Anivers��rio - Mensagens

Estavam reunidos na floresta, um pássaro, um peixe, um coelho e um pato. Conversavam sobre suas habilidades e modos de lidarem com as adversidades da vida.
Sobre a possível aproximação de um caçador, disse o pássaro: - Ah, se um caçador aparecer eu saio voando como um foguete, com toda minha força e energia...
O peixe, por sua vez comentou sobre o assunto: - Se aparecer um caçador, eu nado como nunca, com toda minha destreza e velocidade...
O coelho, ponderou: - No meu caso, se um caçador aparecer "pernas pra que te quero", corro como uma bala...
Demonstrando um certo ar de superioridade, devido a aparente limitação de seus companheiros, o pato deu um passo à frente e declarou: - Se vier um caçador, eu não terei problemas em me safar, pois além de voar, sei nadar e correr. Farei qualquer uma dessas coisas, pois tenho várias habilidades, usarei a que for mais conveniente.
A conversa seguia seu rumo, quando de repente surgiu um caçador na floresta. Sem demoras o pássaro alçou voo. O peixe nadou rapidamente para o fundo do rio e o coelho saiu em disparada.
O pato, porém, foi apanhado. Com tantas habilidades, não conseguiu definir a tempo a melhor estratégia de fuga.

Uma Formiga foi à margem do rio para beber água e, sendo arrastada pela forte correnteza, estava prestes a se afogar.
Uma Pomba que estava numa árvore sobre a água, arrancou uma folha e a deixou cair na correnteza perto dela. A Formiga subiu na folha e flutuou em segurança até a margem.
Pouco tempo depois, um caçador de pássaros veio por baixo da árvore e se preparava para colocar varas com visgo perto da Pomba que repousava nos galhos alheia ao perigo.
A Formiga, percebendo sua intenção, deu-lhe uma ferroada no pé. Ele repentinamente deixou cair sua armadilha e, isso deu chance para que a Pomba voasse para longe a salvo.
Moral da História: Quem é grato de coração sempre encontrará oportunidades para mostrar sua gratidão.

Anjo, solte sua renda pelos campos verdes, de forma que sobre a relva tenhas poder
Anjo, liberte os corações, refrigera os males que o ardor do ódio faz
Anjo, ó anjo, traz, faz; com teus olhos verdes oliva iluminados pelo brilho do sol, faz
Anjo, faz me sentir como nuvens, que flutue contigo, ó anjo, se soubesses que desejo
o ar e invejo a chuva, farias de mim o que fazes com teus pássaros, libertarias minha alma
e deixarias eu pelejar sobre teu céu
Anjo, pós morte, observas o que fora destrinchado pela maldição do olho negro
ou apenas observas com afeto o que lhe seria amável
Anjo, tua renda vislumbraste desliza sobre as pedras do rio, teu cavalo
branco galopeia, forte, ávido a desvendar conexões novas entre o mundo do amor e o mundo natural
incessante desejo de aventura
Anjo, das carícias que fazes em meu rosto frio e apático, torna-me cada vez mais jovem
Anjo, faz-me voar, ó altura, que de tão longe a vejo e tão perto sinto
Anjo, que pela palavra és espírito, que pelo sentido oculto é carne, se faz presente
Anjo, ensina-me a extinguir a maldade, meus dias já não são calmos, manifeste-se Anjo
Rogo-te, pois a esperança não finda e a carne de meu corpo ainda suporta o meu pesar
Mostra-me o final deste tempo, e não apenas viverei nesse frenesi, consumido pela emoção
Anjo, ó anjo, esse sorriso que esboça com lábios vermelhos e delicadamente tracejados
só faz aumentar sua beleza, seu olhar intenso, lento, que me paralisa, êxtase incansável
Lança-me ao abismo mortal que devo a honra de gozar tal experimento com os braços fechados
Anjo, Anjo, Anjo, silêncio que precede o esporro, as guerras mortais é pura discórdia do amor
se conheces a necessidade da existência amenize o sofrer
Anjo, tentei dar socos no ar para tentar parar de chover, más minhas lágrimas fizeram parte das
águas cristalinas que caiam sobre minhas vestes, olhando para o chão molhado vi a traços do meu
rosto cansado e descobri que chegara a velhice
Anjo, por que te desejo? não sei bem certo a verdade de ti, só sei que vivo melhor quando desta não cogito.

