Mensagens de Força

Amor possessivo não é amor, como todo mundo sabe e estão cansados de ouvir que: "Ninguém é de ninguém neste mundo". Nem nossos filhos são nossos, o que dirá um homem ou uma mulher. As pessoas são livres; livres para amar e escolherem quem querem amar.

O amor que exige exclusão e posse não é amor. O amor possessivo amarra, impede o crescimento, enquanto que o amor verdadeiro é a força, é o impulso que faz o outro crescer. Amar alguém é comprometer-se.

O amor é uma soma para que cada um possa ser mais ele mesmo, ele não existe para aliviar a dor e nem tampouco para resolver necessidades, carências e interesses do outro.

O amor verdadeiro, maduro, é livre, é incondicional, sabe ceder e perder com serenidade para o bem da pessoa amada; sabe viver quando tem o bem e também quando não tem; sabe dialogar e chegar a conclusões maduras e sensatas.

O amor não nasce pronto, de uma vez. Tem que haver vibração, tem que ser harmônico. Como um amigo, companheiro nas horas felizes e tristes, é ser honesto, sincero, confiante, verdadeiro em palavras e atitudes.

O amor é como uma rosa, mas para que essa rosa exista, é preciso que existam também espinhos. Mas mesmo assim, o amor ainda é a maior força que existe em nós, e é só o amor que nos transforma, que nos amadurece.

Se não aceitarmos de coração aberto a dinâmica transformadora do amor estaremos definitivamente nos negando a crescer e para sempre permaneceremos num estado infantil.

Não importa quem você ama. Como diz Hermann Hesse: "Não é felicidade ser amado; todos amam a si mesmos, amar aos outros, sim, é que é felicidade!"

De repente, deu vontade de um abraço... Uma vontade de entrelaço, de proximidade... de amizade, sei lá !
Talvez um aconchego amigo e meigo, que enfatize a vida e amenize as dores... Que fale sobre os amores, seja afetuoso e ao mesmo tempo forte... Deu vontade, de poder ter saudade de um abraço.
Um abraço que eternize o tempo e preencha todo o espaço. Mas que faça lembrar do carinho, que surge devagarzinho, na magia da união dos corpos, das auras, sei lá! Lembrar do calor das mãos, acariciando as costas, a dizerem:
- Estou aqui !
Lembrar do enlaçar dos braços, envolventes e seguros, afirmando:
– Estou com você !
Lembrar da transfusão de força, ou até da suavidade do momento, sei lá.
Então, pensei em como chamar esse abraço: abraço poesia, abraço força, abraço união, abraço suavidade, abraço consolo e compreensão, abraço segurança e justiça, abraço verdade, abraço cumplicidade ?
Mas o que importa é a magia desse abraço, a fusão de energias que harmoniza, integra o todo e se traduz no cosmos, no tempo e no espaço... Só sei que agora, deu vontade desse abraço.
Um abraço que desate os nós, transformando-os em envolventes laços... Que sirva de "colo", afastando toda e qualquer angústia... Que desperte a lágrima de alegria e acalme o coração... Um abraço que traduza a amizade, o amor e a emoção.
E para um abraço assim, só consegui pensar em você.
Nessa sua energia, nessa sua sensibilidade, que sabe entender o porque dessa minha vontade. Pois então:
– Dá logo esse abraço!