para quem não é dependente.
Aprenda a viver feliz - mesmo sem homem
mulher ao lado.
Se não tiver com quem ir ao cinema, vá com a pessoa mais fascinante: VOCÊ!

Na Amizade

Tenha amigos vencedores. Campeões falam de, e, com campeões.
Aproxime-se de pessoas com alegria de viver.
Celebre as vitórias.
Compartilhe o sucesso, mesmo as pequenas conquistas, com pessoas queridas.
Grite, chore, encha-se de energia para os desafios seguintes.

No Pessoal

Perdoe! Enterre o passado para viver feliz.
Todo mundo erra, a gente também.
Tenha uma vida espiritual.
Conversar com Deus é o máximo, especialmente para agradecer.
Reze antes de dormir. Faz bem ao sono e a alma.
Oração e meditação são fontes de inspiração.
Todo dia temos a opção de viver plenamente.

Afinal de contas, ATITUDE É TUDO!

Não quero alguém que morra de amor por mim.
Só preciso de alguém que viva por mim, que queira estar junto de mim, me abraçando.
Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo, quero apenas que me ame não me importando com que intensidade.
Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto gostem de mim.
Nem que eu faça a falta que elas me fazem, o importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível.
E que esse momento será inesquecível.
Só quero que meu sentimento seja valorizado.
Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém.
E poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos, que faço falta quando não estou por perto.
Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras, alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho.

De que se alimenta o coração?
De amor ou de ilusão?
Paixão ou decepção?
Em apenas uma fração:
Se perde tudo pelo chão!

Juntar pedaços perdidos,
Alguns ficam escondidos
Para que se o coração esta sofrido,
Logo muito em breve será esquecido

Você jamais saberá!
De que se alimenta o coração
Sabe apenas que ele morreras, sem,
Amor, ilusão, paixão ou decepção?

Enrosca-se, mas não se embola, vira, revira, circula e pronto: está dado o laço.

É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braço.

É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo, no vestido, em qualquer coisa onde o faço.

E quando puxo uma ponta, o que é que acontece?

Vai escorregando... devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço.

Solta o presente...

O cabelo...

Fica solto no vestido...

E na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço.

Ah! Então, é assim o amor, a amizade. tudo que é sentimento? como um pedaço de fita?
Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer qualquer hora, deixando livre as duas bandas do laço.

Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade.
E quando alguém briga, então se diz - romperam-se os laços.
E saem as duas partes, igual meus pedaços de fita, sem perder nenhum pedaço.

Então, o amor é isso...
Não prende, não escraviza, não aperta, não sufoca.

Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço...

Quando encontramos um caminho florido é preciso ter cuidado ao andar por ele, pois podemos dar passos errados e acabar nos perdendo entre as flores.
Porque depois de uma grande decepção a verdade parece deixar de existir, e a memória traz a mente os momentos felizes que agora são vistos com os olhos triste e traídos por engando da beleza.
No amor quem da mais sempre perde e cada escolha que fazemos sempre decepcionamos alguém, só temos que ter cuidado para não magoar a pessoa errada!

Com o tempo você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela.
Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou mulher da sua vida.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.
O segredo é não correr atrás das borboletas... É cuidar do jardim para que elas venham até você. No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você...

Quando se ama de verdade esquecemos tudo e pensamos em uma única coisa a ser amado.
Quando o orgulho fala mais alto deixamos passar tudo que pode nos fazer feliz e ficamos a lamentar por um amor não vivido.
Queremos tanto esse amor que esquecemos de viver nossa própria vida, mas o orgulho é tão forte quanto nosso próprio amor.
Temos que aprender a nos doar mais deixar o orgulho de lado da valor a que realmente importa.
não deixe que o orgulho atrapalhe a sua vontade de amar não seja como eu uma covarde que por orgulho deixei o meu amor escapar, e nunca mais ame tão intensamente.

1. A mulher sábia edifica a sua casa. A insensata derruba a casa com as próprias mãos.
2. Força e dignidade são os vestidos da mulher sábia. Já a néscia orna-se a moda das prostitutas; é astuta de coração.
3. A mulher sábia abre a sua boca com sabedoria, e o ensino da benevolência está na sua língua. A mulher tola é abrasadora; é insensata e suas palavras são sedutoras, não conhece o pudor.
4. A mulher sábia, mesmo ainda escuro, se levanta e dá mantimento a sua casa. Já a néscia é turbulenta e obstinada; não param em casa os seus pés. Ou está nas ruas ou nas praças espreitando por todos os cantos.
5. A mulher sábia, segundo o sábio bíblico, busca lã e linho e trabalha de boa vontade com as mãos. Já a insensata senta-se à porta de sua casa ou numa cadeira nas alturas da cidade, chamando aos que seguem direito o seu caminho.
6. A mulher sábia procede virtuosamente. A néscia, vergonhosamente.
7. O coração do marido da mulher sábia confia nela enquanto o da néscia enfurece-se de ciúmes.

Talvez este não deveria ser o melhor texto para postar às vésperas de uma data tão importante como o dia dos namorados. Porém, é uma possibilidade e risco para todos aqueles que namoram...

