Mensagens de Família

Não permita que sua família seja seu deformador social. A Família é nossa primeira escola de relacionamento social. É através da família que você aprende a se relacionar. Lembro-me muito bem dos conselhos de minha mãe e meu pai: Meu filho respeite os mais idosos como se fossem seus avós, respeite as pessoas como se fosse seus tios e tias, respeite os jovens como seus irmãos e respeite as crianças mais novas como seus filhos nos futuro.
Respeite a professora, pois ela é sua segunda mãe pra você. Respeite seu patrão, tenha ele em alta estima, pois Deus deu a ele a tarefa de dar emprego para você. Respeite a empresa que você trabalha, pois Deus a abençoará através da sua vida. Respeite a igreja que você é membro, pois ela é o corpo de Cristo. Respeito o pastor ele é a autoridade divina sobre tua vida, respeite seus irmãos, honre-os e ame-os custe o que custar, no que depender de você, coo diz a bíblia "Tenha paz com todos". Entretanto, em muitas famílias, a lição e contrária. Lá se desaprende a viver junto, a desejar compartilhar, a servir ao próximo.
Então é preciso aprender onde se puder aprender. Se as relações dentro do seu lar estão complicadas, livre-se das complicações herdadas e construa novos padrões a partir de quem sabe bem o que é se relacionar. Na igreja e em outras famílias amigas, por exemplo, você pode aprender novos padrões de relacionamento. Ao invés de continuar praticando padrões negativos, vá atrás e traga padrões saudáveis de relacionamentos para sua vida e para seu lar e para sua igreja.

Fora da caridade não há salvação
Estes princípios, para mim, não são apenas uma teoria, eu os coloco em prática; faço o bem tanto quanto o permite a minha posição; presto serviço quando posso; os pobres jamais foram rejeitados em minha casa, ou tratados com dureza; a todo momento não foram sempre recebidos com a mesma benevolência?

Jamais lamentei meus passos e minhas diligências para prestar serviço; pais de família não saíram da prisão pelos meus cuidados? Certamente não me cabe fazer o inventário do bem que pude fazer; mas, num momento em que parece tudo esquecer-se, é-me muito permitido, creio, chamar à minha lembrança que a minha consciência me diz que não fiz mal a ninguém, que fiz todo o bem que pude, e isso o repito sem pedir conta da opinião; sob esse aspecto, a minha consciência está tranquila e de alguma ingratidão com a qual pude ser pago, em mais de uma ocasião, isso não poderia ser para mim um motivo para deixar de fazê-lo; a ingratidão é uma das imperfeições da Humanidade, e como nenhum de nós está isento de censuras, é preciso saber passar aos outros pelo que se nos passa a nós mesmos, a fim de que se possa dizer, como J. C.: "que aquele que está sem pecado, lhe atire a primeira pedra."

Continuarei, pois, a fazer todo o bem que puder, mesmo aos meus inimigos, porque o ódio não me cega; e eu lhes estenderia sempre a mão para tirá-los de um precipício, se a ocasião disso se apresentasse.

Eis como entendo a caridade cristã; compreendo uma religião que nos ordena retribuir o mal com o bem, com mais forte razão restituir o bem pelo bem. Mas não compreenderia jamais a que nos prescrevesse retribuir o mal com o mal.

Allan Kardec

Que nenhuma família comece em qualquer de repente. Que nenhuma família termine por falta de amor. Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente. E que nada no mundo separe um casal sonhador.
Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte. Que ninguém interfira no lar e na vida dos dois. Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte. Que eles vivam do ontem, do hoje e em função de um depois.
Que a família comece e termine sabendo onde vai. E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai. Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor. E que os filhos conheçam a força que brota do amor.
Abençoa, Senhor, as famílias! amem! abençoa, Senhor, a minha também.
Abençoa, Senhor, as famílias! amem! abençoa, Senhor, a minha também.
Que marido e mulher tenham força de amar sem medida. Que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão. Que as crianças aprendam no colo o sentido da vida. Que a família celebre a partilha do abraço e do pão.
Que marido e mulher não se traiam, nem traiam seus filhos. Que o ciúme não mate a certeza do amor entre os dois. Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho. Seja a firme esperança de um céu aqui mesmo e depois.
Que a família comece e termine sabendo onde vai. E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai. Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor. E que os filhos conheçam a força que brota do amor.
Abençoa, Senhor, as famílias! amem! abençoa, Senhor, a minha também.
Abençoa, Senhor, as famílias! amem! abençoa, Senhor, a minha também.