Mensagens de Esperança

Fui convidada a entrar na Galeria Esperança.
Um anjo tão belo como um arco-íris, foi designado para nos conduzir mostrando os quadros da vida, nos corredores do mundo.
A primeira tela foi o quadro do Poder e da Vaidade, um era seguimento do outro... Em seguida vinha também em par o quadro do Egoísmo e da Miséria.
Continuamos, ele ficava cada vez mais triste ao demonstrar aqueles quadros.
O anjo com os olhos úmidos apontou-me o quadro da Fome e da Dor.
Mais adiante numa galeria só, outros quadros desfilavam ao nosso olhar: o quadro da guerra. do abandono. da violência. do ódio. da agonia. da solidão. Ah! E tantos outros mais amargos e tristes!
Olhei para o anjo e perguntei onde estava os quadros da Amizade, da Solidariedade, da Paz e da Fraternidade? Onde estava os quadros da Alegria, da Partilha, da Comunhão? Onde estava os quadros do Amor, da Caridade, onde?
Ele apontando à tela do céu e me mostrou Jesus. Jesus estava representado numa tela, num esboço em preto e branco, sem nenhum colorido.
- Ele deixou as sementes, se elas crescessem teríamos todas as pigmentações para pintar novos quadros.
- Mas diga-me onde estão essas sementes?
- Na vontade dos homens, nas mãos dos homens e no coração dos homens, foi lá que Ele deixou, a Semente Amor!
Sai da Galeria Esperança em silêncio, triste, cabisbaixa.
Ele sorriu e disse: - À Galeria chama-se, ESPERANÇA! Vocês podem dar forma, luz e cor a esses quadros em esboço, basta usar as mãos no labor diário, nos natais da oportunidade que à vida lhes propicia na realidade dos dias.

Navegue, descubra tesouros, mas não os tire do fundo do mar, o lugar deles é lá.
Admire a lua, sonhe com ela, mas não queira trazê-la para a terra.
Curta o sol, se deixe acariciar por ele, mas lembre-se que o seu calor é para todos.
Sonhe com as estrelas, apenas sonhe, elas só podem brilhar no céu.
Não tente deter o vento, ele precisa correr por toda parte, ele tem pressa de chegar sabe-se lá onde.
Não apare a chuva, ela quer cair e molhar muitos rostos, não pode molhar só o seu.
As lágrimas? Não as seque, elas precisam correr na minha, na sua, em todas as faces.

O sorriso! Esse você deve segurar, não deixe-o ir embora, agarre-o!
Quem você ama? Guarde dentro de um porta-joias, tranque, perca a chave!
Quem você ama é a maior joia que você possui, a mais valiosa.
Não importa se a estação do ano muda ou se o século vira. Conserve a vontade de viver, não se chega à parte alguma sem ela.

Abra todas as janelas que encontrar e as portas também.
Persiga um sonho, mas não deixe ele viver sozinho.
Alimente sua alma com amor, cure suas feridas com carinho.
Descubra-se todos os dias, deixe-se levar pelas vontades, mas não enlouqueça por elas.
Procure, sempre procure o fim de uma história, seja ela qual for.
Dê um sorriso para quem esqueceu como se faz isso.
Olhe para o lado, alguém precisa de você.

Abasteça seu coração de fé, não a perca nunca.
Mergulhe de cabeça nos seus desejos e satisfaça-os.
Agonize de dor por um amigo, só saia dessa agonia se conseguir tirá-lo também.
Procure os seus caminhos, mas não magoe ninguém nessa procura.
Arrependa-se, volte atrás, peça perdão!
Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas.

Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se achá-lo, segure-o!
Circunda-te de rosas, ama, bebe e cala.

O mais é nada.