Mensagens de Professor

Certo dia eu estava aplicando uma prova, os alunos, em silêncio tentavam responder as perguntas com uma certa ansiedade.
Faltavam uns 15 minutos para o encerramento e um aluno levantou o braço, se dirigiu a mim e disse:
- Professor, pode me dar uma folha em branco ?
Levei a folha até sua carteira e perguntei porque queria mais uma folha em branco.
Ele respondeu:
- Eu tentei responder as questões, rabisquei tudo, fiz uma confusão danada e queria começar outra vez.
Apesar do pouco tempo que faltava, confiei no rapaz, dei-lhe a folha Em branco e fiquei torcendo por ele.
Aquela sua atitude causou-me simpatia.
Hoje, lembrando aquele episódio simples, comecei a pensar quantas Pessoas receberam uma folha em branco, que foi a vida que DEUS lhe deu até agora, e só tem feito rabisco, confusões, tentativas frustradas e uma Confusão danada...
Acho que, agora, seria um bom momento para se pedir a DEUS uma folha Em branco. uma nova oportunidade para ser feliz.
Assim como tirar uma boa nota depende exclusivamente da atenção e Esforço do aluno, uma vida boa, também depende da atenção que dermos aos ensinamentos do professor nosso DEUS.
Não importa qual seja sua idade, condição financeira, religião, etc...
Levante o braço, peça uma folha em branco, passe sua vida a limpo.
Não se preocupe em tirar 10 (dez), ser o melhor, preocupe-se apenas em Ter a simpatia do Mestre.
Ele está mais interessado em quem pede ajuda, portanto, só depende de você.
Que o Senhor te abençoe, guarde a tua vida e te dê a Paz.

Li, certa vez, a impressionante história de um menino que lascava madeira, numa pequena cidade da Itália. Um dia, ele e seus coleguinhas estavam na rua, pedindo dinheiro por aquilo que faziam.
Um menino tocava violino e seu irmão cantava, enquanto Antônio fazia pequenos objetos de madeira. Parou um homem distinto para ouvir o menino cantar. depois, colocou uma moeda de ouro nas suas mãos.
Este garoto gritou:
– O grande Amati, o maior construtor de violinos na Itália, deu-nos uma moeda de ouro! – Foi uma euforia! Antônio não se satisfez com aquele encontro. quis conhecer mais de perto o construtor de violinos.
Como era um menino resoluto, Antônio venceu as barreiras que lhe eram postas, e chegou à presença de Amati. Disse-lhe: – Não sei tocar ou cantar, mas gosto de música e imagino que seria capaz de construir violinos. Veja, aqui estão alguns objetos que fiz de madeira, com a minha faca.
O grande homem passou o seu olhar atento dos objetos para a face ansiosa e os expressivos olhos castanhos de Antônio, e disse: – Venha à minha oficina, moço, e lhe darei uma oportunidade para aprender a tornar-se um construtor de violinos.
Qual é o seu nome?
– Antônio Stradivárius. respondeu prontamente Antônio.
Assim Antônio tornou-se aluno de Amati e trabalhou dia após dia na sua oficina. Uma das primeiras coisas que o seu professor lhe ensinou foi que a paciência para fazer com perfeição uma peça, ainda que pequenina, tinha mais valor do que a construção de um violino todo em pouco tempo.
Alguns anos decorreram e Antônio, já sendo um construtor de violinos, aperfeiçoou tanto o som e a beleza do violino que ele se tornou o melhor construtor de violinos de todo o mundo.
Ser como o mestre exige paciência, disciplina e dedicação total!
Não desista nunca dos seus sonhos... Seja resoluto e venceras todas as barreiras. A oportunidade será apenas a recompensa do seu esforço.

Em 29
12
2012 o professor Cleiber Maia da equipe LPM graduou seus alunos e, como de praxe, proferiu algumas palavras que sintetizam o espírito dessa equipe e o propósito para mais um ano de desafios que está por vir.

"Vocês sabem o que é lutar? Lutar significa usar técnicas, estratégias, controle emocional, força e atitude para enfrentar desafios.

E vocês sabem o que diferencia pessoas normais de lutadores? Lutadores encararam tudo na vida como desafio e usam a seu favor técnicas, estratégias, controle emocional, força e atitude. Se nada nos desafiar, então nós criamos um desafio e que seja assim enquanto estivermos vivos, porque um lutador não vive sem desafios.

E a fé? Lutador precisa ter fé para lutar? A fé de um lutador deve ser resumida a duas coisas. A primeira é que Deus é justo. A segunda é que quanto mais eu me esforçar e melhor eu conhecer as regras do jogo, mais eu mereço ganhar os desafios que me proponho a enfrentar.

Essa forma de encarar a vida nos prepara para enfrentar qualquer tipo de situação. O nosso mérito está em merecermos ganhar nossas lutas e não em sairmos vitoriosos. Não temos que ter medo de perder, apenas temos que fazer nossa parte para merecer vencer.

Vocês ganharam um diploma porque se portaram como verdadeiros lutadores em 2012 e nele também diz a sua graduação atual. No ano que vem, vocês receberão um novo diploma com uma graduação maior ainda, o que significa que vocês estarão cada vez mais preparados para enfrentar qualquer desafio no tatame e na vida."

Prof. Cleiber Maia