Mensagens de Raiva

Para meu Amigo Irmão:
Era uma vez um garoto que tinha um temperamento muito explosivo. Um dia ele recebeu um saco cheio de pregos e uma placa de madeira. O pai disse a ele que martelasse um prego na tábua toda vez que perdesse a paciência com alguém. No primeiro dia o garoto colocou 37 pregos na tábua. Já nos dias seguintes, enquanto ele ia aprendendo a controlar sua raiva, o número de pregos martelados por dia foram diminuindo gradativamente. Ele descobriu que dava menos trabalho controlar sua raiva do que ter que ir todos os dias pregar diversos pregos na placa de madeira.

Finalmente chegou um dia em que o garoto não perdeu a paciência em hora alguma. Ele falou com seu pai sobre seu sucesso e sobre como estava se sentindo melhor em não explodir com os outros e o pai sugeriu que ele retirasse todos os pregos da tábua e que a trouxesse para ele. O garoto então trouxe a placa de madeira, já sem os pregos, e entregou a seu pai. Ele disse: "Você está de parabéns, meu filho, mas dê uma olhada nos buracos que os pregos deixaram na tábua, a tábua nunca mais será como antes."

Quando você diz coisas estando com raiva, suas palavras deixam marcas como essas. Você pode enfiar uma faca em alguém e depois retirá-la. Não importa quantas vezes você peça desculpas, a cicatriz ainda continuará lá. Uma agressão verbal é tão ruim quanto uma agressão física. Amigos são como joias raras. Eles fazem você sorrir e encorajam você para alcançar o sucesso. Eles lhe emprestam o ombro, compartilham dos seus momentos de alegria, e sempre querem ter seus corações abertos para você.

Oi pai, lembra de mim? Eu sou a sua filha. É, a sua filha está aqui pai.
Ah pai, quanto tempo você ficou ausente, quantos dias eu passei longe de você. Você não me viu crescer, perdeu os meus melhores momentos, e nas horas que eu mais precisei você também não estava comigo.
Porque pai? Porque toda essa distância, você não gosta de mim?
Eu continuo sendo a 'sua garotinha', aquela mesma que amava você, eu ainda sou aquela que todas as noites pede pra Deus te abençoar, eu ainda sou aquela que, às vezes, chora de saudade e de raiva ao mesmo tempo.
Pai... Quantas vezes eu te protegi de todos, quantas vezes eu protegi tua imagem, protegi teu nome...
Quantas vezes eu fiquei esperando você ligar, quantas vezes eu fiquei lembrando de quando eu era criança e você me pegava no colo.
Ah pai, faz tanto tempo que nós não somos "pai e filha", na verdade nós nunca fomos isso. Eu não tenho culpa das coisas que aconteceram pai, não tenho culpa de nada, e eu não tenho que entender o porquê das suas atitudes, acima de tudo você é meu pai, e o que eu queria de você era amor.
Porque você acha que pode me comprar com presentes pai?
Eu não quero isso, eu queria você. Só isso. Só o teu amor de verdade, e a tua atenção.
Pai, não se preocupe, eu não tenho raiva de você, pelo contrário, eu te amo muito, e todos os dias eu me lembro de você, e fico pensando se você lembra de mim também.
Eu não merecia isso pai, não merecia ser largada dessa forma, eu sou sua filha... Pai, você foi embora da minha vida e nem se despediu de mim.
Quantas noites eu chorei por você pai.
Quando todo mundo te julgava eu te protegia, eu não escutava, porque mesmo com os seus erros você sempre foi o meu pai, e eu achava que um dia você pudesse voltar pra me pegar.
Mas até agora você não voltou pai.
Pai, eu estou com saudades, mas não do seu dinheiro e nem das suas coisas. Eu estou com saudade do tempo em que nós dois eramos uma família, eu tenho saudade dos tempos que tudo era normal.

