Mensagens de Reflexão

Você tem o costume de se colocar no lugar do outro?
Quando nos colocamos no lugar de alguém para tentar entender seu ponto de vista, fica mais fácil compreender e aceitar as diferenças. E mais, nasce aí um sentimento dos mais nobres: a compaixão.
Quando você compreende o outro passa a querer ajudar ao invés de julgar ou ter pena.
Pensar nisso é fundamental para nos transformar e transformar o mundo.
É esse pensamento que vai fazer com que a gente passe da lamentação para a ação.
Ficar triste ao ver uma criança doente no hospital ou pessoas morando na rua é normal. O que não pode é ficar só nisso. Quando imaginamos como nos sentiríamos nessa situação, tudo muda.
A gente passa a ter vontade de mudar aquilo. E é aí que percebemos como temos o poder de transformar, com pequenas atitudes, a vida do outro e o mundo.
Pode ser uma carona num dia de chuva, um trabalho voluntário, um prato de comida ou simplesmente uma porta aberta.
Existem muitas maneiras de exercer a compaixão e ajudar o outro.

Apesar de você ficar mais distante de mim, saiba que
eu vou estar sempre presente. Mesmo não te vendo
todas as manhãs, eu vou estar com você em todos
os momentos da sua vida.

Amiga, eu sei que essa despedida é triste, mas saiba
que do jeito que você é, você vai conseguir outro
emprego rapidinho. E acredite, nada é por acaso, se você
saiu, é porque Deus preparou um emprego melhor para você.

Te desejo boa sorte amiga, que Deus tenha preparado um emprego
maravilhoso para você, pois você merece isso e muito mais.
Que essa despedida do trabalho, sirva como uma experiência para
você.

Eu te amo muito Amiga.

Se todos fôssemos mestres, a quem ensinaríamos? Se de tudo soubéssemos, por que aqui estaríamos? No entanto, temos diante da vida, na maioria das vezes, uma postura de tudo saber, de poder emitir ideias, avaliações, estabelecer conceitos...
E cheios de nós mesmos, como um balão que se enche e se eleva para poder ser visto por todos, seguimos com essa ilusão que teimamos em alimentar, buscando cada vez mais nos auto afirmar (tanto para os outros, quanto para nós mesmos).
Em todas as matérias somos doutores. nas coisas da vida, diplomados.
A todo instante distribuindo conselhos, pareceres, instruções àqueles que nos ouvem.
Tudo parecemos saber, quando tão pouco conhecemos! O que será que desencadeou essa nossa postura?
Orgulho? Inteligência? Prepotência? Ignorância? Poderei desfilar aqui mil motivos, justificativas... Todas disfarces do medo.
O medo que nos assola é tamanho, tão grande, que cria a lista de adjetivos citados acima, apenas para não ser descoberto. Por medo de não saber, fingimos saber tudo. E o que é pior, convencemos aos outros e a nós mesmos.
Enquanto o medo permanece, cresce e cria novas formas de nos manter cativos e ignorantes.
Não temos que saber tudo! Não temos que provar nada aos outros. Temos que conhecer o medo, lidar com ele e, humildemente, nos apresentarmos á vida como aprendizes.
Pois, o verdadeiro mestre se auto intitula aprendiz!...

Não se trocam as amizades, conservam-se os amigos para compartilhar as alegrias e repartir as tristezas pois o calor humano que vem de uma amizade verdadeira deixam os fortes para enfrentar os dias difíceis.
Amizade é relíquia sagrada que guardamos no decorrer do tempo, você é um exemplo de um tesouro que nunca saíra do meu coração, você é insubstituível possui qualidades que são os ganhos que levaremos para Deus, o respeito, a confiança, a presença constante são os elos que fortalecem uma amizade.
Eu gostaria que minhas palavras formassem uma cascata de estrelas e que caísse em seu coração o fazendo brilhar com meu carinho, não importa o tempo e nem a distância que por ventura algum dia venha separar a nossa amizade.
Você será sempre insubstituível dentro do meu coração, o mundo é bom e Deus é sábio e generoso pois faz pessoas como você atravessarem nosso caminho, fazendo agente mais feliz. Que seja sempre assim porque dessa maneira eu terei certeza que nunca estarei só, ter sua amizade é ter a benção da vida.
Você será sempre insubstituível!

