Pessimista - Mensagens

Após um naufrágio, o único sobrevivente agradeceu a Deus por estar vivo tendo conseguido se agarrar em parte dos destroços para poder ficar boiando. Este único sobrevivente foi parar em uma pequena ilha desabitada fora de qualquer rota de navegação, e ele agradeceu novamente.

Com muita dificuldade ele conseguiu montar um pequeno abrigo para que pudesse se proteger do sol, da chuva, dos animais, e como sempre agradeceu.

Nos dias seguintes a cada alimento que conseguia caçar ou colher, ele agradecia. No entanto um dia quando voltava da busca por alimentos, uma forte chuva caiu sobre a ilha e um raio atingiu o seu abrigo deixando-o em chamas, envolto em altas nuvens de fumaça.

Terrivelmente desesperado ele se revoltou, gritava chorando:
"O pior aconteceu! Perdi tudo! Deus, por que fizeste isso comigo?"
Chorou e blasfemou tanto, que adormeceu, profundamente cansado.

No dia seguinte bem cedo, foi despertado pelo som de um navio que se aproximava.
- "Viemos resgatá-lo!" - disseram.
- "Como souberam que eu estava aqui?" - perguntou ele.
- "Nós vimos o seu sinal de fumaça!"

Moral da história
É comum sentirmo-nos desencorajados e até desesperados quando as coisas vão mal. Mas Deus sempre age em nosso benefício, mesmo nos piores momentos...

O OTIMISTA tem consciência de sua origem divina, aceita a vida com gratidão e se identifica com tudo o que é bom, belo, justo, nobre, harmonioso.
O otimista tem uma personalidade atraente. É ativo, afetuoso, cordial, alegre, produtivo. Tem espírito fraterno, coração generoso, é inabalável. Tem caráter nobre.
O entusiasmo é uma constante em sua vida. Ele está sempre desenvolvendo suas qualidades e aptidões: deixa rastros de luz e bons exemplos por onde passa.
É amigo da ordem e do progresso. Vê no trabalho uma demonstração de afeto e o melhor caminho para suas realizações.
O PESSIMISTA ignora sua filiação com o Criador e desconhece que, em seu íntimo, há um potencial ilimitado de força que podem ser usadas livremente em seu benefício e no de terceiros.
O pessimista inverte os valores que Deus lhe dá. Por isso, toma atitudes negativas, enxergando tudo como um mal.
Está sempre prevendo dores e pesares. É apático, indolente, indeciso, triste e improdutivo. Tem inveja de quem prospera e de quem contribui para o progresso.
Enquanto ele não desperta para a grande realidade, fica à margem da estrada, sem usufruir as alegrias da Vida.

Confiar no Senhor enquanto tudo vai mal é uma tarefa difícil. Quando parece que o mundo está desabando em cima de nós, o máximo que conseguimos é ter pensamentos pessimistas enquanto nossas esperanças vão diminuindo uma a uma. Mas é no vale do deserto que Deus nos ensina a confiar no Seu amor.
Precisamos lembrar que o poder de Deus é maior que qualquer dificuldade e barreira que encontremos em nossa caminhada. É na época da dificuldade que o poder de Deus vem nos aperfeiçoar em cada uma das nossas fraquezas.
E o amor Dele encobre cada uma das nossas necessidades, jamais nos desampara, e isso é uma forma de acalmar o nosso coração, de o nosso coração se aquietar, de nós nos fortalecemos Nele. Não precisamos de muita coisa para demonstrar que Ele está conosco no meio do deserto, estar de pé depois de uma guerra já é uma grande prova.
Com Cristo somos mais que vencedores, por mais que o mar esteja agitado, sabemos que a vitória chegará, apenas espere no Senhor e confie, e verás que a glória da segunda casa, será maior que a da primeira.

Essa energia que pessoa boas, vibram, exalam nos contagia, energia do bem.
Desejo, necessito somente de energias assim.
Delicia abraçar uma alma iluminada, aconchego de um abraço assim é único.
Quero somente energia boa, por isso ando purificando a alma e sendo cada dia mais seletiva.
Chega de energia negativa, de pessoas pessimistas, de contrariedade, por que não pensar positivo.
Vamos sim, liberar energia que contagia, imagina na delicia que é dar gargalhadas dos erros, mas para isso é necessário vivencia-lo.
Vamos viver em harmonia, vamos escolher sem medo de rejeição as energias que desejamos ao nosso lado.
Não tenhamos mais medo, vamos dizer não as coisas, pessoas, objetos, lugares que não nos fazem bem.
Vamos sonhar acordados, vamos ser feliz!
Eu desejo e sei que você também!