Uma boa tarde para todos vocês!

O sopro do vento esfria as noites,
mas as tardes continuam mornas,
e o mar espraia-se preguiçoso
nas pedras estendidas da praia.

Paisagem que reflete a vida,
encurta os dias, amplia as noites
e a vida como uma leve pluma,
com a brisa segue meio perdida.

Amarelecidas agora rolam as folhas
no chão de uma paisagem outonal,
as árvores nuas, sem mais flores,
são serenas sombras no madrigal.

Como uma réstia de sol no mar,
faz-se da vida um entardecer,
Folhas e flores vão descansar,
os sonhos serão um rio a correr.

Sônia Schmorantz

Derrubei o meu império
Em busca de um amor perfeito
Em meio as feridas abertas
Banhadas em lagrimas
Cravei o punhal da separação
E tudo o que nos erguia, desabou
Destruiu meus sonhos
Em busca de amor perfeito
Invadi teus pensamentos
Marquei tua alma com a irá da traição
E brindei minha vitória com o cálice de tuas lagrimas
Deixei minha razão de lado
Em busca de um amor perfeito
E bani o teu amor controlador da minha vida
Cuspi a ultima gota de dó que sentia
E banhei me em um rio de esquecimento
Acordei, em busca de um amor perfeito
E tudo o que descobri foi que:
Amores perfeitos não existem.

No calor
No frio
Não importava
Todo fim de semana a gente ia ao rio

Mesmo cansado
Mesmo doente
Mesmo machucado
Na praia tudo era curado

Para sempre nos manter disposto
Na maior boa-fé
Nós sempre levávamos
O nosso sagrado tereré

Aos meus amigos
Uma eterna gratidão
Por ter fazerem minha vida
Cheia de emoção

Alex Veloso

Certa vez um cão estava quase morto de sede, parado junto à água. Toda vez que ele olhava o seu reflexo na água, ficava assustado e recuava, porque pensava ser outro cão.
Finalmente, era tamanha a sua sede, que abandonou o medo e se atirou para dentro da água. Com isto, o reflexo desapareceu.
O cão descobriu que o obstáculo – que era ele próprio – a barreira entre ele e o que buscava, havia desaparecido.
Nós estamos parados no meio do nosso próprio caminho. E, a menos que compreendamos isso, nada será possível em direção ao nosso crescimento.
Se a barreira fosse alguma outra pessoa, poderíamos nos desviar, mas nós somos a barreira. Nós não podemos nos desviar – quem vai desviar-se de quem? Nossa barreira somos nós e nos seguirá como uma sombra.
Esse é o ponto onde nós estamos – juntos da água, quase mortos de sede, mas alguma coisa nos impede, porque nós não estamos saltando para dentro. Alguma coisa nos segura. O que é?
É uma espécie de medo, porque a margem é conhecida, é familiar e pular no rio é ir em direção ao desconhecido. O medo sempre diz: "agarre-se àquilo que é familiar, ao que é conhecido".
E as nossas misérias, nossas tristezas, nossas depressões, nossas angústias, nossos complexos, nos são familiares, são habituais.
Nós vivemos com eles por tanto tempo e nos agarramos a eles como se fosse um tesouro. O que nós temos conseguido com isso? Será que não podemos renunciar às nossas misérias? Já não estivemos o bastante com elas? Será que já não nos mutilaram demais? O que nós estamos esperando?
Esse é o caso de todos nós. Ninguém nos está impedindo. Apenas o próprio reflexo entre nós e o nosso destino, entre nós como 1 semente e nós como 1 flor. Não há ninguém nos impedindo, criando qualquer obstáculo.
Portanto, não continuemos a jogar a responsabilidade nos outros. Essa é uma forma de nos consolar. Deixemos de nos consolar, deixemos de ter autopiedade. Fiquemos atentos. Abramos os olhos. Vejamos o que está acontecendo com nossa vida.
"Escolhamos certo e decidamos dar o salto."