Todos nós já tivemos, de uma maneira ou de outra, experiências difíceis na vida. Isto faz parte de nossa viagem por esta Terra e embora muitas vezes pensamos que as coisas podiam ter acontecido de outra maneira – o fato é que não podemos mudar nosso passado.
Por outro lado, é uma mentira pensar que tudo que nos acontece tem o seu lado bom. existem coisas que deixam marcas muito difíceis de superar, feridas que sangram muito.
Como, então, nos livrarmos de nossas experiências amargas?
Só existe uma maneira: vivendo o presente. Entendendo que, embora não possamos mudar o passado, podemos mudar a próxima hora, o que acontecerá durante à tarde, as decisões a serem tomadas antes de dormir.
Como diz o velho provérbio hippie: hoje é o primeiro dia do resto da minha vida.

Conta-nos uma lenda que um viajante encontrou uma fonte de águas cristalinas no deserto. A água era tão límpida e fresca que resolveu levar um pouco para seu rei.
Satisfez sua sede e logo a seguir encheu o seu cantil com aquela água maravilhosa, andando ainda vários dias debaixo do sol do deserto até chegar ao palácio do rei.
Quando, finalmente, chegou à presença do seu soberano, curvou-se aos seus pés e entregou-lhe o presente que lhe trouxera.
A água já estava estragada e com mau-cheiro devido ao cantil velho onde havia sido guardada por vários dias. Porém, o rei não deixou que seu fiel súdito percebesse que a água estava imprópria para o uso. Saboreou o presente com expressão de gratidão e encanto.
Depois despediu o homem que saiu da sala do rei com o coração transbordando de alegria.
Depois de ter saído, outros provaram a água e ficaram espantados pelo fato do rei ter fingido apreciar o que o leal súdito havia oferecido.
- Ah! Disse o rei, não foi a água que eu saboreei, mas o amor demonstrado no oferecimento.
Preste sempre atenção nas coisas que te são oferecidas... Muitas vezes, a intenção, é carinho, amor, afeto, como são os presentes inocentes das crianças... Que você encontre sempre alguém pelo caminho te presenteando com inocentes
"Águas Cristalinas".

Fiquei muito feliz em saber que você conseguiu um emprego. A vida não está fácil para ninguém, mas você nunca desistiu de lutar e esta oportunidade acaba por ser um prêmio mais que merecido.

Desejo muito sucesso profissional para você! Que este passo seja apenas o início de uma longa carreira onde certamente conseguirá muitas alegrias e vitórias.

Não deixe que morra em você a criança. Que vê a vida com olhos de sonhos, onde brilha a esperança e a felicidade.

Que se encanta com cada descoberta, pois o mundo é um mundo de coisas a descobrir. Que é verdadeira em seus gestos e ações. Que não teme em ser ridícula ou fazer feio, apenas age com naturalidade.

Que viaja na imaginação, com companheiros irreais e tão reais. Que consegue conversar consigo mesma, falar de seus sonhos e seus medos.

Que vibra de alegria por cada vitória alcançada, mesmo que pareça pequena diante de tudo que tem por conquistar.

Que deseja ser grande e ser tanta coisa. Que às vezes parece tão distante de si, mas não importa, pois o ser começa em desejar ser. Que ao sentir-se carente, aconchega-se no colo de alguém sem receio de não poder retribuir.

Que se sente protegido por se amado. E ama, sem medo de não ser correspondido.

Que não age com preconceito diante do diferente, pois ser diferente não é ser mais nem menos, apenas diferente. Que age com naturalidade diante da morte, pois a vida não é mais do que uma parte do caminho.

Que sorri e chora quando tem vontade, pois as emoções são para ser vividas e compartilhadas.

Ser adulto também é manter-se criança.

Os tempos mudaram e as mulheres conquistaram mais espaço no mundo. Mas isso não significa que ser mulher se tornou mais fácil. Muitas vezes, ter mais opções ou acumular papéis torna a vida mais complicada. A mulher de 30 anos de hoje, a famosa balzaquiana, é muito diferente da mulher de 30 anos de algumas décadas atrás.

Apesar de muitas mulheres ainda projetarem sua felicidade no casamento e construção de uma família, esses planos ficaram para mais tarde. As mulheres descobriram que podem aproveitar a vida sozinhas ou muito bem acompanhadas, antes de subirem ao altar.

Fazer uma faculdade, começar uma carreira, fazer uma viagem ao exterior com as amigas, comprar o primeiro carro, fazer uma pós-graduação, financiar um imóvel, se apaixonar pelo homem errado, morrer de amores e continuar viva... Tudo isso são conquistas femininas!