Às vezes achamos que controlamos nossos sentimentos a ponto de decidir quem será o amor da nossa vida, e nesse pensamento nos privamos de trocar experiências com pessoas que achamos "feias", "chatas", "não combina comigo" e assim deixamos de vivenciar momentos únicos.
Mas o destino sempre nos reserva coisas boas, até os mais pessimistas foram contemplados com uma "improvável felicidade". Essa improvável felicidade se chama AMOR e por não decidirmos esse sentimento descobrimos que não controlamos absolutamente nada, e isso deve ser respeitado.
É preciso viver sem manual, sem tanta regra, sem tanta burocracia.
Sabe aquela pessoa que sem querer senta do seu lado em um banco da praça e você simplesmente o ignora por não ter olhos azuis, essa pessoa pode ser simplesmente incrível.
Se quer viver uma improvável felicidade, abra o seu coração. Busque aquilo que te faz bem, não somente o que te convém.

Amigos, muito são pessimistas, desconfiando da sociedade presente e apregoando que no passado é que era bom. Devemos rever tal postura. Não adianta saudosismo inútil e perigoso, pois paralisa a alma em seus objetivos, fazendo com que vivamos de forma medrosa e apática. Cada época tem seus benefícios e vantagens, como também tem seus malefícios e suas desvantagens.
A diferença está em cada um de nós. Se clamamos por uma Humanidade mais solidária e cooperativa, onde as pessoas sejam mais fraternas e amigas, precisamos perguntar o que estamos fazendo para edificar tal Humanidade. Muito fácil criticar, e ao mesmo tempo continuarmos de braços cruzados.
Indaguemos de nós próprios: o que tenho feito para auxiliar em meu lar as pessoas que convivem comigo? O que tenho feito em minha rua e em meu bairro para unir mais os moradores e torná-los (rua e bairro) um recanto mais agradável?
O que tenho feito por minha cidade para solucionar os problemas que afligem os que navegam no mesmo barco urbano que eu? Tenho contribuído para um melhor ambiente de trabalho? Em meu núcleo religioso (seja qual for) tenho levado a sério as propostas ou apenas bato o ponto? Nos demais ambientes sociais faço diferença ou apenas sou mais um na multidão?
Façamos o bem ao nosso alcance. As pessoas que fazem o bem sempre fazem a diferença em qualquer ambiente. Seja bondoso, pois a bondade é a virtude que nos faz melhor interagir com as demais pessoas, transformando o mundo à nossa volta. Medite nisso e faça mais.

Eu escolho viver. Vivo por decisões próprias, sou eu quem faço as minhas escolhas. E eu escolhi não viver ao acaso, não contar só com a sorte.

Eu escolho mudar na minha vida aquilo que sinto que preciso mudar. Sim, tomar atitudes, pois para quem não tem atitude, qualquer coisa serve de desculpa para não sair do lugar.

Eu escolho ser otimista, pensar positivo e ser motivado, e não pessimista, ou fatalista, ou manipulável. Eu escolho ser útil, não fútil.

Eu escolho sobressair entre os outros pelas minhas capacidades, e não ganhar a qualquer custo.

Eu escolho ter autoestima e não autopiedade. Eu escolho ouvir a minha própria voz, a voz do meu coração, e não seguir somente a opinião dos outros.

Eu escolho confiar em mim e viver a minha vida, e não viver as expectativas que outros criam para mim.