Quando estamos a sós, quando teu corpo enlaço e mergulho meu rosto em teus cabelos soltos, por Deus, nem sei o que sinto, o que faço.
Há em mim a confusão de desejos revoltos tendo os lábios aos teus longamente apertados, misturo em nossa boca a nossa própria vida, e ao te sentir pesar em meus braços vencida, o mundo é um caos que gira em meus olhos cerrados.
Quando encontro em meu corpo o teu corpo macio, os seios soltos, nus, fremindo no meu peito.
Abraço-te numa ânsia e depois que te estreito, sou como um tronco em queda a soltar-se num rio.
Eu te quero, te quero e te desejo.
Esse amor que me dás é uma alucinação que cega os meus sentidos.
Meus braços te enlaçando querem sempre mais, até que nossos corpos rolem confundidos...
Não há nada no mundo, eu junto a ti sou, sou franco, desprezo todos os tesouros para poder beijar o teu pescoço, desmanchar com as mãos os teus cabelos.
Sou teu, cobre-me de carícias que me sinto nu, e aperta-me a teu peito que em teus braços morro.
Te quero...

Eu sentei e chorei. Conta a lenda que tudo que cai nas águas deste rio - as folhas, os insetos, as penas as aves -
se transforma nas pedras do seu leito. Ah, quem dera eu pudesse arrancar o coração do meu peito e atirá-lo na
correnteza, e então não haveria mais dor, nem saudade, nem lembranças.

Entra ano a sai ano
E o povo fica a contar
O dia esperado
Pra na folia brincar.
Carnaval é festa tradicional
Todos ficam a dançar
Ao som de marchinhas
E não param de cantar.
O frevo é uma dança
Que encanta os turistas
Na cidade de Olinda
Não tem arte mais bonita.
Já no Rio de Janeiro
A Cidade Maravilhosa
Inspiração de muitos artistas,
Que viveram outrora.
A riqueza de seu carnaval de rua
Enche os olhos do carnavalesco
Encantando com ricas alegorias
Apresentando detalhes de rara beleza.
Carnaval festa folclórica
Onde o povo costuma apresentar
Traços de sua origem
Por prazer de ressaltar
Seus valores e cultura
Fazendo sua terra brilhar.

É normal essa tristeza profunda que você está sentindo, querida amiga. A família é uma fortaleza, o abrigo onde nascemos e crescemos, onde nos tornamos quem somos. Perder um familiar é, portanto, como se parte desse refúgio desaparecesse, como se sofresse um abalo e, de repente, tudo estivesse se desmoronando. É um sentimento de injustiça e impotência que não conseguimos controlar.

Seria bom se as lágrimas que nos escorrem pela face, formassem um rio que pudesse trazer de volta aqueles que já partiram. Desse jeito saberíamos que chorar não é em vão. Mas a realidade que temos de enfrentar é bem diferente e se lamentamos tanto a morte é porque não termos poder de dar vida aos que tiveram de partir.

É difícil, sem dúvida, mas você tem de acreditar que vai conseguir superar essa perda. A vida continua, por isso, tenha força para permanecer na luta pelos seus sonhos e objetivos. Eu estarei aqui do seu lado para te apoiar.

Existe alguém na minha vida que esteja o tempo que estiver longe, e seja onde for que vá, sempre volta para junto de mim e nossa dinâmica nunca muda. E quando nos voltamos a encontrar, depois de algum tempo afastados, é como se tempo algum houvera passado, e ainda ontem nos tivéssemos visto.

Já vivi muito com essa pessoa, aventuras e as mais diversas situações. Já fomos mais que amigos, mas a verdade é que nunca deixamos de ser os melhores amigos!

Com ele eu rio e juntos é como se falássemos uma linguagem só nossa. Sei que aconteça o que acontecer, seja lá o que o destino nos reserva, sempre seremos amigos e mesmo longe na distância, estaremos juntos.

Amo muito você, meu melhor amigo! Obrigada por existir na minha vida, obrigada de coração, pois não consigo imaginar a felicidade sem você para a criar!

Há doenças piores que as doenças,
Há dores que não doem, nem na alma
Mas que são dolorosas mais que as outras.
Há angústias sonhadas mais reais
Que as que a vida nos traz, há sensações
Sentidas só com imaginá-las
Que são mais nossas do que a própria vida.
Há tanta coisa que, sem existir,
Existe, existe demoradamente,
E demoradamente é nossa e nós...
Por sobre o verde turvo do amplo rio
Os circunflexos brancos das gaivotas...
Por sobre a alma o adejar inútil
Do que não foi, nem pôde ser, e é tudo.
Dá-me mais vinho, porque a vida é nada.