Então, se isso for necessário um dia, preste atenção nas 7 dicas para acabar um namoro decentemente:

1. Não trate as coisas com banalidade, como se se desfizesse de um brinquedo velho. Lembre-se que dentro do seu ex-namorado existem sentimentos que não podem ser simplesmente ignorados.
2. Na hora de acabar, fale pessoalmente e a sós. Não evapore de uma hora para outra e nada de terminar o namoro por telefone, e-mail ou na frente de amigos. Não seja covarde. Converse particularmente.
3. Seja objetivo, não enrole, não crie suspense, para a pessoa não sofrer mais ou se sentir enganada durante o tempo em que vocês ficaram juntos. Senão, o sentimento bonito que o seu ex-amor tinha por você pode se transformar em ódio puro.
4. Quando estiver falando, seja cuidadoso. Não diga coisas que firam mais ainda a pessoa. Ela vai se sentir bastante machucada pelo término do relacionamento. Tente não agravar a dor.
5. Se o namoro está acabando por algo que você não aprecia na pessoa, seja franco sem magoar. Lembre-se que você também é de carne e osso, não é perfeito. Não tente bancar o bonzinho, o santinho da história, a vítima.
6. Evite alterar a tonalidade da voz. Se a voz aumentar de volume, vai parecer mais uma briga do que o fim civilizado de um relacionamento.
7. Antes de se preocupar com um próximo namoro, dê um tempo. É bom que não fique caracterizado que você deixou o seu namorado (ou namorada) para cair nos braços de outra pessoa.

1. Não pegue no pé. Dê liberdade. Não prenda. Respeite a individualidade. Por mais que queira proteger a pessoa que você ama, você é namorado e não pai ou mãe.
2. Dê atenção. Ter amigos é importante, mas dê preferência à pessoa que você ama.
3. Controle o ciúme. Ter algum ciúme é normal, mas quando esse sentimento vira paranoia o namoro se deteriora.
4. Confiar inclui deixar que o par tenha os mesmos amigos de antes do namoro, e não xeretar as gavetas, as agendas e os telefonemas.
5. Não açucare. Açucarar é ficar paparicando ou usar todos os doces de um livro de receitas para chamar o seu amor. Exemplos: docinho de coco, pudim, bombom. Não há amor que resista a tanto melado.
6. Discuta civilizadamente. Nos desentendimentos não ultrapasse os limites da civilidade. Não grite nem traga à tona velhos problemas.
7. Se descobrir que o erro está com você, peça desculpas.
8. Seja fiel. Não perca uma pessoa importante na sua vida só por causa de uma aventura. Coloque-se no lugar da outra pessoa. Ser passado para trás por quem a gente gosta é difícil, mexe com o amor-próprio.
9. Não seja interesseiro. É superimportante que seu único interesse pelo seu par seja o amor. Dinheiro, status ou estar junto simplesmente para não ficar sozinho é enganar o outro e a você mesmo.
10. Tenha segredos. Que delícia um namoro onde os envolvidos são superamigos, confidentes e têm segredos entre si! Dá um clima bom de cumplicidade.
11. Não fale do ex. Saber que houve um antes já é um pesadelo. Imagine se você ficar todo o tempo falando e, pior, elogiando as coisas que um ex-namorado fazia. É tortura! E, com certeza, fatal para o amor.
12. Aceite o outro. Não ligue se ele ou ela rói as unhas ou usa aparelho nos dentes. Você também não é sob medida.
13. Continue sendo você mesmo. Não tente parecer diferente do que você realmente é. Ninguém consegue manter uma pose por muito tempo.
14. Diga te amo. Todo mundo precisa ser querido, lembrado. Demonstre esse amor através de bilhetinhos, um elogio, uma flor, um telefonema, qualquer gesto romântico.

1. Respeite a vida particular de seu companheiro. Não importa quanto você ame seu esposo ou esposa; às vezes há necessidade de absoluta vida particular para ambos.
2. Lembre-se que seu companheiro precisa de mais auxílio quando sua maré está baixa. Tudo é fácil quando as coisas vão bem. Mas não esqueça que o caráter se aperfeiçoa nas duras adversidades e aí é hora de compreensão.
3. Não queira provar que pode tudo todo o tempo. Não gaste suas energias demonstrando sua capacidade de ser bem-sucedido.
4. Jamais provoque ciúmes para prender seu companheiro. Se você não pode impressionar seu parceiro com amor essencial que você lhe tem, montanha alguma de ciúmes o conseguirá.
5. Respeite o companheiro todo o tempo. Respeitar significa simplesmente honrar a dignidade e o valor do indivíduo, seja ele o patrão, o amigo casual ou a pessoa a quem você prometeu honrar e amar por toda a vida.
6. Tolere as falhas e fraquezas de seu companheiro. A concordância em aceitar o cônjuge nos bons e nos maus dias tem implicações muito amplas.
7. Ame um ao outro como a si próprio. À primeira vista este mandamento parece desnecessário. Mas o casamento auxilia o processo de aprendizado que transfere a ênfase do pronome Eu para Você até que isto se torna normal para o resto da vida.