Para começar, goste de si mesmo! Este é o mais importante ingrediente da autoconfiança. Pessoas que se amam são alegres e otimistas, sentem-se bem consigo mesmas e os outros gostam de estar com elas.
Depois, faça a escolha certa dos seus pensamentos. Você é a soma total dos seus pensamentos. Dizem que temos 90 mil pensamentos por dia, dos quais 60 mil são repetitivos, ou seja, repetimos os mesmos pensamentos muitas vezes ao dia. Então, a única diferença entre um otimista e um pessimista é o que eles escolhem como centro de seus pensamentos e é você quem tem a liberdade de escolher que tipo de pensamento vai conservar e quais vai dispersar... Por isso, diga "não" aos pensamentos que causam um estado de espírito negativo e procure outros que provoquem otimismo e alegria.
Outro recurso para adquirir autoconfiança é a escolha das influências que deseja receber. Você sabe, estamos expostos a todo tipo de influência e opiniões diariamente. Por isso saiba exatamente o que o influencia e escolha à quais influências expor-se. Inunde a sua mente com pensamentos e ideias animadoras e positivas... Leia biografias de pessoas que fizeram coisas extraordinárias... Desenvolva a imunidade ao pessimismo de modo a não absorvê-lo. Por fim, cuidado com as comparações.
A maneira rápida de você acabar com sua autoconfiança é comparar-se com pessoas erradas... Portanto, não coloque ninguém em um pedestal... A melhor maneira de agir é esquecer as comparações e escolher alguém de valor como exemplo uma pessoa que tenhas qualidades e características que você admira e que poderá lhe ensinar alguma coisa.

Um ancião entoava de alegria, a margem do caminho, e cantava um hino de louvor a vida.
Um passante pessimista, magoado com tanto júbilo, indagou-lhe agressivo:
– Por que tal felicidade? Será porque a morte já te espreita?
– Não é por isso, mas por outros três motivos, respondeu o idoso. Primeiro, porque num universo onde a vida entoa, só o homem pensa e eu sou um homem. Segundo, porque a dúvida que a tantos atormenta, não encontra agasalho em mim: sou um homem de fé. E, por fim, porque todos sabemos que o corpo é de breve duração e eu sou um homem que tem vivido muito. A morte, que a todos espreita em todas as idades, ainda não se recordou de mim. Quando, porém, chegar, será muito bem recebida. Tenho ou não tenho razão para ser feliz?

Todas as situações que vivemos têm no mínimo dois lados. Um positivo e outro negativo. O que faz a diferença é a maneira como lidamos com essas situações.
Todo momento de crise, seja financeira, familiar ou pessoal é uma oportunidade, uma ocasião favorável para o aprendizado.
Crises representam momentos especiais para renovação, para se desfazer do velho que não funciona mais. E para que surja o novo. Podemos olhar a situação como vítimas das circunstâncias, com um olhar pessimista... Ou entender que podemos agir e tirar o melhor proveito da situação.
A crise é a oportunidade que temos para refletir, repensar agir e reposicionar. Algumas pessoas só têm esse tipo de atitude em situações como essa, quando são arremessadas de uma zona de conforto para a zona de pânico.
A questão não é a crise e sim o que fazemos com ela. Que aprendizado podemos tirar desses momentos.
Comparo crises com as dores das cólicas. São dores cíclicas e fazem parte da vida. A pior é sempre aquela que a gente está vivendo agora. As que já passaram, bem ou mal, já foram superadas.
Ficar sentado, reclamando da vida, não vai mudar nada mesmo! É preciso ter coragem de sacudir a poeira do conforto, encarar o pânico e começar a agir!

Tenha ânimo! Não viva como se tudo fosse uma carga pesada, uma obrigação. Encontre alegria nas tarefas diárias, e prazer nas pequenas coisas da vida.

A felicidade se constrói aos poucos. A felicidade não surge em nossas vidas como uma tela pintada e acabada, a felicidade é como um quebra-cabeças feito de muitas peças que encontramos espalhadas pela vida. É preciso estar atento para encontrá-las! Se perdermos o ânimo e o entusiasmo, não prestamos atenção e deixamos que as peças fiquem esquecidas pelo caminho, ou perdemos a habilidade de uni-las do modo correto.

Se a vida parece não correr bem, não se desanime. Muitas vezes, é nos momentos de crise que encontramos as boas oportunidades, basta nos mantermos atentos.

Não seja pessimista ou fatalista, coisas positivas dificilmente acontecem na vida de pessoas negativas. Por mais difícil que pareça a jornada, tente manter vivo o seu ânimo para encarar os desafios. Muitas vezes os obstáculos escondem as peças mais difíceis e que completam o quebra-cabeças da felicidade.