Sem Deus e a Sua harmonia, Nada no mundo existia, Sem o Seu poder Divino. Não havia Criação, Nem a Eva nem Adão, Nem nascia o Deus Menino.
Sem a Sua majestade, Não havia Eternidade, Nem estrelas no firmamento. Não havia Sol a brilhar, Nem a Lua nem luar, Nem Celeste movimento.
O Universo era um vazio, Sem planeta nem rio, Eterna noite cerrada. Não havia a luz do dia E o tempo nunca existia, Tudo o que existe, era nada!
Sem Deus não havia a vida, Nem Terra para guarida, Dos imensos oceanos. Não havia a Natureza, Nem existia a beleza, Que deslumbra os seres humanos.
Com a Sua omnipotência, Deus criou toda a essência, Até o Inferno e os Céus. Tudo no mundo criado, Não tinha significado, Se não existisse Deus!

Meu filho, você embarca agora em uma grande aventura e eu vou ficar aqui torcendo por você. Peço que você nunca esqueça que tem em mim o seu porto seguro, aconteça o que acontecer. Esta será uma experiência única em sua vida, e vai lhe trazer grandes aprendizados, sabedoria e crescimento pessoal.

Você nunca mais vai ver o mundo com os mesmos olhos. Você vai ser totalmente responsável pela sua vida, vai sentir o peso da liberdade e vai saber quanto custa tomar uma decisão.

Eu vou estar aqui acompanhado tudo, rezando para que você fique bem, para que siga sempre o caminho do bem, e que tenha muito juízo. A partir de agora é totalmente responsável por você, mas leva na bagagem tudo que aprendeu até hoje, leva a pessoa boa e de bom caráter que você é.

Como dizem, "um homem nunca se banha duas vezes no mesmo rio". Eu sei que você vai voltar diferente, e que seja mais maduro, sábio e feliz.

Boa viagem meu filho, e você fica comigo no meu coração! A sua mãe ama você.

Amar a si próprio é uma das artes mais complicadas que o ser humano tem que
enfrentar, mais é preciso. Este amor por si será o mesmo transmitido as
pessoas que estão do seu lado dia a dia.
Feche os olhos e viaje até chegar ao nada, respire fundo e solte o ar
lentamente, continue de olhos fechados, então abra cada porta que estiver
fechada. A porta do amor, da verdade, da alegria, e a porta mais cobiçada
pelos homens a da Paz Interior. Feche as portas que estão abertas e que
batem quando o vento forte chega, a porta da inveja, da insegurança e da
falta de vida. Não estou aqui para passar lição de vida para ninguém, mas
passo o que aprendi até o dia de hoje, talvez amanhã você tenha algo para
passar para alguém, algo que aprendeu ou descobriu em si mesmo ao olhar o
seu reflexo distorcido na água de um rio que nunca para, mesmo com a
correnteza fraca.

Quando você chegar quero te abraçar, quero te beijar, te prender em meus abraços apertados... Vou te mostrar que a vida pode ser muito mais colorida quando se tem amor.
Quando você chegar Trazendo contigo o amor ardente Esta chama envolvente Quero te abraçar Nos braços do meu desejo Embriagar-te, em longos beijos A ti entregar-me Pertencer-te somente.
Quando você chegar Desejo do meu desejo Quero somente te amar Percorrer-te, como um rio e correr para o teu mar.
Sentir tua pele na minha Sentir o teu cheiro Misturando-se ao meu.

Meu amor, os dias passam, meses se vão, e entre beijos e abraços,
consolos e carícias, já faz um tempo de namoro, mas a paixão
se faz tão forte que nem parece.
Desde o primeiro beijo, eu perdi minha razão e me entreguei assim
intensamente que, hoje, minha vida não é nada sem você.
Minha felicidade depende do seu sorriso que aperta suavemente
seus olhos e deixa tua face tão meiga e doce...
Isso me atinge como um raio e eu fico paralisado com tamanho
encanto.
E como um rio corre para o mar eu busco você, atravessando
campos e vales, cortando florestas e driblando pedras.
E sigo deixando pra trás as mais belas paisagens, só pra
encontrar tua beleza, maior que qualquer outra que eu tenha visto.
Enfim, deságuo em seus braços e mergulho num mar de alegria,
mostrando ao mundo que eu te amo!