Nos dias de hoje, tudo isso pode parecer bobagem, mas para as nossas avós e mães balzaquianas, isso era transgressor. Mas foi graças às gerações passadas que conquistamos o direito de ir e vir, de sermos livres para errar, errar até um dia acertar. E viva as conquistas femininas!

Errar é algo inerente ao ser humano, tão intrínseco que para algumas pessoas pode ser até definido como um hábito. Mas, apesar do erro fazer parte da vida de qualquer indivíduo, como ele afetará a sua vida dependerá totalmente da sua disposição em repará-lo.

Nenhum deslize é irreparável, por mais grave que seja, a sinceridade ao declarar arrependimento é o primeiro passo para ser novamente respeitado e futuramente perdoado. Não é possível mudar o passado, mas admitir que tal atitude foi inadequada e se comprometer para jamais repeti-la, certamente é a melhor forma de conseguir um melhor futuro.

Com o erro reconhecido e a demonstração de que está verdadeiramente arrependido, a partir daí, a anterior falta de credibilidade deve ser trocada o mais rapidamente possível pela absoluta honestidade. Não adianta pedir perdão se a intenção e continuar no erro, é preciso acreditar com todas as forças que o deslize pode ser reparado e para isso, o comportamento tem que ser transformado.

Numa aldeia vietnamita, um orfanato dirigido por um grupo de missionários foi atingido por um bombardeio.

Os missionários e duas crianças tiveram morte imediata e as restantes ficaram gravemente feridas. Entre elas, uma menina de oito anos, considerada em pior estado. Era necessário chamar ajuda por um rádio e, ao fim de algum tempo, um médico e uma enfermeira da Marinha do EUA chegaram ao local. Teriam de agir rapidamente, senão a menina morreria devido aos traumatismos e à perda de sangue. Era urgente fazer uma transfusão, mas como?

Após alguns testes rápidos, puderam perceber que ninguém ali tinha sangue para doar. Reuniram as crianças e entre gesticulações, arranhadas no idioma, tentavam explicar o que estava acontecendo e que precisariam de um voluntário para doar sangue. Depois de um silêncio sepulcral, viu-se um braço magrinho levantar-se timidamente. Era uma menino chamado Heng. Ele foi preparado as pressas ao lado da menina agonizante e espetaram-lhe uma agulha na veia.

Ele se mantinha quietinho e com o olhar fixo no teto. Passado algum momento, ele deixou escapar um soluço e tapou o rosto com a mão que estava livre. O médico perguntou-lhe se estava doendo e ele negou. Mas não demorou muito a soluçar de novo, contendo as lágrimas. O médico ficou preocupado e voltou a perguntar-lhe novamente, e novamente ele negou. Os soluços ocasionais deram lugar a um choro silencioso, mas ininterrupto. Era evidente que alguma coisa estava errada. Foi então que apareceu uma enfermeira vietnamita vinda de outra aldeia. O médico pediu que ela procurasse saber o que estava acontecendo com Heng. Com a voz meiga e doce, a enfermeira foi conversando com ele e explicando coisas e o rostinho do menino foi se aliviando...

Minutos depois ele estava novamente tranquilo. A enfermeira então explicou aos americanos:

- Ele pensou que iria morrer, não tinha entendido direito o que vocês disseram e achava que ia ter que dar todo seu sangue para a menina não morrer.

O médico aproximou-se dele e, com a ajuda da enfermeira, perguntou:

- Mas, se era assim porque você se ofereceu para doar sangue?

E o menino respondeu:

- Ela é minha amiga...

Ser feliz não é ter uma vida isenta de perdas e frustrações.
É ser alegre, mesmo se vier a chorar;
É viver intensamente, mesmo no leito de um hospital;
É nunca deixar de sonhar, mesmo se tiver pesadelos;
É dialogar consigo mesmo, ainda que a solidão o cerque;
É sempre ser jovem, mesmo se os cabelos embranquecerem. É contar histórias para os filhos, mesmo se o tempo for escasso;
É amar os pais, mesmo se eles não compreenderem;
É agradecer muito, mesmo se as coisas derem erradas;
É transformar erros em lições de vida;
Ser feliz é sentir o sabor da água, sentir o frescor de uma brisa a tocar-lhe o rosto, é sentir o cheiro de terra molhada;
É extrair das pequenas coisas, grandes emoções;
É encontrar todos os dias, motivos para sorrir, mesmo que não existam grandes fatos;
É rir de suas próprias tolices;
É não desistir de quem se ama, mesmo se houver decepções;
É ter amigos para pedir consolo e dividir alegrias;
É agradecer a Deus pelo espetáculo da vida... e perceber o quanto é fácil e simples ser feliz...