Para um preso, menos 7 dias
Para os felizes, 7 motivos
Para os tristes, mais 7 dias
Para a esperança, 7 novas manhãs
Para a insônia, 7 longas noites
Para os sozinhos, 7 chances
Para os ausentes, 7 culpas
Para os empresários, 25% do mês
Para os economistas, 0,019 do ano
Para o pessimista, 7 riscos
Para o otimista, 7 oportunidades
Para a terra, 7 voltas
Para cumprir o prazo, pouco
Para criar o mundo, o suficiente
Para uma gripe, a cura
Para a história, nada
Para a vida... Tudo!

Faça de cada dia desta semana um dia especial!
Tenha uma excelente semana ou sete dias maravilhosos.

Boa Semana!

Um companheiro amargurado por desgostos do cotidiano, certa feita, através de emissora interiorana, ouviu a voz empolgante de um professor de otimismo que lhe cativou a atenção e a simpatia.
De três em três dias, ia-lo postado junto ao receptor, a fim de registrar os concertos do orientador distante.
Tão admirado se viu com as respostas com que o prestimoso amigo reconfortava e instruía aos ouvintes, que lhe dirigiu a primeira carta, solicitando-lhe auxílio para sanar as inquietações de que reconhecia ser objeto.
Entusiasmado com os apontamentos que obtinha pelo sem fio, confiou-se à copiosa correspondência, rogando-lhe as opiniões que chegavam sempre sinceras e sensatas.
Aquele homem, cujas palavras de paz e compreensão se espalhavam pelo rádio, devia conhecer as mais intrigadas questões humanas.
Para quaisquer indagações, expedia a resposta exata e tanto adentrou na faixa dos pensamentos novos que lhe eram endereçados que o amigo, dantes fatigado e pessimista, observou-se curado da angústia crônica que o possuía.
Renovado e feliz, deliberou exteriorizar a gratidão que lhe vibrava nos recessos do ser, procurando abraçar o benfeitor pessoalmente.
Combinaram dia e hora para o encontro e o beneficiado despendeu oito horas, em automóvel, varando estradas difíceis, de modo a reverenciar o professor que lhe reabilitara as forças para a vida.
Só então, depois de atingir a cidade para a qual se dirigia, entre consternação e jubilo, conseguiu avistá-lo, verificando, por fim, que o distinto radialista, que lhe devolvera a alegria de viver e trabalhar, era paralítico e cego.

Quem disse que só o corpo precisa de higiene? O homem é feito de corpo e alma. Limpar a alma também é fundamental para a saúde. Mas a alma não se suja com as mesmas substâncias que sujam o corpo.

O corpo é matéria, e o que suja o corpo são coisas concretas. Já o que suja a alma são pensamentos e sentimentos. O que suja a alma é o rancor, a mágoa, a raiva, a inveja, a ansiedade, o medo, a desconfiança.

A alma vai ficando poluída de sentimentos e pensamento ruins, vai ficando intoxicada, tornando a mente confusa e a visão embaçada.

Quando se sentir pesado, pessimista, desiludido, cansado, tente afastar os pensamento negativos. Nada melhor para limpar a mente do que pensamentos positivos, otimismo e ânimo.

Da mesma forma como o corpo precisa de higiene, a mente também precisa. E muitas vezes, é mexendo o corpo que se consegue limpar a alma, a mente... Não é à toa que existe o ditado "mente sã, em corpo são"!

Era uma vez, um homem que só via e realçava o mal em tudo o que fazia. Um dia ele morreu e "partiu dessa para uma melhor".
Só que do lado de lá havia um companheiro que não largava do seu pé, e o acompanhava o tempo todo.
Era um verdadeiro "mala": egoísta, pessimista, mal-humorado, ?critiqueiro?, mal-agradecido, e que só sentia-se bem quando estava mal.
O homem, não o suportando mais, foi a um anjo e implorou: "Por favor, livra-me da companhia daquele sujeito, eu já não aguento mais..."
O anjo, entre admirado e compadecido, respondeu:
"Mas não há nenhum companheiro. Aqui só existe um sistema de espelhismo, que faz com que cada um veja e conviva com o que formou de si mesmo. Depende somente de você libertar-se dele."