Quando eu perdi o seu amor, achei que o mundo iria acabar, senti meus pés gelados, a boca seca, tontura e náuseas eram companheiras diárias. O que era cor e amor, ficou cinza e raiva.
No começo, senti muita raiva de mim mesmo, porque eu acreditava que havia feito algo de errado, e eu tinha que achar um erro, uma culpa, afinal, tudo acabou de repente...
Depois de muitos dias de angústia e dor, senti um profundo medo, medo de recomeçar, medo de nunca mais encontrar um verdadeiro amor. O que eu queria mesmo era você, era a nossa velha situação de volta, o conforto e o conformismo de nosso suposto amor, eu não acreditava em mais nada, e o pior de tudo, eu não acreditava mais na minha capacidade de ser feliz. Tranquei-me no meu quarto de "egoísmo e desilusão", acreditei que só a dor seria minha companhia daquele dia em diante, até que, não me lembro direito em que dia aconteceu um fato que me marcou muito, foi o dia em que eu me encarei no espelho e me surpreendi com olheiras, com o rosto amarelado, parecia doente.
Eu até então fugia do espelho, mas naquele dia eu tomei um susto muito grande ao perceber que eu estava doente, e finalmente percebi que você não valia a minha saúde, a minha vida e a minha paz.
Sai do quarto e comi com muito prazer tudo o que podia, depois de um banho caprichado de mais de uma hora, me arrumei como se fosse a uma festa, coloquei minha melhor roupa e sai para as ruas disposto a encontrar me com a alegria, em cada esquina revia os amigos e abraçava-os com muito carinho.
Não queria mais perder tempo com o "vazio" e procurei absorver o ar da tarde como se nunca houvesse respirado antes. Olhei para o céu e reconheci a beleza daquela tarde como se fosse a primeira tarde de minha vida. Quando senti que as lágrimas banharam meu rosto, agradeci a Deus a oportunidade de voltar enxergar. Hoje estou amando plenamente e agradeço a você por ter saído de minha vida sem me avisar, porque só quando eu te perdi é que me encontrei de verdade e pude conhecer o verdadeiro amor.

A maior parte das suas dores acontece porque você esconde alguns sentimentos. Quando você sente medo, seja lá do que for, os outros podem saber, sim. Não é vergonhoso sentir medo: ele é só um sinal de autoproteção.

Quando você sente raiva, expresse-a! Ela é um sentimento tão natural quanto a afeição. Se você pode dizer a alguém que o quer bem, por que não pode dizer-lhe que sente raiva também?

Se no seu coração existem mágoas, lave-o! Fale sobre elas com quem magoou você. Não deixe que elas corroam sua alma e seu espírito. Muitas vezes a pessoa nem sabe o quanto magoou e, se você lhe disser, talvez vocês tenham a chance de, em conjunto, esclarecer algo pequeno que pareceu tão grande.

Se é ressentimento o que sente, por que esconde-lo?
O ressentimento, depois de expressado, fica mais leve para quem o sente e, um dia, desaparece. Quando menos esperar você notará que veio o perdão em seu lugar.

Se há depressão, há outros caminhos diferentes da opção pelo isolamento. Escolha ouvidos amigos, fale e abra-se para ouvir as respostas, sejam elas quais forem. Mesmo que venham palavras pouco agradáveis de ouvir, elas podem ser o gancho para trazer-lhe de volta a alegria de viver, a capacidade para enxergar que nem tudo são trevas.

Amigo não é só aquele que lhe empresta o ombro para chorar:
Muito mais amigo é aquele que traz o tapa que desperta, que o faz acordar para a Vida. Não há ninguém neste mundo que nunca foi ferido, magoado, machucado. E também não há quem não conheça a alegria de retornar ao porto da felicidade. Você será entendido e compreendido.

Esteja você como estiver, não se esconda! Mostre-se! Todo sentimento tem seu próprio e real valor. Ponha a boca no mundo! Não há barreiras que possam impedi-lo de encontrar AMOR!