A qualquer hora em que chegares,
sentarás comigo à minha mesa.

A qualquer hora em que bateres a minha porta,
o meu coração também se abrirá.

A qualquer hora em que chamares,
eu me apressarei.

A qualquer hora em que vieres,
será o melhor tempo de te receber.

A qualquer hora em que te decidires,
estarei pronto para te seguir.

A qualquer hora em que quiseres beber,
eu irei a fonte.

A qualquer hora em que te alegrares,
eu bendirei ao Senhor.

A qualquer hora em que sorrires,
será mais uma graça que o senhor me concede.

A qualquer hora em que quiseres partir;
eu irei à frente nos caminhos.

A qualquer hora em que caíres,
eu estenderei os braços.

A qualquer hora, em que te cansares,
eu levarei a cruz.

A qualquer hora em que te sentires triste,
eu permanecerei contigo.

A qualquer hora em que te lembrares de mim,
eu acharei a vida mais bela.

A qualquer hora em que partires,
ficarás com a lembrança de uma flor.

A qualquer hora em que voltares,
renovarás todas minhas alegrias.

A qualquer hora que quiseres uma rosa,
eu te darei toda roseira.

Eu te digo tudo isso, porque não posso imaginar
uma amizade que não seja toda,
de todos os instantes e para todo bem.

Na vida não precisamos acertar sempre, mas a cada dia errar menos. E é necessário que a cada erro, aprendamos o máximo possível para que esses erros tornem-se experiências aproveitáveis, das quais precisaremos no futuro, para não cometer os mesmo erros.
Mesmo sabendo que muitas dessas experiências machucam, nos trazem lembranças que fazem sofrer e que preferimos esquecer. Ainda assim, temos que ter consciência que devemos aproveitá-las para a cada dia errarmos menos e acertarmos mais. Porque a vida é assim, cheia de surpresa e precisamos aprender a conviver com ela, caso contrário, não conseguiremos ser alguém.
E certamente não estamos aqui por acaso, sem razão, à toa, sem um objetivo a conquistar. Estamos em busca de um espaço para deixarmos de ser mais um neste mundo. Por isso temos obrigação de aprender a viver e conviver com a realidade, tendo consciência de que em nossas mãos está o nosso futuro. Dependendo principalmente do que somos no presente, o que seremos neste futuro bem próximo.
Precisamos ter em mente algo muito importante: devemos ser sempre nós mesmos, respeitando ao nosso próximo como a si próprio.
Quando enxergarmos que isto está acontecendo, então sentiremos que nossos erros tornaram-se experiências. E que isso, é como um sinal de nosso amadurecimento. Ou seja, que deixamos de ser crianças e passamos a ser adultos, não no físico e sim no mental.

Um dia uma professora escreveu assim no quadro:

9x1 = 07
9x2 = 18
9x3 = 27
9x4 = 36
9x5 = 45
9x6 = 54
9x7 = 63
9x8 = 72
9x9 = 81
9x10=90

Na sala não faltou piadas porque ela tinha errado o
*9x1= 7*, sendo que a resposta certa é número 9...

Todo mundo riu dela. Ela então esperou todo mundo se calar, e somente depois disse:

É assim que você é visto no mundo.
Errei de propósito pra mostrar a vocês como o mundo se comporta diante de algum erro seu.

NINGUÉM te elogiou por ter acertado nove vezes, NINGUÉM te viu acertando e te deu os parabéns, mas TODO MUNDO te ridicularizou, blasfemou, humilhou e zombou porque você errou apenas UMA RESPOSTA.

Assim é a vida:

Devemos aprender a valorizar as pessoas pelos acertos.
Há pessoas que acertam muito mais do que erram, e acabam sendo julgadas por apenas UM erro, e não são valorizadas pelos outros NOVE acertos.
Isso serve pra todos nós.

Mais elogios e menos críticas.
Mais amor e carinho e menos ódio e crueldade.

São os amigos que dão significado e cor à nossa vida, que curam nossas tristezas e aumentam nossas alegrias. Feliz Dia do Amigo!

