Escolha - Mensagens

Não vivemos exatamente o que sonhamos, vivemos o que catávamos o que nos foi guardado, o que merecemos. Geralmente sofremos quando esperamos algo de alguém; o ideal é não esperar nada de ninguém, e se surpreender com cada ato, cada inesperado tão esperado ocultamente.
Esquecemos que estes são humanos, e como tal, erram. Todos nós somos felizes e para todos nós o sol continua brilhando; devemos saber perder. Devemos viver e aproveitar o que nos foi oferecido, sem mais demais, e apesar de todos os apresares, temos a chance de sermos felizes com nossas escolhas.
Que podem de certa forma nos influenciar em nosso futuro, pois nossas escolhas são determinantes para uma vida de sofrimento e angústia, ou de alegria e gozo. Até Deus o Pai sobre todas as coisas, também teve o seu momento de escolhas, foi sua escolha ao querer morrer naquela cruz que nos deu o direito de fazer as nossas.
Ele nos dar o direito de escolher, segui-lo ou não? Se seguirmos será de certa forma uma escolha radical, pois andaremos na contra mão do mundo? Ele mesmo nos falou: pelo meu nome o mundo vós adiará?, mas tende bom ânimo, porque Eu venci o mundo.
Seremos cobrados pelos nossos atos, pelas nossas escolhas, pelo nosso caráter diante de Deus. O que teremos de bom para dar a Ele? Fidelidade ou Infidelidade Fé ou Incredulidade. Santidade ou o mais abominável de todas as coisas, o Pecado. Mas uma coisa é certa, nossas escolhas nos dirão o que seremos. Pois o bom é saber que sempre teremos o direito de escolhas.

João é o tipo do cara que você gostaria de conhecer. Ele está sempre de bom humor e sempre tem algo de positivo para dizer. Se alguém perguntar como ele está, a resposta sempre vai ser: Se melhorar estraga!
Fiquei tão curiosa com o jeito de ser do João, que um dia disse pra ele: Você não pode ser uma pessoa tão positiva assim, o tempo todo. Como é que você consegue?
Ele me respondeu que toda manhã, quando acorda, diz pra ele mesmo: João, você tem duas escolhas. Pode ficar de bom humor ou de mau humor. Escolho ficar de bom humor. Eu argumentei que não é fácil estar sempre de bom humor...
É fácil sim, o João respondeu. A vida é feita de escolhas. Você escolhe como reagir às situações e de que forma as pessoas vão afetar o seu humor. É sua a opção de como você vai viver a sua vida.
o tempo passou e eu soube que o João tinha sido assaltado e baleado pelos assaltantes. Por sorte foi encontrado a tempo de ser socorrido.
Tempos depois, encontrei novamente o João. Quando perguntei como ele Estava respondeu: Se melhorar estraga. Fiquei surpresa e perguntei o que o levava a responder sempre daquele jeito otimista...
Ele contou que durante o assalto, deitado no chão, todo ensanguentado, lembrou que tinha duas escolhas: Poderia viver ou morrer. E ele escolheu viver.
Ele me contou que quando entrou na sala de emergência do hospital e viu a expressão dos médicos, ficou apavorado: Achei que eles olhavam pra mim pensando: Esse cara já era!
João, então, decidiu que tinha que fazer alguma coisa. Quando uma enfermeira quis saber se ele era alérgico a alguma coisa, Respondeu que era sim:
Sou alérgico a balas, gritei. Depois, rindo, eu disse pra eles: Estou escolhendo viver, me operem como um ser vivo, não como morto.
João sobreviveu graças à persistência dos médicos, mas também graças à sua atitude sempre positiva.
Aprendi com o João que todo dia temos a opção de viver plenamente. Afinal de contas, atitude é tudo, né mesmo? Viva intensamente! E com muito carinho...

Cada um de nós tem muitas escolhas, e podemos, a cada momento da vida, fazer novas escolhas. Não precisamos continuar a ser uma vítima do ambiente em que vivemos.
Contudo, para encontra um outro caminho, precisamos trabalhar muito para não dar respostas reflexas que se baseiam nas nossas experiências e condicionamentos passados.
Podemos preferir olhar para dentro de nós mesmos a cada dia para ver se há resíduos de medo, julgamento, raiva ou ódio. Se os encontrarmos, podemos preferir ver o valor de mudar nossa mente, deixando de lado os pensamentos negativos e os julgamentos.
Essas novas escolhas é que irão mudar a nossa vida. Podemos resolver, a qualquer momento, criar um presente que não seja determinado pelas sombras do temido e doloroso passado. Podemos escolher um presente que se baseie no amor e no perdão.
Podemos nos lembrar que a paz de espírito só se tornará uma realidade quando neutralizarmos os julgamentos negativos que fazemos uns dos outros, e acreditarmos, de todo coração, na igualdade.
Não conquistaremos a paz de espírito até que tenhamos pelos outros o mesmo interesse que temos por nós mesmos.
Quando enxergarmos a luz dos outros, o poder milagroso do amor virá fazer parte de nossa vida. Quando isso acontecer, quando começarmos a mudar nossa mente, nossa vida também irá mudar e o preconceito e a discriminação começarão a desaparecer da face da Terra.
Afirmações:
1. Hoje verei todas as pessoas como iguais.
2. Se eu perceber que estou julgando os outros, devo lembrar de que isso acontece porque, de um modo ou de outro, estou julgando a mim mesmo.
3. Quando odeio os outros, é porque, de algum modo, odeio a mim mesmo.
4. Quando sou mesquinho com os outros, talvez seja porque não curei os momentos do meu passado em que os outros foram mesquinhos comigo.
5. Se eu me sinto o dono da verdade com relação aos outros, talvez seja porque quero mostrar que eles estão errados só para provar que eu estou certo.