É importante perceber que o despertar da vida depende de você. Libere seu coração e deixe que ele construa seu destino. A felicidade é uma experiência ligada à sabedoria. Sua vida muda quando você muda. Deixe as pessoas do passado no passado, a melhor cura do baixo- astral é abrir os olhos para o mundo. Enquanto você acreditar, o medo não vai se instalar. Para viver intensamente é necessário conviver com os riscos. Por isso acredite sempre, por pior que seja a situação. Não deixe a dúvida tomar conta de você. Nosso maior adversário está dentro de nós. É preciso entrar pra valer nos projetos da vida, até que o rio se transforme em mar. Poder é ser dono de sua atenção. Alguém já disse que visão é a arte de ver o invisível. Nós é que transformamos a semente em árvore para poder colher os frutos. A primeira ponte é a do sentido da vida.
A segunda ponte é a do silêncio. A terceira ponte é a da simplicidade. A quarta ponte é a do sentimento. Você é a pessoa que escolhe ser. Um dos segredos da felicidade é saber criar condições para que a vida dependa de nós. Viver é a arte de realizar sonhos. Viver é ser o artista da auto-criação. As mudanças ficam mais fáceis quando o que se passa dentro de você é explicado. O grande néctar da vida é a possibilidade de realizar o divino que existe dentro de cada um de nós.
(Ágatha Sthéfani)

Os dias que passam na vida São como os pingos Da chuva que cai E correm para o rio E sem o seu amor Sou uma pobre abandonada Chorando desesperada Em uma noite de frio
Angustiada pela dor de uma saudade Sinto minha alma ferida Vejo minha vida esquecida Mesmo não sendo correspondida Falo com toda ansiedade que preciso de você Para minha felicidade
Ah! Se você soubesse O que eu estou sentindo agora Talvez não sofreria tanto Mandava a tristeza embora Mas sei que você não entende O sofrimento de uma mulher Por isso, no silêncio da noite Murmurando sozinha Eu chamo pelo seu nome
O tempo vai passando Nunca vou te esquecer Porque você é tudo Em minha vida É a razão do meu ser Não me importa a distância E mesmo sendo esquecida Ainda me resta uma viva esperança Que em seus braços um dia vou viver.

Com justiça posso dizer que o mundo me era estranho, que o céu o via cinzento, que a vida me parecia enfadonha, antes de conhecer e por você me apaixonar perdidamente, meu namorado.

Hoje é o seu dia especial, e para mim é a data mais significativa, pois hoje comemoramos o seu nascimento, sem o qual eu jamais teria encontrado minha razão para viver!

Eu amo muito você, e a você devo outro tanto, pois hoje vejo cores e sinto sabores como nunca antes. Hoje eu rio porque no coração carrego genuína felicidade! Feliz aniversário, meu amor!

O padre José Roberto, da Igreja da Ressurreição, no Rio de Janeiro, saía certa manhã bem cedo, quando seu carro foi cercado por três adolescentes. - Passamos a noite em claro, padre – disse um deles, em tom desafiador. – Pode imaginar onde estivemos?
Como qualquer ser humano normal, José Roberto preferiu ficar quieto. Imaginou o que significa uma noite em claro naquela idade, sentiu medo pelos riscos que os garotos devem ter corrido, pensou na preocupação dos pais.
O adolescente que iniciara a conversa terminou por responder á própria pergunta:
- Ficamos na Igreja de N. S. de Copacabana, adorando a Virgem. Saímos de lá tão eufóricos que viemos caminhando até aqui (aproximadamente 3 quilômetros), cantando alto, rindo, falando com todo mundo. Pelo menos uma das pessoas nos perguntou: "Como é que vocês, tão jovens, não têm vergonha de estarem bêbados a esta hora da manhã?"
O padre José Roberto deu partida no seu carro, e seguiu em direção ao seu compromisso. No caminho, se perguntou muitas vezes: - Eu também me deixei levar pela aparências, e cometi uma injustiça em meu coração. Será que algum ser humano vai finalmente entender a frase de Jesus, "Vocês serão julgados com a mesma medida com que julgam seu próximo?"