Amigos, o ritmo da vida atual tem levado milhões de pessoas no mundo ao estresse e à estafa. Corremos alucinadamente atrás de tantas coisas, que sequer sabemos dizer porque tamanha correria... Por isso, parte da Humanidade passa a sonhar com uma vida calma e tranquila, onde possamos pensar antes de fazer e planejar antes de tentar.
Na realidade, o grande problema está no fato de que aceleramos em demasia de modo inútil, pois não é necessário imprimir um ritmo tão alucinante para que consigamos atingir nossos objetivos. a arte está em saber administrar nosso tempo e de maneira organizada e inteligente concluir nossas metas, sem tanto cansaço e esgotamento.
Para isso precisamos ser dinâmicos, ágeis no pensar e decididos no fazer, atendendo a várias coisas sem protelar nossas obrigações, sem contudo paralisar nossas ações.
Uma pessoa acelerada se torna ansiosa e pouco faz em 24 horas, porque corre demais e não consegue organizar quase nada. uma pessoa lenta e indolente praticamente não faz nada no mesmo período (24 horas) pelo excesso de preguiça. todavia, uma pessoa dinâmica realiza bastante nas mesmas 24 horas, pois prioriza as mais importantes e sabe distribuir as demais para serem feitas em outro momento.
No mundo moderno, o dinamismo é uma das virtudes mais importantes que podemos expressar, essencial em uma sociedade que raia à neurose, mas que ainda não aprendeu a ser ágil, sem ser apressada e a ser rápida, sem ser ansiosa. Calma e esperteza ao mesmo tempo... Sejamos Dinâmicos.

Existe somente uma idade para ser feliz... Somente uma época na vida de cada pessoa em que é possível sonhar... E fazer planos e ter alegria bastante para realizá-los... Essa idade tão fugaz na vida da gente chama-se PRESENTE. E tem a duração do instante que passa.

Meu Deus, hoje acordei e sorri, pois no coração sinto alegria e muita gratidão por mais um dia de vida!

O vencedor é sempre parte da solução. O perdedor é sempre parte do problema.
O vencedor sempre tem um plano. O perdedor sempre tem uma desculpa.
O vencedor diz: "deixe-me ajudá-lo". O perdedor diz: "este não é o meu trabalho".
O vencedor vê uma resposta para todo problema. O perdedor vê um problema em toda resposta.
O vencedor vê sempre uma luz no meio da escuridão. O perdedor vê sempre escuridão no meio de toda luz.
O vencedor diz: "é difícil mas é possível'. O perdedor diz: 'pode ser possível mas é muito difícil'.
POR TUDO ISSO, SEJA UM VENCEDOR!

Era uma vez quatro velas estavam queimando calmamente...

O ambiente estava tão silencioso que se podia ouvir o diálogo que travavam...
- Eu sou a paz!

Apesar da minha luz as pessoas não conseguem manter-me, acho que vou apagar.

E diminuindo, devagarinho, apagou-se totalmente. A segunda disse:
- Eu sou a fé!... Infelizmente sou muito tênue.

As pessoas não querem saber de Deus.
Não faz sentido continuar queimando.
Ao terminar de falar bateu um leve vento e a apagou.

Baixinho e triste a terceira vela se manifestou:
- Eu sou o amor!... Não tenho mais forças para queimar. As pessoas me deixam de lado, só conseguem se enxergar, esquecem-se até daqueles à sua volta. E, num piscar de olhos, apagou !!!

De repente... Entrou uma criança e viu as três velas apagadas.
- O que é isto? Vocês deviam queimar até o fim.
Dizendo isso começou a chorar.

Então a quarta vela disse:
- Não tenhas medo criança. Enquanto eu ainda queimar podemos acender as outras velas... Eu sou a esperança!

A criança com os olhos brilhantes pegou a vela que restava e acendeu as demais.
Que a vela da esperança jamais se apague dentro de você.

Uma das poucas coisas que levamos para o resto das nossas vidas são as lembranças. Sejam elas boas ou más, estão sempre lá, despertadas por um cheiro, uma música ou até outro momento parecido. Poucas pessoas devem pensar nisso, mas nossas lembranças são determinadas pelas nossas atitudes no presente, produzidas a partir da forma como lidamos as situações já esperadas no futuro.

Além de pensar nas consequências que seus atos podem provocar, não se esqueça principalmente das lembranças que irão ocasionar. Certas recordações são praticamente impossíveis de esquecer e nosso cérebro sempre foca naquelas mais marcantes, independentemente de causarem alegria ou sofrimento.

É por isso que devemos ser cautelosos, sejam qual for o momento, pense na forma que lembrará dele para o resto da sua vida e tente construir boas lembranças. Faça das más recordações uma exceção, com uma grande quantidade de bons momentos, aumentará também a possibilidade de boas lembranças surgirem no seu pensamento.